O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Notícias
  3. Seleção dos principais projetos de Shigeru Ban

Seleção dos principais projetos de Shigeru Ban

Seleção dos principais projetos de Shigeru Ban
Nine Bridges Golf Club. Image © Hiroyuki Hirai
Nine Bridges Golf Club. Image © Hiroyuki Hirai

Explore a trajetória do mais recente laureado com o Prêmio Pritzker, Shigeru Ban – desde suas primeiras obras residenciais mais minimalistas, dos anos 90, até suas estruturas experimentais (Pompidou de Metz, de 2010, e o Nine Bridges Golf Club) e seu projeto mais recente onde trabalha com madeira, o Edifício Comercial Tamedia, de 2013.

Paper Temporary Studio. Image © Didier Boy de la Tour Curtain Wall House. Image © Hiroyuki Hirai Centre Pompidou Metz. Image © Didier Boy de la Tour Nicolas G Hayek Center. Image © Hiroyuki Hirai + 28

Todas as descrições dos projetos por Shigeru Ban Architects

PC Pile House. Image © Hiroyuki Hirai
PC Pile House. Image © Hiroyuki Hirai

Casa PC Pile - Shizuoka, Japão, 1992

Esta casa abriga também o estúdio de um fotógrafo e está construída em um terreno de acentuado declive que se eleva em um ângulo de 45° em relação à rodovia. O cliente queria o máximo de transparência e contava com um orçamento limitado. Foi concebido um sistema estrutural de pilares de concreto pré-fabricado de 300mm que apoiam diretamente a cobertura e as lajes. A laje principal, 9 metros acima do nível do solo, é composta por vigas de madeira laminada (de 10 metros de comprimento, espaçadas 5,5metros entre si), que conectam os pilares frontais e posteriores. Os pilares adentram o edifício, criando um contraste visual com os pisos e forros brancos e emoldurando a paisagem. As fachadas sul e leste são totalmente abertas ao entorno, já as fachadas norte e oeste são revestidas por painéis translúcidos de policarbonato. 

House Of Double Roof. Image © Hiroyuki Hirai
House Of Double Roof. Image © Hiroyuki Hirai

Casa de Cobertura Dupla - Yamanashi, Japão, 1993

Esta é uma residência de final de semana construída em uma encosta voltada para o Lago Yamanaka, onde o nível de neve frequentemente ultrapassa 900 mm. Era necessário então uma cobertura que suportasse esta enorme carga de neve. A estrutura dupla da cobertura poderia ser incorporada a um orçamento restrito, já que não havia necessidade de um quadro estrutural intensivo. Nesta proposta, a estrutura da cobertura superior é separada do forro, e sua principal função é suportar as cargas da neve. Para isso, chapas metálicas dobradas, da menor dimensão possível, foram empregadas. Já que o forro não é suspenso da cobertura, ele não sofre com a flexão da mesma,  tornando-se uma segunda cobertura que suporta cargas mínimas. Além disso, a cobertura superior proporciona um abrigo contra a incidência solar direta no verão. Tubos metálicos de seção quadrada são utilizados como vigas para a cobertura de chapa metálica corrugada. Os demais elementos estruturais da cobertura são de madeira. Um terraço externo coberto conecta a grande área de estar/jantar/cozinha aos quartos e banheiros. 

Furniture House 1. Image © Hiroyuki Hirai
Furniture House 1. Image © Hiroyuki Hirai

Furniture House 1 - Yamanashi, Japan, 1995 O sistema de construção para o Mobiliário House possui fábrica produziu unidades de altura completa que funcionam como elementos estruturais, bem como elementos de definição de espaço. Uma vez que estas unidades são pré-fabricados, o tempo de construção no local é bastante reduzido e de baixo custo. Servindo tanto como os móveis e como o material de construção, estas unidades permitem uma redução de equipamentos e mão de obra, também. (As dimensões das unidades usadas nesta casa são 2,4 metros de altura, 0,9 metros de largura, com uma profundidade de 0,45 metros para estantes e uma profundidade 690 milímetros para outras unidades.) Uma unidade individual, pesando cerca de 79,2 kg, podem ser facilmente manipulados por um uma única pessoa, e sua função auto-sustentável faz com que o arranjo simples.

