O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Notícias
  3. Bienal de Veneza 2012: Pavilhão da Croácia

Bienal de Veneza 2012: Pavilhão da Croácia

Bienal de Veneza 2012: Pavilhão da Croácia
Bienal de Veneza 2012: Pavilhão da Croácia, © Nico Saieh
© Nico Saieh

O espaço é um recurso fundamental. A arquitetura possui a capacidade de afetar essencialmente a organização geral do espaço. Como resultado, cabe aos arquitetos estarem cientes das políticas elementares inerentes em cada gesto arquitetônico.

© Nico Saieh

Tomislav Pavelić:

Desde que não há o reconhecimento de qualquer forma de aspiração social positiva e não há fé na exatidão da orientação atual, os mecanismos de seguro social (e arquitetônico) como empatia e, em geral, éticas perderam sua eficácia ou foram totalmente rejeitados. Por esta razão, não é de se surpreender que os dramáticos eventos atuais sociais evidenciem o despreparo total da maioria dos arquitetos que não são capazes de propor respostas espaciais concretas e efetivas para as necessidades e problemas sociais.

© Nico Saieh

Para a arquitetura, ser capaz de restaurar sua relevância social é ser mais uma vez o gerador espacial de processos de interação social. Para isso, precisamos retomar o debate sobre o “território comum” da atividade arquitetônica (suas ambições e suas responsabilidades), pois se houver algum denominador comum em nossa atividade profissional, então isso só pode ser as pessoas e incluir literalmente cada membro das comunidades no que trabalhamos. Apenas desta forma, conscientes da amplitude de nossa responsabilidade social, seremos capazes de recuperar o direito de falar em primeira pessoa do plural.

© Nico Saieh

Pulska grupa trabalha, acima de tudo, embora não exclusivamente, sobre o local. O direcionamento da cidade como um campo inquieto de conflito, no qual, porém, eles encontraram um potencial para a criação de novas relações espaciais e arquitetônicas. Sua habilidade em se concentrar nos problemas espaciais imediatos do ambiente no qual eles vivem é o que dá credibilidade para reunir suas experiências em uma possível metodologia da atividade arquitetônica nos tempos de hoje. Uma vez que eles atuam em condições de igualdade – e não de cima para baixo como impessoal – com sua comunidade social, os membros do Pulska grupa formularam seu credo profissional e humano através do que eles chamam de “democracia não mediada demanda espaços não mediados.”

Sobre este autor
Fernanda Britto
Autor
Cita: Fernanda Britto. "Bienal de Veneza 2012: Pavilhão da Croácia" 09 Out 2012. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/74849/bienal-de-veneza-2012-pavilhao-da-croacia> ISSN 0719-8906