O site de arquitetura mais visitado do mundo
Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
  1. ArchDaily
  2. Projetos
  3. Pavilhão
  4. Itália
  5. Studio Arthur Casas
  6. 2015
  7. Em Construção: Pavilhão Brasileiro da Expo Milão 2015 / Studio Arthur Casas + Atelier Marko Brajovic

Em Construção: Pavilhão Brasileiro da Expo Milão 2015 / Studio Arthur Casas + Atelier Marko Brajovic

Em Construção: Pavilhão Brasileiro da Expo Milão 2015 / Studio Arthur Casas + Atelier Marko Brajovic
Em Construção: Pavilhão Brasileiro da Expo Milão 2015 / Studio Arthur Casas + Atelier Marko Brajovic, © Fillipo Poli
© Fillipo Poli

© Fillipo Poli © Fillipo Poli Maquete © Eduardo Pagés © Fillipo Poli + 18

  • Arquitetura, Design de interiores e mobiliário

    Equipe Studio Arthur Casas
  • Direção criativa Pavilhão

    Arthur Casas
  • Direção do Studio

    Marília Pellegrini
  • Coordenação de projeto Pavilhão

    Alexandra Kayat e Gabriel Ranieri
  • Coordenação de design de interiores

    Renata Adoni
  • Coordenação de design de mobiliário

    Arnault Weber
  • Equipe de arquitetos

    Alessandra Mattar, Eduardo Mikowski, Nara Telles, Raul Kano, Fernanda Müller, Juliana Matalon e Pedro Ribeiro
  • Consultores locais e responsabilidade técnica

    Mosae - Arquitetura e engenharia
  • Equipe Mosae

    Stefano Pierfrancesco Pellin Dario Pellizzari, Andrea Savoldelli, Klaus Scalet, Michele Maddalo e Luisa Basiricò
  • Exibição e cenografia

    Atelier Marko Brajovic
  • Direção criativa Exibição

    Marko Brajovic e Carmela Rocha
  • Coordenação de projeto Exibição

    Carmela Rocha
  • Design Gráfico

    Estudia Design
  • Equipe interno

    Martina Brusius, Milica Djordjevic e André Romitelli
  • Curadores

    Rony Rodrigues e Eduardo Biz
  • Assessoria estrutural

    SP Project
  • Rede

    Officium - cálculo estrutural; Kompan - produção
  • Área do Terreno

    4.133 m²
  • Mais informações Menos informações
Maquete © Eduardo Pagés
Maquete © Eduardo Pagés

Para o Studio Arthur Casas e o Atelier Marko Brajovic, o desafio de criar o pavilhão do Brasil para a Expo Milão 2015, comissionado pela Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (APEX-BRASIL), foi combinar arquitetura e cenografia que proporcionassem aos visitantes experiência capaz de transmitir os valores brasileiros e as aspirações de nossa agricultura diante do tema proposto: alimentando o mundo com soluções. Mais que um edifício temporário, a imersão sensorial integra momentos lúdicos, informações científicas de ponta, interação e aprendizado.

© Fillipo Poli
© Fillipo Poli

A ideia da rede flexível, fluída e descentralizada permeia todos os aspectos do edifício e representa a pluralidade do Brasil. Em meio a construções de mais de 130 países, nosso pavilhão propõe um respiro, a intenção de uma praça que convida ao encontro e à descoberta. Permeável como a cultura brasileira, um grande volume aberto acolhe os visitantes e estabelece um percurso por entre as mais variadas espécies aqui cultivadas. Os tons terrosos da estrutura em ferro ressaltam essa brasilidade e a transição gradual entre o interior e o exterior apaga os limites entre arquitetura e cenografia. A metáfora da rede é materializada por uma estrutura tensionada que cria inusitados locais de descanso e lazer. Como na arquitetura modernista dos pavilhões nacionais ao longo da história, generosas rampas reforçam a fluidez entre os espaços.

Entrada
Entrada

Quatro temas orientam o conteúdo desenvolvido pelo Atelier Marko Brajovic: Sabedoria Natural, advinda da coexistência milenar com biodiversidade exuberante; Império das Cores, presente na variedade de espécies tropicais e culturas do Brasil; Poder Humano, fruto do manejo sustentável e da agricultura familiar; Fusão Criativa, aliança entre alta tecnologia, produtividade e ocupação responsável do território.

Galeria de Exposição
Galeria de Exposição

A galeria na lateral do terreno, revestida em cortiça, abriga espaços expositivos, auditório, pop-up store, café, bar, restaurante e administração, interligados por um grande átrio que traz luz natural. Artistas e designers brasileiros irão expor peças que demonstram a riqueza criativa do país, ao lado de instalações interativas que narram a revolução em curso na agricultura brasileira, graças às pesquisas de empresas como a EMBRAPA.

© Fillipo Poli
© Fillipo Poli

A sustentabilidade é onipresente, por meio de um sistema de montagem e desmontagem eficiente com elementos pré-fabricados modulares, mecanismos de reaproveitamento da água, além do emprego de materiais certificados e recicláveis. Parte fundamental da experiência, a racionalidade da arquitetura efêmera demonstra que é possível gerar significado e conteúdo com poucos recursos e reduzido impacto ambiental.

© Fillipo Poli
© Fillipo Poli

A proposta busca inserir-se na tradição de exposições universais condizentes com os debates que permeiam o encontro entre as mais diversas culturas. O Brasil de hoje representa a possibilidade de novos paradigmas de desenvolvimento, capazes de conciliar crescimento e preservação, diversidade e originalidade, abertura e transformação. A arquitetura e a cenografia são suportes para essas mensagens e almejam, acima de tudo, integrar-se à construção da ideia coletiva de que é possível alimentar o mundo de forma responsável e interdependente.

Vista Posterior
Vista Posterior

Para ver outras imagens, desenhos técnicos e saber mais sobre o projeto, clique aqui.

Ver a galeria completa

Localização aproximada, pode indicar cidade/país e não necessariamente o endereço exato.
Sobre este escritório
Cita: Victor Delaqua. "Em Construção: Pavilhão Brasileiro da Expo Milão 2015 / Studio Arthur Casas + Atelier Marko Brajovic" 17 Mar 2015. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/763958/pavilhao-brasileiro-da-expo-milao-2015-studio-arthur-casas-plus-atelier-marko-brajovic> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.