O site de arquitetura mais visitado do mundo
Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
  1. ArchDaily
  2. Projetos
  3. Edifícios Institucionais
  4. Brasil
  5. Acácio Gil Borsoi
  6. 0
  7. Clássicos da Arquitetura: Ministério da Fazenda de Fortaleza / Acácio Gil Borsoi

Clássicos da Arquitetura: Ministério da Fazenda de Fortaleza / Acácio Gil Borsoi

  • 18:00 - 5 Novembro, 2014
  • por Amanda Rafaelly Casé Monteiro e Fernando Diniz Moreira
Clássicos da Arquitetura: Ministério da Fazenda de Fortaleza / Acácio Gil Borsoi
Clássicos da Arquitetura: Ministério da Fazenda de Fortaleza / Acácio Gil Borsoi, © Thiago Braga
© Thiago Braga

© Thiago Braga Cortesia de Acervo Marco Antônio Borsoi Cortesia de Acervo Marco Antônio Borsoi Cortesia de Acervo Marco Antônio Borsoi + 41

Por Amanda Rafaelly Casé Monteiro e Fernando Diniz Moreira

O edifício é formado por dois volumes, um horizontal com quatro pavimentos e um vertical, caracterizado pelo pavimento-tipo com treze andares ao todo. Os volumes são emoldurados pelo paisagismo de Burle-Marx, que se estende nos jardins, definido por formas geométricas com variações de altura e em pedra portuguesa na cor bronze e preta, e pelo estacionamento externo.

Clássicos da Arquitetura: Ministério da Fazenda de Fortaleza / Acácio Gil Borsoi, © Thiago Braga
© Thiago Braga

O bloco horizontal tem planta retangular de quarenta e seis metros e vinte cinco centímetros por setenta e um metros e vinte e cinco centímetros. O acesso do visitante ao edifício ocorre pelo oeste, marcado por uma marquise e pela escadaria.

© Thiago Braga
© Thiago Braga

O volume vertical tem planta tipo de dezessete metros e meio por setenta e dois metros e meio e inicia a partir do segundo até o décimo primeiro andar. O pavimento tipo, configurado por uma modulação quadrada de um metro e vinte cinco centímetros, tem pilares na periferia, que possibilitam uma planta livre, flexível para as diferentes necessidades de cada órgão.

Planta
Planta
© Thiago Braga
© Thiago Braga

As peças pré-moldadas de concreto conferem pesos e sobriedade aos volumes. O horizontal possui poucas aberturas, e na fachada oeste apresenta desenho explicativo da modulação que rege o edifício. O volume vertical é rasgado por varandas e pelas janelas dos pavimentos tipo, que são protegidas por brises. Na fachada sul, além das varandas, o volume é recortado pela escada de incêndio, executada em metal na cor bronze.

Fachada
Fachada
© Thiago Braga
© Thiago Braga

Verifica-se a criação de dois sistemas ou fórmulas. O primeiro é o do edifício horizontal, composto por um reticulado de pré-moldados em concreto, em sua maioria fechado, mas com a presença de janelas em pontos estratégicos. A fórmula do pré-moldado é 5M+M/2, sendo M igual a um metro e vinte e cinco centímetros, a altura do elemento é seis metros e oitenta e sete centímetros.

© Thiago Braga
© Thiago Braga

Na segunda fórmula, encontrada no edifício vertical, o elemento responsável por conceder escala é o sistema de esquadrias dos pavimentos-tipo. O sistema é formado por quatro peças, as peças 1 e 2 são brises laterais de três metros e setenta e cinco centímetros (3M), a peça 3 é um pré-moldado de formato trapezoidal que demarca o guarda-corpo com um metro e oitenta centímetros (M+0,4M), e por fim, a peça 4, que é o pré-moldado de acabamento com meio metro (M/5).

© Thiago Braga
© Thiago Braga

Em planta, o ritmo é marcado pela modulação, determinante do desenho todos os ambientes. Na área de trabalho, esse ritmo é sentido por meio de elementos regulados pelo módulo, como o forro do teto em quadrados de um metro e vinte e cinco centímetros de lado, os móveis com dois metros e meio de largura e altura variável de dois a um metro e as janelas de dois metros de altura por um metro e vinte e cinco centímetros de largura.

© Thiago Braga
© Thiago Braga

Referência
Amanda Rafaelly Casé Monteiro e Fernando Diniz Moreira. Tradição clássica, monumentalidade e tectônica: Ministério da Fazenda de Fortaleza de Acácio Gil Borsoi, X Seminário Docomomo, Curitiba, 2013.

Ver a galeria completa

Localização aproximada, pode indicar cidade/país e não necessariamente o endereço exato.
Sobre este escritório
Cita: Amanda Rafaelly Casé Monteiro e Fernando Diniz Moreira. "Clássicos da Arquitetura: Ministério da Fazenda de Fortaleza / Acácio Gil Borsoi" 05 Nov 2014. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/755062/classicos-da-arquitetura-ministerio-da-fazenda-de-fortaleza-acacio-gil-borsoi> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.