O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Projetos
  3. Hotel
  4. França
  5. Anne Démians
  6. Quai Ouest - Margens do Rio Meurthe / Anne Démians

Quai Ouest - Margens do Rio Meurthe / Anne Démians

Quai Ouest - Margens do Rio Meurthe / Anne Démians
Quai Ouest - Margens do Rio Meurthe / Anne Démians, © Jean-Pierre Porcher et AAD
© Jean-Pierre Porcher et AAD

© Jean-Pierre Porcher et AAD © Jean-Pierre Porcher et AAD © Jean-Pierre Porcher et AAD © Jean-Pierre Porcher et AAD + 14

  • Arquitetos

  • Localização

    Quai Sainte-Catherine, 54000 Nancy, França
  • Equipe de Projeto

    Architectures Anne DEMIANS;
Philippe MONJARET, Diretor de Projetos, 
Typhaine BLANCHET, Gerente de Proheto
  • Área

    10200.0 m²
  • Fotografias

© Jean-Pierre Porcher et AAD
© Jean-Pierre Porcher et AAD

Descrição enviada pela equipe de projeto. Ao longo de muitos períodos de seu desenvolvimento urbano, a visão da cidade de Nancy sempre precedeu suas comissões de arquitetura. Os subúrbios da cidade foram inicialmente atribuídos à antiga cidade de castelo, e no século XVIII, uma mensagem de unidade foi afirmada com a anexação da Lorraine ao Reino da França. E esta foi a oportunidade de destacar o poder ducal em torno de uma arquitetura excepcional, classificada como Patrimônio Mundial da UNESCO. No início do século XX, a arquitetura de Nancy integrou de forma bem sucessida a riqueza da École de Nancy em suas construções, assim como foi capaz de promover novas ideias de arquitetura e construção seguindo os passos do arquiteto e designer Jean Prouvé, que também foi prefeito da cidade após a Libertação. Essa identidade e legado continua até hoje com a reconquista das margens do rio Meurthe: a cidade do século XXI.

© Jean-Pierre Porcher et AAD
© Jean-Pierre Porcher et AAD

Este projeto é atípico, não só pelo fato de estar localizado quinhentos metros de distância da famosa Place Stanislas; reflete a ambição que, se não tivesse sido integrado em seu DNA desde o início, teria resultado na criação de um edifício banal, sem significado ou história. A impertinência amontoada de Quay Ouest revela em primeiro lugar as exigências do prefeito da época, André Rossinot, agora presidente da Aglomeração Urbana de Nancy. Em segundo lugar, os interesses sobrepostos de uma empresa, Pertuy Construction, ansioso para mostrar seu compromisso com o urbano, que inclui o desejo ético para (re) combinar a criatividade arquitetônica com a sustentabilidade de um edifício moderno, com baixo consumo de energia. Em outras palavras, Quai Ouest representa a síntese de energia política com o compromisso de um empreendedor privado.

Detalhe
Detalhe

Quai Ouest é notável por sua envoltória externa em aço inoxidável e suas 650 janelas alongadas como olhos que vigiam a cidade. O edifício de 10.000 m², em uma ilha que possui 28.000 m² - incluindo escritórios, Sede da Pertuy, subsidiária de Bouygyes Construction, um hotel e lojas comerciais. Localizada na periferia de Nancy, este antigo terreno industrial do século XX e do Canal está na confluência da cidade de Nancy de Charles III e os novos distritos das margens de Meurthe: 300 hectares contidos no limites infraestrutura da escala urbana de nos processos de urbanização, oferecendo uma nova centralidade contemporânea.

© Jean-Pierre Porcher et AAD
© Jean-Pierre Porcher et AAD

Quai Ouest antigamente abrigava instalações de gás. O terreno foi higienizado, recebendo um prêmio da ADEME pela sua natureza exemplar. Na beira das margens do Canal, está no cruzamento da cidade antiga e da nova cidade marcada pela Jardins de Água de Alexandre Chemetoff e o alinhamento do edifícios modernos. Também está localizado no ponto culminante do centro comercial histórico de Nancy, conformado pelas ruas St Jean e St Georges, onde agora atravessa o tramway.

Planta Baixa
Planta Baixa

O projeto ousa oferecer uma articulação contemporânea de diversidade baseada em um equilíbrio delicado e coordenação e discordância arquitetônica. Como muitos dos edifícios históricos da antiga Nancy, os materiais aqui seguem uma paleta de cores claras, refletindo e complementando sem imitação literal. A volumetria responde e desafia, ecoando a altimetria transversal.

© Jean-Pierre Porcher et AAD
© Jean-Pierre Porcher et AAD

Graças à desorganização dos espaços ao longo do Canal, e isto em uma escala significante em relação ao patrimônio existente, Quay Ouest se alinha com o passado histórico de Nancy e reforça seu caráter naval, contribuindo para recompor sua clareza urbana. O volume do edifício busca unidade, mas também ressoa com aqueles setores que marcaram os espaços públicos de Nancy desde o século XVIII, como a Ópera, ou o Hôtel de la Reine próximo da Prefeitura e da Place Stanislas.

© Jean-Pierre Porcher et AAD
© Jean-Pierre Porcher et AAD

À medida que a fusão opera horizontalmente entre funções, a escala necessária para este ângulo da rua não necessita se elevar sobre a altura dos edifícios adjacentes e do entorno. O volume único pode manter-se confortavelmente dentro dos regulamentos máximos de altura. Esta altura controlada facilita a articulação interna da altimetria dos escritórios (estabelecida em Térreo + 5) que inclui a Sede da Pertuy Construction (Térreo + 4) e funciona bem com sua altura ótima entre piso e lage - 3,35 m para escritórios e 2,74 m para os quartos de hotel. Esta medida também cria um equilíbrio com os edifícios residenciais (ainda em construção) e os edifícios de escritórios existentes.

© Jean-Pierre Porcher et AAD
© Jean-Pierre Porcher et AAD

O único volume se ergue ou se comprime para induzir dinâmicas espaciais em conformidade com o local. O próprio envelope externo acompanha este movimento único para revelar vitrines, áreas de recepção dos escritórios e recepções de hotel. Quanto à Opera e o Hôtel de la Reine, a diversidade funde a mesma vibração como as aberturas totais.

© Jean-Pierre Porcher et AAD
© Jean-Pierre Porcher et AAD

Ver a galeria completa

Localização aproximada, pode indicar cidade/país e não necessariamente o endereço exato.
Sobre este escritório
Anne Démians
Escritório
Cita: "Quai Ouest - Margens do Rio Meurthe / Anne Démians" [Quai Ouest - Riverbanks Of The Meurthe / Anne Démians] 29 Jun 2015. ArchDaily Brasil. (Trad. Santiago Pedrotti, Gabriel) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/769279/quai-ouest-margens-do-rio-meurthe-anne-demians> ISSN 0719-8906