O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Projetos
  3. Apartamentos
  4. Reino Unido
  5. Rogers Stirk Harbour + Partners
  6. 2012
  7. NEO Bankside / Rogers Stirk Harbour + Partners

NEO Bankside / Rogers Stirk Harbour + Partners

NEO Bankside / Rogers Stirk Harbour + Partners
NEO Bankside / Rogers Stirk Harbour + Partners, © Edmund Sumner
© Edmund Sumner

© Edmund Sumner    © Gillespies © Gillespies Courtesy of Rogers Stirk Harbour + Partners + 19

Descrição enviada pela equipe de projeto. NEO Bankside compreende 217 unidades residenciais em quadro volumes hexagonais variando de 12 a 24 pavimentos e um bloco de escritórios com 6 andares, localizados próximos ao Tate Modern, um dos museus mais visitados do mundo. 

Implantação
Implantação

Todos os edifícios do conjunto acatam as linhas do contexto imediato, o que é a qualidade de todo o conjunto - ao contrário de partes individuais - e é o que dá força ao projeto. A concepção global remete à herança industrial da área durante os séculos 19 e 20, respondendo em uma linguagem contemporânea que reinterpreta a coloração e materiais da arquitetura característica. Os pavilhões de aço e vidro encaixam-se perfeitamente na paisagem de Bankside; os vermelhos oxidados do Jardim de Inverno ecoam o Tate Modern e a Ponte Blackfriars, próxima, enquanto que os painéis externos em madeira, conferem ao edifício uma sensação aconchegante residencial. O sistema estrutural característico, com tirantes externos, removeu a necessidade de paredes estruturais e criou espaços altamente flexíveis nos apartamentos. Os tirantes são localizados por fora do plano de revestimentos, permitindo que se expresse como um sistema legível e característico, conferindo ao conjunto uma linguagem carismática. Torres de elevadores envidraçadas proporcionam a todos os ocupantes excelentes vistas de Londres e do rio, além de uma expressão dinâmica da circulação vertical no lado oriental de cada edificação. Jardins de inverno são formados e fecham com vidro as varandas nos extremos norte e sul de cada edifício, suspensos da estrutura principal em uma plataforma leve, com grandes painéis deslizantes. Eles agem como adições ao espaço interior e terraços fechados.

Courtesy of Rogers Stirk Harbour + Partners
Courtesy of Rogers Stirk Harbour + Partners

Uma generosa esfera pública é também criada ao nível do solo com bosques paisagísticos definindo duas claras vias públicas através do lote, ligando os jardins no exterior do Tate Modern até a rua Southwark. A permeabilidade através do local foi um fator chave do projeto e a disposição imaginativa dos volumes fornece aos moradores generosas acomodações e máxima iluminação natural.

© Gillespies
© Gillespies

O escritório de paisagismo Gillespies criou uma série de espaços ajardinados com ricos detalhes, em torno dos caminhos dos edifícios. A paisagem final apresenta um plantio suave inspirado por vegetações nativas, equilibrando muito bem com as linhas contemporâneas dos edifícios. Excepcionalmente, no coração de uma cidade, os espaços ao ar livre oferecem oportunidades aos moradores para envolver-se com a natureza e criar um novo ambiente micro-ecológico estabelecido neste cenário urbano. Os jardins elegantes e calmos integram o Bankside NEO com o vizinho Tate Modern e seu entorno, proporcionando o acesso do público durante o dia, bem como um ambiente seguro e privado para desfrute dos residentes.

Courtesy of Rogers Stirk Harbour + Partners
Courtesy of Rogers Stirk Harbour + Partners

O projeto paisagístico foi desenvolvido para fornecer jardins privados aos residentes, enquanto que os separa distintamente das vias públicas. Uma estratégia paisagística inovadora foi introduzida desde o princípio para definir o limite entre os espaços privados e os publicamente acessíveis. Esta definição foi conseguida através do uso de bermas abundantemente plantadas, valas de seixo-alinhados, estacas de pedras alinhadas e calçadas estreitas que se combinam para criar um forte senso de identidade para o local. As bermas plantadas são uma assinatura recorrente e atuam como um limite entre o público e o privado, dissecadas por uma rede de caminhos de moradores. As bermas também complementam a paisagem do Tate Modern, vinculando este lote em seu contexto mais amplo.

Diagrama
Diagrama

Ver a galeria completa

Localização aproximada, pode indicar cidade/país e não necessariamente o endereço exato.
Sobre este escritório
Rogers Stirk Harbour + Partners
Escritório
Cita: "NEO Bankside / Rogers Stirk Harbour + Partners" [NEO Bankside / Rogers Stirk Harbour + Partners] 25 Jan 2013. ArchDaily Brasil. (Trad. Helm, Joanna) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/93476/neo-bankside-slash-rogers-stirk-harbour-plus-partners> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.