Curtain Wall House. Image © Hiroyuki Hirai
Curtain Wall House. Image © Hiroyuki Hirai

Casa Curtain Wall - Tóquio, Japão, 1995

A casa pretendia ser um reflexo do estilo de vida de seu proprietário. Ela é aberta ao exterior e utiliza materiais contemporâneos em novas interpretações dos estilos tradicionais japoneses. Amplos decks são anexados às fachadas leste e sul da área de estar no segundo pavimento. As condições internas são controladas por “cortinas” em estilo japonês. No inverno, uma série de portas envidraçadas (combinadas a estas cortinas) podem fechar completamente a casa, garantindo isolamento e privacidade. 

Wall Less House. Image © Hiroyuki Hirai
Wall Less House. Image © Hiroyuki Hirai

Casa Wall-Less - Nagano, Japão, 1997

A casa está construída em um terreno inclinado e, para minimizar os trabalhos de escavação, a metade posterior da casa está enterrada no solo, enquanto que a metade frontal está construída sobre o volume de terra escavado. A superfície do piso se curva para encontrar a cobertura, naturalmente absorvendo a carga do solo imposta. A cobertura é plana e rigidamente fixa à laje dobrada, liberando as 3 colunas frontais de qualquer carga horizontal. Como resultado de lidar apenas com cargas verticais, estas colunas puderam ser reduzidas a um diâmetro mínimo de 55mm. Para expressar o conceito estrutural, todas as paredes e esquadrias foram suprimidas, restando apenas painéis deslizantes. Espacialmente, a casa consiste em um “piso universal” no qual a cozinha e banheiros podem ser particionados pelas portas de correr. 

Nine-Square Grid House. Image © Hiroyuki Hirai
Nine-Square Grid House. Image © Hiroyuki Hirai

Casa Nine-Square Grid - Kanagawa, Japão, 1997

O mobiliário da casa Casa Furniture foi feito de pinos metálicos. Aquele sistema podia, no entanto, ser melhorado. Por exemplo, é possível uma montagem mais simples e cômoda no terreno, evitando condensação pelo uso de espuma de poliuretano para isolamento durante o processo de produção. A composição espacial combina os sistemas de duas paredes e um “piso universal”. Um grande espaço, de 10,4m de lado, pode ser particionado por portas de correr em nove espaços quadrados. Estas portas permitem uma variedade de arranjos espaciais, ajustáveis segundo as necessidades. 

Seleção dos principais projetos de Shigeru Ban, Nine Bridges Golf Club. Image © Hiroyuki Hirai
Nine Bridges Golf Club. Image © Hiroyuki Hirai

Pavilhão do Japão na EXPO 2000 HANNOVER - Alemanha, 2000

A pesar dos problemas de construção, a substituição repentina do engenheiro, atrasos e a troca da membrana de papel por uma membrana de PVC, por questões de segurança contra incêndios, os pavilhões foram um grande salto no campo da arquitetura de papel. O tema principal da Expo Hanover era o ambiente, e o conceito básico do Pavilhão Japonês era criar uma estrutura que produzisse o mínimo de dejetos industriais quando fosse desmontada. O objetivo era tanto reciclar ou reutilizar quase todos os materiais usados no edifício. A primeira ideia estrutural foi um túnel composto por arcos de tubos de papel, similar ao Domo de Papel. Entretanto, o Domo de Papel foi limitado devido aos altos custos das junções de madeira. Propus ao meu colaborador Frei Otto uma concha em grelha feita de tubos de papel sem junções. O túnel em arcos teria cerca de 73,8 metros de comprimento, 24 metros de largura e 15,9 metros de altura. O fator mais crítico era a tensão lateral ao longo do comprimento, então, ao invés de um simples arco, escolhi uma concha em grelha de curvas tridimensionais, que apresenta maior resistência lateral.

