O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Projetos
  3. Clássicos da Arquitetura: La Sagrada Familia / Antoni Gaudi

Clássicos da Arquitetura: La Sagrada Familia / Antoni Gaudi

Clássicos da Arquitetura: La Sagrada Familia / Antoni Gaudi
Clássicos da Arquitetura: La Sagrada Familia / Antoni Gaudi, Fachada da Paixão © Expiatory Temple of the Sagrada Família
Fachada da Paixão © Expiatory Temple of the Sagrada Família

A obra do Temple Expiatori de la Sagrada Família começou em 1882, mais de um século atrás e permanece em construção, com conclusão prevista para 2026. É, talvez, a estrutura mais conhecida do modernismo catalão, atraindo mais de três milhões de visitantes anualmente. O arquiteto Antoni Gaudí trabalhou no projeto até sua morte em 1926, mesmo sabendo que não viveria para vê-lo finalizado.

© John Kennan © John Kennan © Expiatory Temple of the Sagrada  Família © Jose Gonzalvo + 38

Construção das abóbadas do corredor, 1997 © Expiatory Temple of the Sagrada Família
Construção das abóbadas do corredor, 1997 © Expiatory Temple of the Sagrada Família

Gaudí foi nomeado arquiteto em 1883, aos 31 anos de idade, após desentendimentos entre os promotores do templo e o arquiteto original, Francisco de Paula del Villar y Lozano. Ele manteve o plano de cruz latina de del Villar, típico das catedrais góticas, mas partiu do gótico de várias maneiras significativas. Mais notavelmente, Gaudí desenvolveu um sistema de colunas anguladas e abóbadas hiperboloidais para eliminar a necessidade de contrafortes voadores. Em vez de depender de elementos externos, as cargas horizontais são transferidas através das colunas no interior.

Planta Baixa
Planta Baixa

A Sagrada Familia utiliza formas tridimensionais de superfícies regradas, incluindo hiperbolóides, parábolas, helicóides, e conoides. Estas formas complexas permitem uma estrutura delgada, mais fino, e destinam-se a melhorar a acústica e qualidade da luz do templo. Gaudi utilizou modelos de gesso para desenvolver o projeto, incluindo uma maquete em escala 1:10 da nave principal medindo cinco metros de altura, com dois metros de largura por dois de profundidade. Ele também desenvolveu um sistema de cordas e pesos suspensos a partir de uma planta do templo no teto. A partir deste modelo invertido ele derivou os ângulos necessários das colunas, abóbadas e arcos. Isto é evidente nas colunas inclinadas da fachada da Paixão, que lembram estruturas tensionadas, mas atuam em compressão.

Azulejos da Abóbada © Renate Dodell
Azulejos da Abóbada © Renate Dodell

Gaudí incorporou simbolismo religioso em cada aspecto da Sagrada Familia, criando uma representação visual das crenças cristãs. Ele projetou três fachadas emblemáticas para a basílica, a Glória, Natividade e Paixão, viradas a sul, leste e oeste, respectivamente. A escultura da fachada da Natividade remete a uma suavidade, e a estrutura intrincada foi supervisionada por Gaudí. A fachada da Paixão é caracterizada pelo trabalho de Josep Maria Subirachs, cujas esculturas angulares estendem o caráter modernista do templo. O escultor Etsuro Sotoo foi responsável pelos ornamentos das janela e florões, que simbolizam a Eucaristia.

Detalhe da Fachada da Paixão © Renate Dodell
Detalhe da Fachada da Paixão © Renate Dodell

A nave central sobe a uma altura de 45 metros, e foi projetada para se parecer com uma floresta de pilares multi-colorida em Montjuïc e granito. Os cais mudam na seção transversal da base para o topo, aumentando do número de vértices de poligonais para circulares. As colunas delgadas, bifurcando-se, sugerem que se olhe para cima, onde há filtros de luz através de aberturas circulares nas abóbadas. Estes são revestidos em telhas de vidro veneziano verdes e dourados, articulando as linhas das hiperbolóides.

