O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Notícias
  3. As 5 perguntas mais frequentes em entrevistas de emprego de arquitetura

As 5 perguntas mais frequentes em entrevistas de emprego de arquitetura

  • 07:00 - 10 Agosto, 2015
  • por Brandon Hubbard
  • Traduzido por Maria Julia Martins
As 5 perguntas mais frequentes em entrevistas de emprego de arquitetura
As 5 perguntas mais frequentes em entrevistas de emprego de arquitetura, © quinky via Shutterstock
© quinky via Shutterstock

Estamos na época do ano em que muitos recém-formados estão à procura de emprego ou estágio - a época do ano que muitos percebem que é necessário muito mais para conseguir uma posição sólida em uma boa empresa do que simplesmente ser um bom arquiteto. Um dos maiores obstáculos que estes recém-formados irão encontrar é a entrevista de emprego. Há muitos conselhos por aí sobre entrevistas de emprego em geral, mas poucos voltados diretamente para os arquitetos. Neste post publicado originalmente no The Architect's Guide, Brandon Hubbard aborda as cinco principais perguntas mais comuns em uma entrevista de emprego de arquitetura - e como se sair bem nas respostas.

A profissão de arquitetura vem se recuperando desde a recessão de 2009. O Conselho Nacional de Registros de Arquitetura (NCARB) dos EUA lançou o "NCARB by the Numbers", um relatório anual que caracteriza uma tendência positiva para a profissão de arquitetura. Isso significa mais empregos para arquitetos - supondo que você consiga um através de uma entrevista, é claro...

Vamos supor que você começou sua busca por vagas para chegar até aqui, sua entrevista. Parabéns! As perguntas que discutirei abaixo surgem em quase todas as da entrevistas em diversas profissões. No entanto, como profissional de arquitetura, focarei principalmente na forma de melhor responder a estas perguntas comuns no contexto de uma entrevista para uma vaga de arquitetura. Enquanto você lê cada uma das perguntas abaixo, pense sobre sua resposta. Por que o entrevistador está fazendo esta pergunta? Ponha-se no lugar dele. Isso ajudará você a entender que eles não estão tentando testar você, mas sim saber se você vai se ajustar dentro da empresa. Se eles fizerem uma pergunta que você não se preparou, não tenha medo de dizer "eu não sei, mas eu posso buscar saber e responder depois". A pior coisa que você pode fazer é mentir.

Vamos conversar!

Uma entrevista pode parecer estressante e gerar ansiedade, especialmente se você vem se preparando para ela por dias ou semanas, mas pense na entrevista como uma conversa, onde você vai conhecer alguém melhor, como um bate-papo. Como parte dessa conversa o entrevistador (geralmente um arquiteto sênior ou diretor dentro de um escritório, dependendo do tamanho da empresa) geralmente vai pedir uma série de perguntas genéricas.

Pesquise

Uma das coisas mais importantes que você pode fazer antes da entrevista é fazer uma pesquisa sobre o entrevistador e a empresa. Normalmente você pode saber antes quem especificamente o entrevistará. Nós arquitetos gostamos de falar sobre nós mesmos, você provavelmente encontrará informações sobre a pessoa no site da empresa, no LinkedIn, Facebook, Twitter, etc. Também procure saber quem é quem, de modo quando você encontrá-los, você poderá cumprimentá-los pelo nome.

As perguntas abaixo são as que mais vi ao longo da minha carreira em arquitetura e em muitas discussões com arquitetos ao longo dos anos.

1. Fale-me sobre você.

A maioria das pessoas ouvem isso e pensam "ótimo, uma pergunta fácil de responder sobre a minha infância crescendo com cinco irmãos e irmãs". Primeiro de tudo, ao responder algo assim, você mostra que perdeu o ponto da questão. A verdadeira questão que eles estão pedindo é realmente "conte-me sobre sua experiência profissional". Você pode adicionar informações pessoais apenas para dar um pouco de personalidade à resposta, mas não gaste mais de 30 segundos com isso.

Para começar, não comece apenas listando projetos, você precisa tratar a entrevista como se você estivesse contando uma história. Aí é onde a sua pesquisa sobre a empresa torna-se muito importante. Dependendo da quantidade de informações que você coletou sobre o entrevistador (anos de experiência, escritórios anteriores, projetos) mais você pode discutir detalhes técnicos ou específicos de projetos. Se o entrevistador passou 20 anos projetando aeroportos, você pode querer estruturar o seu debate ou portfólio com projetos de maior escala, se possível. No entanto, isso também traz à tona uma questão-chave. Não tente ser alguém que você não é. Há uma grande diferença entre ajustar seu portfólio para enfatizar o seu trabalho relevante e dizer que "você projetou um aeroporto".

Ter uma descrição clara e por escrito da função que você espera é muito útil como parte de sua preparação. Trate esta descrição como pontos para você abordar na entrevista. Pense sobre como você pode listar todos os seus projetos e experiências relevantes que mostram como você trabalha em uma equipe ou como você resolveu um problema. Ao estruturar suas experiências como uma história sequencial, você vai conseguirá ser claro e conciso em sua resposta. Os arquitetos têm vantagem de possuir um portifólio para folhear em uma entrevista. Um portfólio bem estruturado e bem pensado faz com que uma entrevista seja muito mais fácil. Novamente, se você se preparar com antecedência, suas chances de ir bem serão muito maiores.