Outro objetivo era construir o pavilhão usando métodos pouco sofisticados, então argumentaram para utilizar juntas simples de fitas metálicas. Como a interseção entre dois tubos de papel era tensionada pela grelha tridimensional, a estrutura criaria um ângulo que suportaria uma tensão razoável.  Além disso, como os tubos de papel seria rotacionados, criando uma suave curvatura, as juntas deveriam permitir movimentos tridimensionais. A fita foi uma solução apropriada. O Buro Happold, que supervisionou a construção, propôs juntas metálicas nas quais cabos poderiam ser inseridos diagonalmente, criando tensões internas ao passo que permitem o movimento em três dimensões dos tubos de papel. O PVC que seria usado como membrana não poderia ser reciclado e, além disso, libera dióxidos quando queimado. No entanto, descobrimos por acaso uma sacola à prova d’água usada por um serviço de entregas. Falamos com o fabricante da sacola e ele nos disse que poderia desenvolver algo como o que procurávamos. As duas paredes semicirculares precisavam de resistência, como diafragmas. Para esta situação usamos arcos de madeira que contraventavam as extremidades da concha de tubos de papel. 

Naked House. Image © Hiroyuki Hirai
Naked House. Image © Hiroyuki Hirai

Naked House - Saitama, Japão, 2000

Tendo encontrado o cliente apenas uma vez, estava mais uma vez considerando o que fazer sobre o projeto para esta casa quando o cliente me enviou um fax com solicitações precisas. O que ele queria era descrito como uma casa que “proporciona o mínimo de privacidade, para que os membros da família não se isolem uns dos outros, uma casa que proporcione a todos a liberdade de desenvolver atividades individuais em uma atmosfera compartilhada, no meio de uma família unida.” Após ler seu fax, soube que teria que aceitar o desafio.

O terreno da casa se encontra próximo a um rio e é cercado por campos com algumas estufas. As paredes externas são compostas por painéis corrugados de plástico reforçado com fibras, enquanto que as paredes internas são feitas de tecidos de nylon em esquadrias de madeira.

A casa consiste em um único e amplo espaço de pé-direito duplo no qual quatro ambientes individuais podem ser movidos livremente. Para reduzir o peso e otimizar a mobilidade,  estes ambientes não são muito grandes e mantém um mínimo de pertences e acessórios. Eles podem ser movidos de acordo como as necessidades. Localizados contra as paredes da casa, em frente aos sistemas de aquecimento ou ar-condicionado, ar quente ou frio pode passar por dentro destes. Também podem ser colocados lado a lado, criando um grande ambiente quando suas portas e corres são removidas. Eles podem ser levados para fora, para o terraço, liberando completamente o espaço interno.

Paper Temporary Studio. Image © Didier Boy de la Tour
Paper Temporary Studio. Image © Didier Boy de la Tour

Estúdio de Papel Temporário - Paris, França, 2004

Ao vencer a competição para o novo Centro Pompidou em Metz, veio a permissão de construir um estúdio temporário na cobertura do 6° pavimento do Centro Pompidou em Paris. Esta localização especial permite aos arquitetos controlar devidamente a construção do novo edifício ao passo que permite aos visitantes do museu darem uma olhada no processo de projeto. 

Nicolas G Hayek Center. Image © Hiroyuki Hirai
Nicolas G Hayek Center. Image © Hiroyuki Hirai

Centro Nicolas G Hayek - Tóquio, Japão, 2007

O Centro Nicolas G Hayek, nova sede para o Swatch Group Japan, se localiza em Ginza, a região de lojas e restaurantes mais elegante do Tóquio. O edifício de quatorze pavimentos abriga as sete principais lojas de relógios do Grupo Swatch, do primeiro subsolo ao quarto pavimento, serviços para os clientes do 5° ao 13° pavimento, um hall no 14° e um estacionamento mecânico no segundo subsolo.

O conceito do edifício se origina do contexto de Ginza, alinhado com o grande número de estabelecimentos elegantes e restaurantes famosos, tanto na Rua Ginza quanto nas ruas ao redor. Para refletir esta característica de Ginza no edifício, o exterior do mesmo é coberto por enormes persianas de vidro nas fachadas frontal e posterior. Quando estes painéis de vidro estão abertos, o edifício se torna parte da rua, onde todos podem entrar.

Para tornar estas sete lojas acessíveis, grandes elevadores de vidro recepcionam os visitantes. Sete elevadores, um para cada marca, permitem que os clientes acessem diretamente a loja que buscam a partir do nível da Praça. 

