O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Projetos
  3. Escola Primária
  4. Brasil
  5. Mareines+Patalano Arquitetura
  6. 2015
  7. Ampliação da Escola MOPI / Mareines+Patalano Arquitetura

Remodelaçao

Apresentado por the MINI Clubman

Ampliação da Escola MOPI / Mareines+Patalano Arquitetura

Ampliação da Escola MOPI / Mareines+Patalano Arquitetura
Ampliação da Escola MOPI / Mareines+Patalano Arquitetura, © Leonardo Finotti
© Leonardo Finotti

© Leonardo Finotti © Leonardo Finotti © Leonardo Finotti © Leonardo Finotti + 26

  • Equipe

    Aleksandra Kondrowska, Bruno D’Acri, Camille Reiss, Carmen Gottschall, Felipe Guimarães, Gabriel Vicente, Luciana Engel e Matthieu Van Beneden
  • Construção

    Kreimer Engenharia
  • Estrutura

    Marcus Casz e MPNAICE
  • Estrutura Metálica

    ENGEGOD (Arena)
  • Estrutura Madeira Laminada

    Carlos Alberto Szücs
  • Luminotécnica

    Ana Moraes e Atelier da Luz
  • Ar Condicionado

    Nelson Collares e José Irala
  • Paisagismo

    Vistára Paisagismo
  • Interiores

    Mareines+Patalano Arquitetura
  • Madeira Laminada

    Esmara Estruturas de Madeira
  • Área do Terreno

    5.330m²
  • Anos do projeto

    Fase 1: 2009, Fase 2: 2010,Fase 3: 2015
  • Mais informações Menos informações
© Leonardo Finotti
© Leonardo Finotti

FASE 01 - 2009

A escola MOPI está localizada em uma área do Rio de Janeiro, que apesar de urbana é muito arborizada. Sua fachada principal está voltada para uma avenida movimentada que conecta as zonas norte e oeste da cidade. O lado oposto do prédio está orientado para a floresta da Tijuca, mais precisamente para a Pedra da Gávea. O prédio foi concebido como quatro volumes separados que se conectam por meio de varandas de circulação. A planta do conjunto deriva de prédio em forma de “U” com a parte aberta voltada para as belas vistas naturais. Os dois volumes elípticos que se voltam para a avenida contêm as salas de aula, enquanto as outras duas em forma de gotas d’água contém salas complementares como de arte, ciências, computação e biblioteca. O fato de dividir o prédio em quatro volumes facilita a circulação de ar e o resfriamento natural das salas, bem como deixa muito claro as diferentes funções de cada um, servindo como forte referência visual. Vidros translúcidos duplos são usados como fechamento para as salas de aula e as inundam com luz natural sem distrair os alunos. A fachada principal evoca a onipresente floresta na forma de abstração de uma árvore, e é composta de painéis de cobre pré-oxidado micro perfuradas e presas a uma estrutura em madeira laminada de eucalipto. Essa micro perfuração do cobre permite a passagem do ar filtrando a luz e impedindo a entrada da chuva. Isso permite um jogo de opacidade e transparência da fachada, que durante o dia é opaca quando vista por fora e semi-transparente quando vista por dentro. Durante a noite o prédio adquire uma transparência que permite que o vibrante jogo de cores do interior da escola atravesse a fachada, dando a impressão de que o prédio é um organismo vivo.

Planta Baixa - Térreo
Planta Baixa - Térreo

FASE 02 – 2010

Em 2009 foi construída uma piscina coberta por telhas térmicas apoiadas por longas vigas em madeira laminada de eucalipto e pilares metálicos de seção circular.

