O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Projetos
  3. Museu
  4. China
  5. Archi-Union Architects
  6. 2013
  7. Museu Jade / Archi-Union Architects

Museu Jade / Archi-Union Architects

Museu Jade / Archi-Union Architects
© Xia Zhi
© Xia Zhi
  • Arquitetos

  • Localização

    Xuhui District, Shanghai, China
  • Arquiteto Responsável

    Philip F. Yuan
  • Equipe de Projeto

    Alex Han, Fuzi He
  • Cliente

    Jade Museum
  • Área

    0.0 m2
  • Ano do projeto

    2013
  • Fotografias

© Xia Zhi © Xia Zhi © Xia Zhi © Xia Zhi + 26

© Xia Zhi
© Xia Zhi

Descrição enviada pela equipe de projeto. Localizado no denso Distrito de Xuhui , no centro de Shangai, o Museu Jade  é uma reforma de um antigo edifício de escritórios. Para esse projeto, os arquitetos foram comissionados a converter o simples espaço de escritórios em um museu de arte de comunicação multi funcional na premissa de manter a estrutura original do edifício. Frente à mudança de uso do edifício, os arquitetos primeiro desconstruíram a lógica direta do espaço e mesclaram as funções de interface. Foram implementadas ferramentas de design digital já na fase conceitual, o que ajudou a reconstruir a lógica do espaço e traduzir o dobramento dos fluxos das circulações em um dobramento do espaço em si.

© Xia Zhi
© Xia Zhi

Diferentes camadas de funções são organizadas em torno do principal espaço de circulação. O simples modo de camada-única foi redefinido com a introdução de um espaço não linear. O simples movimento de circulação vertical e horizontal se influenciaram no espaço inserido, a mistura da interface e dos limites fazem o espaço flexível e integrado. O fluxo de circulação se adapta à incisão do corpo de espaço. A antítese entre  inclinação e equilíbrio, continuidade e limite transforma a simples coexistência de elementos numa discussão de geometria. A lógica complexa da forma da escada rompe a relação tradicional de duas dimensões de camadas, mas nao é um tratamento arbitrário fora do controle: degraus, aberturas de portas, corrimãos, vigas e telhado são distinguidos componentes da estrutura do edifício que têm uma relação de interligação delicada e razoável. Cada linha percebida tem sua lógica necessária; mas a superfície curva suaviza essa lógica, dá ao visitante a sensação que oscila entre racional e aleatório, criam um sentimento de excitação espacial na margem de ideias conflitantes.

© Xia Zhi
© Xia Zhi

As linhas de circulação e as formas curvas do espaço inserido criam uma entrada no pavimento térreo, que está voltada para o pátio principal. O hall da  exibição permanente está localizado em frente à entrada. Através da escada próxima da sala de exibição, pode-se chegar ao espaço de exibição VIP. As paredes curvas dividem o espaço em uma série de micro espaços além de guiar o fluxo de visitação. As obras de arte estão posicionadas nas paredes curvas. Os espaços de estar e de comunicação estão por trás destas paredes. Em frente ao espaço de exibição VIP está a casa de chá, que se conecta ao terraço externo.

© Xia Zhi
© Xia Zhi

Fabricação digital, como metodologia, é implementada através do processo de projetação e de construção. Formas não lineares e decomposição geométrica residem no centro da fabricação. A superfície abstrata multi dimensional gerada pelo computador é decomposta em painéis CNC maleáveis e controláveis; sua posição exata controla a montagem 3D. A forma curva é transferida para a lógica linear da máquina seguindo de perto os princípios geométricos. O espaço tridimensional que os desenhos bidimensionais não são capazes de expressar é eloquentemente expressado através da lógica de fabricação. A combinação de modelação digital e fabricação CNC reduziram o orçamento de construção e ao mesmo tempo melhoraram a qualidade e rapidez de construção sem comprometer a integridade do projeto.

© Xia Zhi
© Xia Zhi

Além da geometria e fabricação, luz, como um terceiro elemento chave no projeto coordena com o módulo espacial curvo e irregular e os fluxos da sala de exibições para melhorar esta experiência multi-dimensional.

Planta Baixa Térreo
Planta Baixa Térreo

Ver a galeria completa

Localização aproximada, pode indicar cidade/país e não necessariamente o endereço exato. Cita: "Museu Jade / Archi-Union Architects" [Jade Museum / Archi-Union Architects] 21 Fev 2013. ArchDaily Brasil. (Trad. Alves, Jorge) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/98672/museu-jade-slash-archi-union-architects> ISSN 0719-8906