O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Projetos
  3. Velódromo de Londres 2012 / Hopkins Architects

Velódromo de Londres 2012 / Hopkins Architects

Velódromo de Londres 2012 / Hopkins Architects
Velódromo de Londres 2012 / Hopkins Architects, © Anthony Palmer
© Anthony Palmer

© Cortesia de Hopkins Architects

O ciclismo inspirou o conceito deste velódromo. A bicicleta é um objeto engenhoso, aerodinâmico, que mostra eficiência e beleza. Desde o princípio no seu processo de projeto, quisemos aplicar no mesmo nível, a criatividade e o rigor da engenharia do desenho e manufatura de uma bicicleta ao edifício. É importante para nós, que não servisse como uma mímica senão que como um manifesto em três dimensões em resposta aos requerimentos funcionais do estádio. Ao aplicar este pensamento e esta aproximação, a estética e forma do estádio emergiu diretamente deste processo.

© David Poultney

O velódromo contém 6 mil assentos. As zonas superiores e inferiores de assentos são separadas pela circulação principal que coincide com o ponto de acesso a arena, que permite aos espectadores manter contato com a ação que acontece nas pistas, enquanto se movem através do edifífico. O setor de distribuição é envidraçado, permitindo vistas para o interior e exterior do edifício, permitindo também uma separação entre as distintas acomodações que se localizam em distintos níveis do Velódromo.

Planta 03

As autoridades olímpicas deram um número de responsabilidades e metas enquanto as questões de sustentabilidade para este projeto, que foram tomadas com especial consideração para integrar entre a arquitetura, estrutura e serviços com o projeto.

© Anthony Charlton

A estratégia de projeto focou em minimizar a demanda de energia e consumo de água, integrando isto a conta do edifício, reduzindo sistemas de infra estrutura. A estratégia enquanto a iluminação natural, se aplicou ao setor principal de ciclismo, que exemplifica a aproximação sustentável deste tema.

© Anthony Charlton

Em vez de investir em painéis solares na cobertura, se tratou de maximizar a entrada de luz natural nos recintos, sendo assim uma resposta muito mais econômica em termos de redução das emissões de dióxido de carbono. Um grande esforço foi desenvolver e otimizar as claraboias da arena principal para obter luz suficiente de dia durante os treinamentos ao longo do ano. Um vidro difusor especial foi utilizado para prevenir raios de sol na pista e para obter um grande nível de luz difusa para o interior do edifício. Luz artificial energeticamente eficiente foi integrada a um sistema de controle que entrega altos níveis de iluminação para os eventos importantes. Isto funciona no melhor balanço entre economia energética pela maximização de luz natural sem ter áreas brilhantes nem sobrepostas, que comprometem a estratégia térmica do edifício. Como um projeto financiado pelo setor público, o projeto foi estudado de acordo ao seu valor  de engenharia em todas as disciplinas.

© David Poultney

A equipe de projeto tomou isto de forma positiva, aumentando a eficiência enquanto ao reforço estrutural do conceito inicial. Isto permitiu que o desenho mantivesse uma estrutura eficiente, permitindo economizar aproximadamente 1000 toneladas de aço, em comparação a uma cobertura tradicional. A arena principal está altamente isolada, completamente dotada de ventilação natural para médias estações e verão, significando uma importante redução de consumo energético.

© David Poultney

Uma simulação computadorizada extensiva é utilizada para refinar os requerimentos e para obter os níveis ótimos de ventilação. Esta tecnologia é integrada completamente nas fachadas e em todo o edifício, permitindo esfriamentos passivos durante as estações mais calorosas. Finalmente, as águas das chuvas são recolhidas do teto e armazenadas abaixo da cobertura. A água reciclada se utiliza para os banheiros e mictórios, assim como para regar do velo parque que se realizará ao término dos jogos. Isto permite uma redução de consumo de água potável em torno de 75%.

Ficha técnica:

  • Arquitetos:Hopkins Architects
  • Ano:
  • Área construída: 21700 m²
  • Tipo de projeto: projetos do mismo tipo">Esportivo
  • Status:projetos no status">Construído
  • Materialidade: Madeira e Vidro
  • Estrutura: Aço
  • Localização: Londres E15, Reino Unido
  • Implantação no terreno: Isolado

Informação Complementar:

  1. Área Coberta: 16,740 m2
  1. Arquitetos: Hopkins Architects
  2. Fotografias: Richard Davies, David Poultney, Anthony Charlton, Cortesia de Hopkins Architects, Anthony Palmer

 

Sobre este escritório
Hopkins Architects
Escritório
Cita: Leonardo Marquez. "Velódromo de Londres 2012 / Hopkins Architects" 09 Ago 2012. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/63933/velodromo-de-londres-2012-hopkins-architects> ISSN 0719-8906