© Leonardo Finotti
© Leonardo Finotti

FASE 03 – 2015

Após 3 anos de negociações por parte do cliente e estudos feitos para um terreno vizinho, dois terrenos adjacentes foram adquiridos para a duplicação da capacidade das salas de aula e a construção de uma quadra poliesportiva coberta. Agora a escola passa a dominar toda a frente de uma quadra voltada para a avenida. A intenção fundamental foi fazer com que o resultado final da construção feita em três fases ao longo de seis anos apresentasse fluidez e coerência para dar a ideia de unidade. Para atingir este objetivo trabalhamos com formas elípticas já utilizadas no projeto original. Todos os materiais e acabamentos seguiram o projeto original, exceto pelo uso de chapas de ACM perfuradas no fechamento de guarda corpos e parte da fachada da arena poliesportiva. O embasamento de todo o conjunto foi revestido com cruzetas de poste, um material reutilizado. O prédio de planta elíptica que duplica a quantidade de salas de aula segue os níveis existentes do projeto original. Um terraço usado como área de recreio escancara a beleza das redondezas.

© Leonardo Finotti
© Leonardo Finotti

Sustentabilidade

O grafismo que sugere a abstração de árvores na fachada principal é feita com madeira laminada de eucalipto. Uma espécie não nativa plantada para ser utilizada na indústria do papel (celulose) e recentemente, na construção civil. É considerada uma fonte de matéria prima renovável de rápido crescimento. Quando aos materiais reciclados, usou-se a cruzeta de poste, no embasamento da fachada e o piso intertravado de borracha em todo o recreio do térreo o que garantiu também a permeabilidade do solo. Medidas como captação de água das chuvas estão em todo lugar e são visíveis principalmente na arena, onde dois grandes tubos de queda amarelos de cada lado da elipse captam águas para a rega das plantas, descargas dos sanitários e limpeza da escola. O aquecimento da água dos chuveiros dos vestiários é feito com a utilização de placas solares, todas as torneiras têm temporizadores e as descargas dois estágios.

Planta Baixa - 1º Pavimento
Planta Baixa - 1º Pavimento

Acessibilidade

A inclusão faz parte do conceito da escola, portanto isso teve que ser incorporado no projeto desde o começo. A circulação vertical, portanto, se dá através de rampas com até 8% de inclinação e todos os andares possuem banheiros para portadores de necessidades especiais. Outras medidas como cubas do refeitório de várias alturas diferentes e as portas são sempre de 90cm ou maiores também ajudam na acessibilidade de todo o conjunto.

© Leonardo Finotti
© Leonardo Finotti

Conforto Termo-acústico

O fato de dividir o prédio em volumes distintos conectados por varandas facilita a circulação de ar e o resfriamento natural das salas, bem como deixa muito claro as diferentes funções de cada um, servindo como forte referência visual. Vidros translúcidos duplos (Pilkgton Profilit – UGlass) são usados como fechamento para as salas de aula e as inundam com luz natural sem distrair os alunos, além de dar um bom isolamento acústico. Painéis em ACM perfurados são ao mesmo tempo guarda corpo da circulação externa e proteção contra a incidência solar de toda a fachada do edifício que contém as 14 novas salas de aula. Usou-se a mesma solução, junto com placas de cobre micro perfuradas por toda a fachada da “arena poliesportiva”. Essa perfuração da fachada que permite a passagem do ar filtrando a luz e impedindo a entrada da chuva, aliada com a utilização de telhas térmicas com miolo de poliuretano visa buscar o resfriamento passivo dessa 

 

Economia na obra

Como a arquitetura da escola segue uma forma orgânica, algumas questões foram estudadas para que houvesse economia e agilidade no fim da obra. Uma das ações foi a escolha do sistema construtivo da arena, toda em estrutura metálica pré-fabricada e aparafusada, reduzindo em muito a geração de entulho. Os guarda-corpos com as chapas de ACM perfuradas que dão a identidade do projeto, também foram pré-fabricados de modo que fossem apenas fixados na estrutura de concreto no fim da obra.

© Leonardo Finotti
© Leonardo Finotti

Ver a galeria completa

Localização aproximada, pode indicar cidade/país e não necessariamente o endereço exato.
Sobre este escritório
Mareines+Patalano Arquitetura
Escritório
Cita: "Ampliação da Escola MOPI / Mareines+Patalano Arquitetura" [Primary School MOPI Extension / Mareines+Patalano Arquitetura] 30 Jul 2015. ArchDaily Brasil. (Trad. Delaqua, Victor) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/771017/ampliacao-da-escola-mopi-mareines-plus-patalano-arquitetura> ISSN 0719-8906