O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Projetos
  3. The SayBoat / Milan Řídký

The SayBoat / Milan Řídký

The SayBoat / Milan Řídký
The SayBoat / Milan Řídký, © Richard Navara
© Richard Navara

Pretendia-se a construção de uma edificação minimalista na água, um local de moradia confortável durante o ano para duas pessoas ou uma residência para fins de semana. O Barco-Casa foi construído como uma visão clara que pode ser resumida na afirmação de Le Corbusier de que “a habitação humana deve ser uma célula com uma visão das estrelas”. Esta casa flutuante oferece todos os recursos de uma habitação prazerosa.

© Richard Navara

A disposição

Embora os cantos sejam arredondados e a casa esteja em um pontão de aço em vez de palafitas, as inspirações para o projeto vinham de edifícios funcionais, que levam a simplicidade na construção, com ênfase na espacialidade e eficiência. Uma abordagem generosa do espaço é precisamente o que é característico da casa, apesar das limitações associadas às suas dimensões totais, que devem garantir o transporte por estrada. No interior encontra-se uma sala de estar com cozinha, um dormitório com mesa de estudos, um banheiro espaçoso, vestiário e sala de serviço.

Os dois maiores cômodos são conectados por uma escada, acabada com uma painel feito de vidro, cujo aspecto evoca um pequeno loft.

© Richard Navara

Exterior x Interior

Exterior e interior apoiam um ao outro com seus conceitos de design. O revestimento externo das placas de acabamento é completado por grades de aço inoxidável de decks e uma superestrutura de aço coberta por uma brise de madeira. O interior é similar, com piso, forro e grande parte das paredes revestidas com madeira de faia, combinado com elementos de aço inoxidável.

O grande uso de aço inoxidável possui algumas razões. Ele suporta a percepção do interior limpo e simples, traz objetos um pouco mais do caráter de um navio e, por último mas não menos importante, resiste à umidade e mudanças no clima interno.

© Richard Navara

Detalhes

O diálogo entre as percepções parciais e totais no barco, são em partes, decorrentes dos detalhes. Elementos menores são representados, por exemplo, copos elegantes ou um fogão/lareira volumoso na sala de estar. No dormitório, oferecendo uma visão panorâmica interessante, há uma grande iluminação central. Além disso, em toda a volta, foram instaladas faixas de LED, que são complementadas por lâmpadas nas mesas de cabeceiras. Luzes geralmente “não interferem”, porém são acessórios bastante agradáveis e funcionais. E não apenas no interior, também no deck. Num dos cantos do quarto há uma placa de vidro na forma de um triângulo, que serve como uma mesa de trabalho, com vista para o rio e os barcos amarrados. Os proprietários podem proteger a intimidade dos dormitórios através de persianas comandadas à distância. No andar superior há uma Jacuzzi, embutida em um painel de madeira. Dentro dos painéis existe uma área de armazenagem à prova de água. Todos os móveis foram feitos sob encomenda. Na sala de estar, por exemplo, há um sofá cama que “flutua” sobre o piso.

© Richard Navara

Soluções Técnicas

A Casa-Barco pode ser transportada para outros proprietários pela Europa e possivelmente pelo mundo. Este era o aspecto mais limitante do projeto, já que para obter vantagem do transporte por estradas, a largura total não poderia ser maior que 4,2m. A necessidade de transporte da Casa-barco pelo rio, onde é necessário passar por pontes, estava por trás de uma única solução técnica. A parte superior, onde encontra-se o dormitório, pode ser removida por um guindaste.

Detalhe

Os cantos arredondados dos objetos, que suavizam a percepção de todo o edifício, dando a elegância do barco e uma lembrança ligeira da forma de navios, foram um problema. A solução foi encontrada colocando bitolas arredondadas de madeira emparelhada, sem o risco da sua divisão ou destruição pela influência das condições climáticas e da pressão do edifício.

A fim de tornar o barco realmente habitável durante todo o ano, ele requeria um perfeito isolamento térmico em combinação com uma solução adequada de aquecimento. O aquecimento é realizado por um fogão/lareira e por piso aquecido. Em todo o barco, é importante que haja um bom equilíbrio. Isso é extremamente complicado não somente pela grande estrutura de cobertura, mas também pela Jacuzzi, que está fora do eixo longitudinal do barco.

© Richard Navara

Ficha técnica:

  • Arquitetos:Milan Řídký
  • Ano: 2012
  • Área construída: 63 m²
  • Endereço: Marina Vltava Nelahozeves República Checa
  • Tipo de projeto: Residencial
  • Operação projetual:Projeto
  • Status:Construído
  • Materialidade: Madeira
  • Estrutura: Metal

Equipe:

Arquitetos: Milan Řídký
Designer: František Šťasta

Informação Complementar:

Proposta: Marek Řídký
Execução: Milan Řídký (Arrbo, s.r.o.)

Localização: Marina Vltava, Nelahozeves, República Checa
Área: 63 m2
Ano: 2012
Fotógrafo: Richard Navara
Comprimento: 55,8 pés
Largura: 13,8 pés
Peso: 24984 kg

Cita: Eduardo Souza. "The SayBoat / Milan Řídký" 19 Nov 2012. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/81300/the-sayboat-milan-ridky> ISSN 0719-8906