Nine Bridges Golf Club. Image © Hiroyuki Hirai
Nine Bridges Golf Club. Image © Hiroyuki Hirai

Haesley Nine Bridges Golf Club House - Coréia, 2010

O Haesley Nine Bridges Golf Club House é uma instalação de 16.000 m² que abriga um campo de golfe. Ela apresenta um nível subterrâneo e três pavimentos acima no nível do solo. Há um edifício principal, um edifício VIP e uma estrutura com suítes privativas. O átrio e a proção mais alta do edifício principal apresentam colunas de madeira e grandes panos de vidro, ao passo que a parte mais baixa é feita de pedra. A área de madeira inclui a área de recepção, um longe para membros do clube, e uma sala de festas. O pódio de pedra abriga os banheiros, vestiários e áreas de serviço. A cobertura sobre o edifício principal mede 36 x 72 metros. As colunas incomuns do átrio, que se assemelham a árvores, alcançam três pavimentos de altura. A legislação da Coréia não permite que edifícios com mais de 6.000m² tenham estrutura de madeira, por isso este material foi usado em combinação com a estrutura em pedra. O primeiro pavimento do átrio apresenta grandes fechamentos de vidro de 4,5m que podem se abrir completamente. 

Centre Pompidou Metz. Image © Didier Boy de la Tour
Centre Pompidou Metz. Image © Didier Boy de la Tour

Centre Pompidou-Metz - França, 2010

Este anexo ao Centro Pompidou de Paris será construído em Metz como um complexo que inclui um museu de arte e um teatro. Ao implantar uma grande cobertura no parque e ao abrir as fachadas para o entorno, uma contínua transição entre interior e exterior é criada. A cobertura é feita de madeira laminada em um padrão hexagonal entrelaçado que remete ao padrão dos chapéus chineses de bambu. Esta grande cobertura de madeira é coberta por uma membrana de fibra de vidro que filtra a luz natural antes que ela adentre nos espaços internos. As galerias principais são uma série tubos retilíneos de 90m x 15m que flutuam em balanço sobre o nível do solo, tendo suas extremidades envidraçadas voltadas para a catedral e outros monumentos da cidade.

Metal Shutter House. Image © Michael Moran
Metal Shutter House. Image © Michael Moran

Metal Shutter House – Nova Iorque, EUA, 2010

A Metal Shutter House é um condomínio residencial com uma galeria comercial no térreo. O edifício se localiza no recém re-zoneado distrito de West Chelsea, em Manhattan, a oeste do High Line. A Metal Shutter Hous, em proximidade a outros edifícios altos, é projetada para tomar vantagem tento da luz como das vistas para o entorno. Para criar ambientes bem iluminados, cada unidade é concebida como um duplex com área de estar de pé-direito duplo. Grandes painéis de vidro na área de estar se abrem completamente, estabelecendo conexões entre o interior e o exterior. A fachada norte conta com telas perfuradas que proporcionam privacidade e criam um grau de abertura para a cidade. 

Tamedia New Office Building. Image © Didier Boy de la Tour
Tamedia New Office Building. Image © Didier Boy de la Tour

Edífico Comercial Tamedia - Zurique, Suíça, 2013

Esta nova sede e estúdio de rádio para a companhia suíça de mídia Tamedia se localiza no coração de Zurique. Em um terreno de 1.000m² numa grande quadra urbana onde os edifícios principais do grupo atualmente se localizam. O terreno se abre para a porção leste da quadra, voltada para o canal Sihl.

De um ponto de vista arquitetônico, uma das principais características do projeto é, de fato, o sistema estrutural principal inteiramente concebido em madeira Seu caráter inovador dá ao edifício uma aparência única a partir do espaço interno, bem como a partir do ambiente urbano. Para reforçar e expressar esta ideia, a pele do edifício é inteiramente envidraçada e uma atenção especial é dada aos níveis de transmissão de energia, que respondem às novas e muito rígidas regulamentações suíças de consumo de energia. 

Mais projetos em Shigeru Ban Architects

Cita: Quintal, Becky. "Seleção dos principais projetos de Shigeru Ban" [A Selection of Shigeru Ban's Best Work] 24 Mar 2014. ArchDaily Brasil. (Trad. Helm, Joanna) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/185087/selecao-dos-principais-projetos-de-shigeru-ban> ISSN 0719-8906