© John Kennan
© John Kennan

Depois de concluída, La Sagrada Familia contará com dezoito torres compostas para apresentar vistas únicas sobre o templo a partir de qualquer ponto de observação. Quatro torres sineiras representando os Apóstolos coroam cada fachada, atingindo cerca de 100 metros de altura. No extremo norte, uma torre que representa a Virgem Maria situar-se-á sobre a abside. A torre central atingirá 72 metros de altura e simbolizará Cristo, rodeado por quatro torres representando os Evangelistas.

Fachada da Natividade © Expiatory Temple of the Sagrada Família
Fachada da Natividade © Expiatory Temple of the Sagrada Família

Mesmo enquanto a construção continua, porções mais antigas vem passando por limpezas e restaurações. O templo tem contado inteiramente com doações privadas desde o seu início, e tem tido muitos atrasos devido à falta de financiamento. Um revés particularmente significativo ocorreu durante a Guerra Civil Espanhola, quando a oficina de Gaudi foi destruída, incluindo grande parte da documentação que ele deixou para trás.

1925 © Expiatory Temple of the Sagrada Família
1925 © Expiatory Temple of the Sagrada Família

Gerações subsequentes de artesão e arquitetos têm contado com os desenhos restantes e maquetes de gesso para fazer avançar o projeto, aderindo à visão de Gaudi tanto quanto possível. Como resultado, o projeto do templo é uma colaboração abrangendo séculos. O próprio Gaudí via o projeto como um trabalho coletivo de gerações. "Vou envelhecer, mas outros virão depois de mim. O que deve ser sempre conservado é o espírito do trabalho, mas sua vida deve depender das gerações que é transmitido para e com quem ele vive e é encarnado." [1]

© Expiatory Temple of the Sagrada  Família
© Expiatory Temple of the Sagrada Família

Nas últimas décadas, a Sagrada Familia adotou tecnologias de projeto e construção digitais contemporâneas. Arquitetos e artesãos utilizam programas como Rhinoceros, Cadds5, Catia, e CAM para entender as geometrias complexas e visualizar o edifício como um todo. As maquetes de gesso são ainda utilizadas como uma ferramenta de projeto, mas agoras são geradas por uma impressora 3-D para acelerar o processo. Um vídeo digital renderizado foi lançado recentemente mostrando a aparência esperada da Sagrada Familia após a conclusão.

Notas:
[1] Basílica de la Sagrada Família. La Fundació de la Junta Constructora del Temple Expiatori de la Sagrada Família. Website. 7 de outubro de 2013. 

  • Arquiteto

    Antoni Gaudí
  • Localização

    La Sagrada Familia, Carrer de Mallorca, 401, 08013 Barcelona, Espanha
  • Arquiteto Principal

    Antoni Gaudí
  • Atual Arquiteto Chefe

    Jordi Fauli
  • Antigos Arquitetos Chefes

    Jordi Bonet, Francesc de Paula Quintana i Vidal, Isidre Puig i Boada, Lluís Bonet i Garí, Francesc de Paula del Villar y Lozano
  • Principais arquitetos Adjuntos

    Carles Buxadé, Joan Margarit, Josep Gómez Serrano
  • Consultores

    Universitat Politècnica de Catalunya, Royal Melbourne Institute of Technology
  • Departamento de Projeto

    Jordi Coll, Andrés de Mesa
  • Escultores

    Etsuro Sotoo, Josep Maria Subirachs
  • Vitrais

    Joan Vila-Grau
  • Fotografias

  • Área

    4.500 m2

Ver a galeria completa

Localização aproximada, pode indicar cidade/país e não necessariamente o endereço exato. Cita: Jones, Rennie. "Clássicos da Arquitetura: La Sagrada Familia / Antoni Gaudi" [AD Classics: La Sagrada Familia / Antoni Gaudi] 05 Jun 2017. ArchDaily Brasil. (Trad. Souza, Eduardo) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/787647/classicos-da-arquitetura-la-sagrada-familia-antoni-gaudi> ISSN 0719-8906