O site de arquitetura mais visitado do mundo
Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
  1. ArchDaily
  2. Notícias de Arquitetura
  3. Zaha Hadid, Herzog de Meuron e outros banidos da Exposição

Zaha Hadid, Herzog de Meuron e outros banidos da Exposição

Zaha Hadid, Herzog de Meuron e outros banidos da Exposição
Projeto do arquiteto Andrew Burns para Flinders Street Station, um dos projetos que não faz parte da lista. Fonte: The Age
Projeto do arquiteto Andrew Burns para Flinders Street Station, um dos projetos que não faz parte da lista. Fonte: The Age

Em novembro, cada um dos 6 escritórios finalistas para a competição Flinders Street Station recebeu uma carta, escrita por Major Projects Victoria, uma divisão do governo da cidade de Victoria, advertindo-os de um certo ato que resultaria não só em suas desclassificações, mas também em um total "desprestígio" da competição.

Que ato potencial poderia merecer tal advertência? Atendendo uma exposição das propostas rejeitadas.

Em 22 de novembro, o escritório Edwards Moore organizou o "Long-Listers", uma exposição para aumentar a excitação do público para o concurso, impulsionando a conversa e o debate sobre o projeto. Como arquiteta e organizadora, Juliet Moore colocou: "Nós queríamos uma colaboração mútua ... muitas vezes estas coisas são feitas a portas fechadas. Quando os projetos são revelados [um ano mais tarde] este momento já passou.".

Mais informações a seguir...

Concepção artística do projeto de Fraser Paxton Architects'para Flinders para Flinders Street Station, um dos projetos que não fez parte da lista. Fonte: The Age
Concepção artística do projeto de Fraser Paxton Architects'para Flinders para Flinders Street Station, um dos projetos que não fez parte da lista. Fonte: The Age

Major Projects Victoria observa que as regras do concurso estipulam que os participantes não deveriam expor seus trabalhos antes que um vencedor fosse escolhido. Além disso, um porta-voz do órgão disse que a organização desejava manter os mais rigorosos níveis de integridade, e, como relatado pelo The Age ", com finalistas com projetos infelizes, poderia acarretar a uma disputa futura sobre a propriedade intelectual."

Os seis participantes selecionados (Ashton Raggatt McDougall; John Wardle Architects + Grimshaw; HASSELL + Herzog & de Meuron; NH Architecture; Eduardo Velasquez + Manuel Pineda + Santiago Medina (Colômbia via Universidade de Melbourne) e Zaha Hadid Architecture com BVN Architecture) todos tomaram a advertência (aqueles que planejam ser prontamente retirados). Afinal de contas, há cerca de 1 milhão de dólares na linha (os vencedores serão anunciados em julho de 2013).

Embora entendamos que a competição deve manter a neutralidade e um certo nível de sigilo, nós somos simpáticos à motivação de Edwards Moore, afinal, não é o propósito de um concurso público gerar interesse e debate da população? Enquanto as propostas listadas acabarão por ser apresentadas para votação pública (enquanto o júri reúne-se para escolher o vencedor "real"), isso poderia realmente interferir nas propostas que não disponibilizaram as imagens para o público?

Você acha que as competições deveriam ter mais transparência? Ou isso seria uma receita para um desastre? Deixe-nos comentários abaixo. 

Via The Age

Sobre este autor
Cita: Quirk, Vanessa. "Zaha Hadid, Herzog de Meuron e outros banidos da Exposição" [Zaha Hadid, Herzog de Meuron, Others Banned From Exhibit] 21 Dez 2012. ArchDaily Brasil. (Trad. Britto, Fernanda) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/88468/zaha-hadid-herzog-de-meuron-e-outros-banidos-da-exposicao> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.