Menção Honrosa no concurso Operação Urbana Consorciada Água Branca / Ópera Quatro Arquitetura

Menção Honrosa no concurso Operação Urbana Consorciada Água Branca / Ópera Quatro Arquitetura
  • Arquitetos

    Ópera Quatro
  • Localização

    Água Branca - Água Branca, São Paulo - SP, Brasil
  • Autores

    Pablo Chakur e Fernanda Ferreira
  • Colaboradores

    Leonardo T. Coelho da Silva, Anderson Pontes, Olavo Suniga
  • Consultoria de Mobilidade urbana

    TTC Soluções em Mobilidade (Daniel Ortiz, Tiago Cerchiari Fracchetta)
  • Consultoria em Drenagem, Terraplenagem, Pavimentação, Geotecnia, Fundações

    Geobrax Engenharia SS Ltda (Fabio Romeiro)
  • Consultoria em Estruturas

    Gama Z Engenharia Ltda (Leandro José Lopes Zabreu)
  • Consultoria em Instalações Elétricas e Hidráulicas

    Ramoska e Castelani Projetistas Associados Ltda (Arnaldo Ramoska, Leonardo H Simões)
  • Paisagismo

    SAPU – Studio de Arquitetura e Paisagismo Urbano (Eduardo Chagas, Ricardo T. Almeida, Renata F. Godoy)
  • Ciclovias e Urbanismo Sustentável

    Daniel H. Maeda
  • Consultoria em Negócios Imobiliários

    Luciana Crepaldi
  • Ano do projeto

    2015
  • Fotografias

    Cortesia de Ópera Quatro Arquitetura

Apresentamos a seguir o projeto premiado com menção honrosa no concurso para a Operação Urbana Consorciada Água Branca, de autoria do escritório Ópera Quatro Arquitetos. O concurso teve abrangência nacional e foi promovido pelo São Paulo Urbanismo – SP Urbanismo e o Departamento de São Paulo do Instituto de Arquitetos do Brasil – IAB-SP.

Menção Honrosa no concurso Operação Urbana Consorciada Água Branca / Ópera Quatro Arquitetura  - Imagem 2 de 11Menção Honrosa no concurso Operação Urbana Consorciada Água Branca / Ópera Quatro Arquitetura  - Imagem 3 de 11Menção Honrosa no concurso Operação Urbana Consorciada Água Branca / Ópera Quatro Arquitetura  - Fachada, UrbanoMenção Honrosa no concurso Operação Urbana Consorciada Água Branca / Ópera Quatro Arquitetura  - Urbano+ 11

Dos Arquitetos: O plano de urbanização do subsetor A1, no perímetro da operação urbana Água Branca, além de ser a oportunidade de vitalizar uma região historicamente “marginalizada” urbanisticamente, apresenta-se como um impulso para a criação de uma nova centralidade possibilitando a franca relação entre o avanço imobiliário do bairro Barra Funda (em sua maioria, voltado para a classe média) e o adensamento da moradia de interesse social e sua infraestrutura de cultura, saúde e lazer.

Menção Honrosa no concurso Operação Urbana Consorciada Água Branca / Ópera Quatro Arquitetura  - Imagem 2 de 11
Cortesia de Ópera Quatro Arquitetura

A SETORIZAÇÃO INDUZIDA

O ponto de partida de nossa proposta foi pensar o programa não construído como o indutor estratégico da personalidade do novo lugar. Para isso, reconhecemos importantes conjunturas urbanas que conduziram nossa setorização programática.

Em primeiro lugar, o rio Tietê provoca a eterna reflexão em revitalizá-lo e nosso papel como profissionais de projeto é nunca negar um rio para a cidade ou “privatizá-lo”, até porque é de fundamental importância contribuirmos com projetos já elaborados neste sentido, como por exemplo, o arco Tietê.

Menção Honrosa no concurso Operação Urbana Consorciada Água Branca / Ópera Quatro Arquitetura  - Janela, Fachada
Cortesia de Ópera Quatro Arquitetura

Propomos uma grande referência pública junto ao rio. Um ponto estratégico de encontro, já que na outra margem deste temos população semelhante à que faz parte do programa deste concurso. Além disso, a intenção de revitalização da região à leste da Av. Nicolas Boer, bem como toda a área lindeira à Marginal, reforça a importância de oferecer, democraticamente, toda a área composta pela alça urbana à este grande parque para a cidade.

Como continuidade do parque linear, ao longo da rua R, sugerido pela operação urbana, implantamos uma massa verde linear que em seu final dilui-se e se transforma na esplanada seca de acesso ao parque.

Menção Honrosa no concurso Operação Urbana Consorciada Água Branca / Ópera Quatro Arquitetura  - Imagem 9 de 11
Implantação. Image Cortesia de Ópera Quatro Arquitetura

Fortalecendo ainda mais o caráter democrático e a maior ocupação do parque, locamos o território CEU nesta área. Este equipamento exercerá papel de articulador urbano das comunidades locais. 

Com controle e uso independentes, as demais edificações institucionais foram dispostas no terreno separadas pela alça urbana apresentada pela operação urbana.

Menção Honrosa no concurso Operação Urbana Consorciada Água Branca / Ópera Quatro Arquitetura  - Urbano
Cortesia de Ópera Quatro Arquitetura

Assumimos que a transformação imobiliária da Av. Marquês de São Vicente reafirma a conveniência em não segregarmos a comunidade de menor renda daquelas de maior poder aquisitivo presentes ao longo da avenida, atendendo aos pré-requisitos do programa do concurso.

Menção Honrosa no concurso Operação Urbana Consorciada Água Branca / Ópera Quatro Arquitetura  - Imagem 11 de 11
Corte. Image Cortesia de Ópera Quatro Arquitetura

Com o objetivo de induzir a relação entre elas, propomos uma nova frente pública, uma grande praça. Porém, para que a mescla seja insuspeita optamos pela não construção junto ao alinhamento da Avenida Marquês de São Vicente, recuando a massa edificada oferecendo à cidade uma grande área de “respiro” em contraponto à verticalização do empreendimento do jardim das perdizes e que, ainda, articula os fluxos entre os dois lados da avenida.

Galeria do Projeto

Ver tudoMostrar menos
Sobre este escritório
Cita: Romullo Baratto. "Menção Honrosa no concurso Operação Urbana Consorciada Água Branca / Ópera Quatro Arquitetura " 11 Jul 2015. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/769917/mencao-honrosa-no-concurso-operacao-urbana-consorciada-agua-branca-pera-quatro> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.