Edifício Escher / E2A

Edifício Escher / E2A

© Jan Bitter© Georg Aerni© Georg Aerni© Jan Bitter+ 9

  • Equipe De Projeto:Wim Eckert, Piet Eckert com Nils Döring e Anna Maria Tosi, Sabine Bayer, Samuel Benz, Daniel Bock, Vesna Brandestini, Carolin Döpfer, Christian Dürr, Cristina Gonzalo Nogués, Bryan Graf, Philipp Heidemann, Harris Iliadis, Aidan Kümmerli, Valentino Sandri, Mireya Sanchez Gomez, Alexander Struck
  • Colaboração Artística:Hans-Peter Kistler, Beinwil
  • Empreiteira:Allreal Generalunternehmung AG, Zurique
  • Engenharia Estrutural:JägerPartner AG Bauingenieure SIA, Zurique
  • Consultoria De Paisagismo:Schmid Landschaftsarchitekten GmbH, Zurique
  • Engenharia De Fachada:Atelier P3 AG, Zurique
  • Física Construtiva:Buri Bauphysik & Akustik, Volketswil
  • Mep:Troxler & Partner AG, Ruswil
  • Cidade:Zurique
  • País:Suíça
Mais informaçõesMenos informações
© Georg Aerni
© Georg Aerni

Descrição enviada pela equipe de projeto. Habitações escalonadas são a consequência de propostas suburbanas que buscam maximizar as vistas a partir de sua inclinação. Surpreendentemente, estas propostas estão muitas vezes distantes de uma crença na cidade; elas definem as bordas das configurações urbanas, brigando para se afirmarem. Em nossas cidades, vistas e panoramas não fazem parte de uma agenda urbana.

Implantação
Implantação

Nossa "metrópole dos sonhos" é e permanecerá sendo parte de uma tipologia de cidade pequena. Como resultado, não possuímos nenhuma herança metropolitana, nenhuma referência local na qual possamos nos apoiar.

© Jan Bitter
© Jan Bitter

Parece que uma exaustão da periferia deve ocorrer para chegarmos ao ponto em que o centro da cidade tentará se desenvolver e construir tipologias verdadeiramente urbanas. Nós transportamos os terraços da periferia de volta para a cidade e os empilhamos em uma grande residência urbana.

© Georg Aerni
© Georg Aerni

A torre se mescla com o armazém existente que se localiza no limite da área industrial de Escher-Wyss, abandonada e escondida - uma situação incomum em Zurique. Palcos de ensaio para a Ópera serão integrados aos edifícios existentes para criar uma ligação com a produção industrial do entorno, que se encontra ativa ainda hoje.

Plantas tipo
Plantas tipo

A nova construção absorve o existente, fundindo-se a ele com uma materialidade porosa. Ela preenche as antigas janelas arcadas do interior e as converte em um novo todo. Ao conectar os elementos industriais existentes através da torre residencial, o edifício se envolve em uma situação urbana incomum, posicionando-se de forma ligeiramente recuada da rua.

© Jan Bitter
© Jan Bitter

A silhueta do edifício se desenvolve de forma cônica. A partir do limite superior da estrutura existente, com profundidade de 25 metros, os novos apartamentos seguem uma modulação de 8 metros e são empilhados continuamente. A fachada sul atinge a altura de 60 metros e proporciona vistas para o centro da cidade e o Lago Zurique.

Galeria do Projeto

Ver tudoMostrar menos

Localização do Projeto

Endereço:Zurique, Suíça

Clique para abrir o mapa
Localização aproximada, pode indicar cidade/país e não necessariamente o endereço exato.
Sobre este escritório
Escritório
Cita: "Edifício Escher / E2A" [Escher Terraces High-Rise Apartments / E2A] 30 Set 2015. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/774432/escher-terraces-high-rise-apartments-e2a> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.