O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Projetos
  3. Casas
  4. Suécia
  5. Murman Arkitekter
  6. 2007
  7. Casa Juniper / Murman Arkitekter

Casa Juniper / Murman Arkitekter

Casa Juniper / Murman Arkitekter
Casa Juniper / Murman Arkitekter, © Åke E-son Lindman
© Åke E-son Lindman

Cortesia de Hans Murman © Göran Uhlin © Åke E-son Lindman © Åke E-son Lindman + 25

© Åke E-son Lindman
© Åke E-son Lindman

Descrição enviada pela equipe de projeto. Esta casa é mais do que um chalé de fim de semana. É um experimento. Você aproxima-se dela através de um cul-de-sac que termina numa cerca de ovelhas para um brejo aberto. Há um bosque com árvores altas de zimbros (Juniperus communis) e vê-se um par de casas brancas rebocadas. Incorporada numa clareira 5 metros à direita, encontra-se a Casa Juniper. Ela é quase invisível, como um espelho do seu próprio entorno.

© Göran Uhlin
© Göran Uhlin

Ela é pensada para ser experienciada como a clareira onde está inserida. O projeto começou com a medição de todas as árvores no terreno. A casa é implantada para que você tenha as árvores a apenas alguns centímetros da fachada. A clareira original era atravessada por um caminho natural através da casa em direção ao brejo.

Planta Baixa
Planta Baixa

Uma parede de vidro do chão ao teto ao chão direciona ao pequeno quintal. Do interior é possível ter uma forte sensação de se estar na natureza. Tanto a luz como o caminho "fluem" através da casa e um terraço de pedra calcária local branca separa a cozinha do dormitório principal.

© Åke E-son Lindman
© Åke E-son Lindman

Graças às divisórias de vidro e as paredes internas brancas o pequeno pátio é experienciado como uma parte do interior. Do dormitório principal há muitas vistas para o céu, devido às grandes divisórias de vidro, e pela janela baixa pode-se observar os coelhos selvagens na parte da manhã. Apenas uma cortina separa o dormitório do restante da casa.

Cortesia de Hans Murman
Cortesia de Hans Murman

A cozinha centralmente localizada funciona como uma sala de estar. As grandes portas de correr em direção ao terraço e o pátio fechado tornam possível um bom contato com a natureza durante todos os tipos de clima. As divisórias deslizantes de vidro também funcionam como um regulador de temperatura, minimizando problemas de umidade.

Todos os membros da grande família possuem residências de férias na vizinhança e o contato próximo entre a família era crucial, mas também havia a necessidade de uma zona privativa.

© Åke E-son Lindman
© Åke E-son Lindman

Em direção ao gramado e os outros membros da família encontra-se o terraço do sol poente. A plataforma funciona como uma ponte para o resto da família e é também uma zona semi-privada. Rumo à fachada leste, há um espaço para aproveitar o sol durante o café da manhã.

© Åke E-son Lindman
© Åke E-son Lindman

A fachada é uma crítica divertida à ambição das autoridades locais em não permitir que a arquitetura moderna seja visualizada na paisagem. É também uma experiência e investigação sobre o que se vê ou não numa casa e como isso afeta os moradores, além da experiência com cores, texturas, superfícies, materiais, transparências, iluminação interna e externa e através das fachadas.

Fachada
Fachada

As árvores de zimbros de crescimento lento que encerram a casa permanecem verdes durante todo o ano. Uma foto das árvores existentes foi utilizada como base para o painel feito sob medida, com 35 metros de largura e 3 metros de altura e envolto nas fachadas da casa. O tecido vinílico foi instalado em uma estrutura de aço galvanizado a uma distância de 40 centímetros da fachada. Nas fachadas norte e sul da casa o tecido estende-se alguns metros adicionais para conferir privacidade e esconder dos vizinhos o chuveiro externo. A fachada de madeira é tratada com uma combinação de terebintina, alcatrão e óleo de linhaça.

© Åke E-son Lindman
© Åke E-son Lindman

Os painéis de vidro deslizantes são revestidos com alumínio. Os grandes painéis de vidro são isolados no mesmo plano que os elementos de fachada fixos aos perfis angulares feitos de alumínio.

O piso é de madeira, envernizado e pigmentado em branco. As paredes e o teto são pintados de branco e na cozinha utilizou-se uma placa de concreto de uma fábrica local em Boge, Gotland. As outras partes da cozinha são da IKEA. O fogão a lenha é um modelo do início do século 20, com apenas 30 centímetros de largura, sendo a única fonte de calor na cozinha. O sofá foi projetado exclusivamente e a mesa central é feita em madeira de freixo montada sobre um cavalete. As cadeiras são as clássicas Y-chair desenhadas por Hans Wegner em 1950.

© Åke E-son Lindman
© Åke E-son Lindman

As paredes são isoladas com 120 mm de lã de rocha. O piso é uma placa de concreto. A cobertura é plana, impermeabilizada com manta asfáltica.

Cortesia de Hans Murman
Cortesia de Hans Murman

Ver a galeria completa

Cita: "Casa Juniper / Murman Arkitekter" [Juniper House / Murman Arkitekter] 25 Ago 2015. ArchDaily Brasil. (Trad. Souza, Eduardo) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/772429/casa-juniper-murman-arkitekter> ISSN 0719-8906