2. Por que você quer mudar de emprego?

Se você não estiver preparado para essa pergunta, pode arruniar sua entrevista. Muitas vezes, o motivo comum para sair é do seu trabalho é a insatisfação com salários, horários, projetos, colegas de trabalho, etc. Mas estas não devem ser as melhores razões para listar para o seu potencial empregador futuro. Novamente, isso não significa que você deve mentir para o entrevistador. Você deve, no entanto, elaborar a sua resposta de forma a não desmerecer o seu empregador anterior. Afinal de contas, a pessoa do outro lado da mesa poderá ser o seu atual empregador em questão de semanas.

Eu percebi que a melhor maneira de responder a esta pergunta é mostrar que a mudança não foi por sua causa. Este é um erro que eu fiz no passado e é muito comum. Eu tentei explicar que o motivo era eu mesmo e que eu queria este novo trabalho para alavancar minha carreira. Tente um exemplo específico como, "eu sei que você tem um projeto comercial que acabou de começar, está na fase de pré-design, e em meu emprego anterior eu estava focado principalmente em concursos. A maior parte da minha experiência é com as fases mais avançadas do projeto, então eu busco conhecimento em uma nova área." Dizer algo assim pode enfatizar ainda mais o seu ajuste com a empresa, e você não fala sobre aspectos negativos sobre o seu empregador anterior.

3. Quais são seus pontos fracos?

Geralmente esta é a pior pergunta. Eu tento nunca fazer esta pergunta, pois geralmente apenas resulta em uma conversa estranha. A melhor coisa a fazer é só se preparar para ela (isto vale para todas estas perguntas, por sinal). O que normalmente ajuda ao pensar em uma boa resposta para essa pergunta é apenas pensar sobre o que você não gostaria de mencionar. Exemplos: não se dar bem colegas de trabalho, não respeitar prazos, chegar atrasado, etc.

O conselho típico é listar um ponto forte, mas dizer como se fosse uma fraqueza, como "eu trabalho muito duro" ou "eu gosto muito de arquitetura." Não! Pense um pouco sobre isso. Pense em um momento em que você legitimamente cometeu um erro (mas escolha um erro pequeno) e explique o que você aprendeu com ele. Mostrando que você teve um revés e transformou-o em uma experiência de aprendizagem pode enfatizar o seu nível de responsabilidade e honestidade.

4. Onde você se vê em cinco anos?

Esta é sempre uma questão delicada. Já que eu estou falando em, principalmente, conseguir um emprego em um escritório, a resposta que você normalmente deve evitar é "eu quero abrir o meu próprio escritório". Eu vejo isso com bastante frequência no mundo arquitetura e por uma boa razão, a maioria dos arquitetos pretendem abrir a sua própria empresa em algum momento. Embora isso possa ser uma meta sua algum dia, na entrevista não é o momento de compartilhar.

O que o entrevistador está procurando é alguém para ocupar o cargo agora, mas também está em busca de um compromisso a longo prazo. Admitindo que você gostaria de pular do barco e ir em seu próprio país, ao mesmo tempo admirável, não alcançar esse objetivo.

Cada resposta para essas perguntas precisam reforçar a sua vontade de fazer parte da empresa. A resposta mais apropriada poderia ser, dependendo do estágio da sua carreira: "Eu gostaria expandir minha base de conhecimento" ou "Eu quero liderar um projeto residencial". Escolha algo relevante para o trabalho e para a empresa, mostre que você busca crescer com a empresa, não longe dela.

5. Você tem outras propostas de emprego? / Você está participando de outro processo seletivo?

Muitos arquitetos vêem isso como uma oportunidade para se gabar: quantas ofertas de trabalho eles têm. Primeiro de tudo, que é óbvio óbvio, mas a regra número um em uma entrevista é: não minta. Se você tem outras ofertas de emprego, é bom ir em frente e dizer. Se não, não tente alavancar sua situação. Vou discutir uma boa resposta e justificativa para ambas as respostas.

Caso 1: Você não está participando de outro processo seletivo.

Pergunta: Você tem outras propostas de emprego?

Resposta: Não, eu estou fazendo uma busca seletiva. Eu não envio centenas de currículos ou busco uma vaga qualquer. Estou à procura de uma boa empresa e o que eu posso trazer para a mesma.

Quem poderia ser dispensado por essa resposta? Ela mostra que você cuidadosamente pensa sobre a vaga e o escritório.

Caso 2: Você está participando de vários processos seletivos.

Pergunta: Você tem outras propostas de emprego?

Atualmente, estou participando de outros processos seletivos. Estou à procura de uma mudança a longo prazo, portanto quero ter certeza que tomarei a decisão certa.

Isso não significa uma ameaça, mas ajuda a explicar por que você está analisando várias ofertas e se comprometerá com a empresa que você escolher. Isto é especialmente verdadeiro para a geração mais jovem que parece haver um pouco de um estigma que salta de emprego em emprego.

Concluindo, espero que esses conselhos o ajudem a encontrar o seu emprego dos sonhos. Lembre-se que se você se preparou corretamente, conhece a si mesmo e seus projetos, você vai se sair bem. Por apenas passar algum tempo reunindo seus pensamentos em alguns dias que antecedem sua entrevista já vai colocá-lo muito à frente da concorrência.

Agora boa sorte em sua entrevista!

Todas as imagens foram retiradas do site Shutterstock.com

Sobre este autor
Brandon Hubbard
Autor
Cita: Hubbard, Brandon. "As 5 perguntas mais frequentes em entrevistas de emprego de arquitetura" [The Top 5 Questions to Prepare for in an Architecture Job Interview [Translation copy]] 10 Ago 2015. ArchDaily Brasil. (Trad. Martins, Maria Julia) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/771236/as-5-perguntas-mais-frequentes-nas-entrevistas-de-emprego-para-arquitetura> ISSN 0719-8906
Ler comentários