O site de arquitetura mais visitado do mundo
Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
  1. ArchDaily
  2. Concursos
  3. Primeiro lugar no concurso para Moradia Estudantil da Unifesp Osasco / H+F Arquitetos

Primeiro lugar no concurso para Moradia Estudantil da Unifesp Osasco / H+F Arquitetos

Primeiro lugar no concurso para Moradia Estudantil da Unifesp Osasco / H+F Arquitetos
Primeiro lugar no concurso para Moradia Estudantil da Unifesp Osasco / H+F Arquitetos, Cortesia de Hereñú + Ferroni Arquitetos
Cortesia de Hereñú + Ferroni Arquitetos

primeiro lugar - osasco

Competição : Concurso Nacional para a Moradia Estudantil da Unifesp
Premio : Primeiro Lugar - Osasco
Projeto :
Autores : Eduardo Rocha Ferroni, Pablo Emílio Robert Hereñú, Bianca Fontana, Camila Paim, Camila Reis, Nathália Grippa e Levy Vitorino, 2015, Osasco - SP

Apresentamos a seguir o projeto selecionado como 1° Pré-Classificado no Concurso Nacional para a Moradia Estudantil da Unifesp em Osasco, desenvolvido pelo escritório paulistano Hereñú + Ferroni Arquitetos. Veja na sequência algumas imagens e a descrição pelos autores da proposta.

Cortesia de Hereñú + Ferroni Arquitetos Cortesia de Hereñú + Ferroni Arquitetos Cortesia de Hereñú + Ferroni Arquitetos Cortesia de Hereñú + Ferroni Arquitetos + 19

Dos arquitetos: A implantação da Moradia Estudantil do Campus Osasco da UNIFESP oferece a oportunidade de configurar uma das “portas” de entrada ao novo campus e de simbolizar, através de sua arquitetura, a dimensão pública da vida estudantil em uma universidade federal. Simultaneamente, é necessário conferir aos espaços um caráter doméstico e acolhedor, que permita realizar a mediação com a atmosfera residencial e pouco densa do bairro no qual o conjunto se insere.

Cortesia de Hereñú + Ferroni Arquitetos
Cortesia de Hereñú + Ferroni Arquitetos

Outra questão primordial a enfrentar é a caracterização dos espaços vazios, configurando com clareza, através das edificações e do posicionamento dos programas, os limites e os pontos de contato entre os setores de acesso livre público e os de acesso controlado.

A posição do lote destinado às moradias em relação aos elementos existentes no bairro sugeriu a criação de uma praça pública ao longo da Rua Newton Estilac Leal que articula os fluxos urbanos, concilia as variações de escala das construções e possui dimensões apropriadas à instalação de equipamentos de lazer e esportivos de livre acesso à comunidade local.

Cortesia de Hereñú + Ferroni Arquitetos
Cortesia de Hereñú + Ferroni Arquitetos

A organização das edificações do conjunto conformando um pátio apresentou-se como a mais coerente com as premissas urbanas adotadas além de possibilitar uma condição de “dupla fachada” dos programas de uso coletivo geral que podem dessa forma ativar tanto o pátio interno como a praça pública.

A implantação da tipologia do bloco com pátio sobre a topografia acidentada permitiu o terraceamento da massa edificada, criando uma condição de múltiplos níveis junto ao chão (múltiplos térreos), uma série de terraços frequentáveis nas coberturas e uma grande diversidade de situações espaciais. O programa como um todo se resolve em oito níveis, no entanto a altura dos segmentos se limita a uma variação entre térreo +2 e térreo +4 pavimentos. Essa situação facilita ainda a acessibilização plena do conjunto, que se realiza através dos dois elevadores, posicionados junto às portarias, e do sistema de rampas internas e externas.

Cortesia de Hereñú + Ferroni Arquitetos
Cortesia de Hereñú + Ferroni Arquitetos

Nos trechos que configuram o perímetro de contato com os espaços públicos (segmentos A/D/E/F), os pontos de contato com o chão abrigam os programas de uso coletivo geral que melhor aproveitam a condição de duplo acesso (interno e externo). Assim, se configuram tanto no pátio como na praça, “largos” que se vinculam a diferentes programas - largo do cineclube/teatro, da biblioteca comunitária, do ateliê comunitário, da academia e do salão multiuso.

A distribuição dos núcleos de moradia e dos espaços de uso coletivo intermediário (estar e estudo) atende as quantidades solicitadas, mas seu posicionamento, aliado ao sistema de circulação interna, permite uma utilização flexível, que evita a configuração de unidades de vizinhança estáticas. Desta forma os usuários podem escolher o espaço que desejam utilizar a partir de relações dinâmicas, sejam de proximidade ou de afinidade, entre muitas outras.

Ampliações dos núcleos. Image Cortesia de Hereñú + Ferroni Arquitetos
Ampliações dos núcleos. Image Cortesia de Hereñú + Ferroni Arquitetos

A construção foi pensada a partir de uma lógica modular que propicia a adoção de níveis diversos de pré-fabricação e de pré-moldagem no canteiro, desde a estrutura aos fechamentos e elementos de mobiliário como nichos para armários e bancos.

A modulação estrutural, com vãos relativamente reduzidos, permite a utilização de peças convencionais e econômicas de mercado. Essa lógica se aplica igualmente aos sistemas de vedação, que utilizam painéis e placas leves e padronizadas.

Técnicas construtivas. Image Cortesia de Hereñú + Ferroni Arquitetos
Técnicas construtivas. Image Cortesia de Hereñú + Ferroni Arquitetos

A orientação adotada para as unidades, associada às condições de iluminação e ventilação naturais cruzadas e à técnicas de reuso de água e de captação de energia solar, fazem com que o conjunto possa apresentar altos índices de eficiência energética e de desempenho ambiental.

Ver a galeria completa

Sobre este autor
Cita: Romullo Baratto. "Primeiro lugar no concurso para Moradia Estudantil da Unifesp Osasco / H+F Arquitetos" 04 Abr 2015. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/764878/primeiro-lugar-no-concurso-para-moradia-estudantil-da-unifesp-osasco-herenu-plus-ferroni-arquitetos> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.