Reutilização da antiga Fábrica dos Leões - Departamento de Arquitetura e Artes Visuais / Inês Lobo Arquitectos + Ventura Trindade Arquitectos

Reutilização da antiga Fábrica dos Leões - Departamento de Arquitetura e Artes Visuais / Inês Lobo Arquitectos + Ventura Trindade Arquitectos

© Leonardo Finotti© Leonardo Finotti© Leonardo Finotti© Leonardo Finotti+ 72

  • Equipe De Projeto:Inês Lobo, João Maria Trindade com João Rosário . Gilberto Reis . Pedro Oliveira . Júlia Varela . João Vaz . Sérgio Pereira . Rafael Marques . Emanuel Romão . Filipe Soares . Sónia Ribeiro, Chiara Ternullo . Nuno Marcos . Lourenço Van Innis . Filipe Carvalho . Filipe Nunes . Nélson Rodrigues . Bruno Banha . Rita Figueiredo
  • Estruturas:ADF Engenheiros Consultores; Pedro Morujão
  • Instalações Hidráulicas:BETAR Engenheiros Consultores; Marta Azevedo
  • Instalações Elétricas, De Telecomunicação E Segurança:Ruben Sobral and GPIC Projectos Consultoria e Instalações; Fernando Aires, Alexandre Martins Heating, Ventilation, Building Physics, Thermic and Acoustics: NaturalWorks; Guilherme Carrilho da Graça
  • Paisagismo:Global Arquitectura Paisagista Lda, João Gomes da Silva
  • Revisão Do Projeto:Rui Prata Ribeiro Lda; Rui Prata Ribeiro, Paula Balseiro
  • Construtora:ACF, O FELIZ
Mais informaçõesMenos informações

Dos arquitetos: 1916 - 1970 / Programa original. Construída em 1916, a Sociedade Alentejana de Moagem tornou-se, na década de 70, a Fábrica de massas Leões.

© Leonardo Finotti
© Leonardo Finotti

A vista a partir do centro histórico e a sequência de aproximação ao conjunto construído da antiga fábrica dos Leões permite perceber que o seu principal valor consiste, estranhamente, na excessiva volumetria imposta de forma abrupta sobre o terreno plano. 

© Leonardo Finotti
© Leonardo Finotti

Edifícios pensados, antes, a partir das máquinas que os habitam, e não a partir das pessoas, no seu sentido físico ou transcendente, reduzidos aqui a meros operadores, operários, simples peças da engrenagem.

© Leonardo Finotti
© Leonardo Finotti

2006 – 2009 / Novo programa. Universidade das artes, departamento de artes visuais e departamento de arquitetura.

© Leonardo Finotti
© Leonardo Finotti

Um edifício parcialmente ocupado, já sem máquinas, apropriado pelo homem. Espaços que, pela sua dimensão, versatilidade e relação com o território, se tornaram espaços de ensino.

© Leonardo Finotti
© Leonardo Finotti

Retiram-se as construções anexas que não faziam parte da estrutura original da fábrica, limpam-se no interior dos espaços todas as construções provisórias. Os edifícios tornam-se claros na sua espacialidade.

© Leonardo Finotti
© Leonardo Finotti

Adiciona-se ao conjunto um volume que substitui as construções anexas e que configura novamente o espaço, oficinas que se associam a este mesmo corpo,uma cafeteria e uma cobertura.

© Leonardo Finotti
© Leonardo Finotti

Adicionam-se aos espaços existentes outras infraestruturas e mobiliários que os dotam do conforto necessário ao ensino.

© Leonardo Finotti
© Leonardo Finotti

No progressivo conhecimento dos espaços da antiga indústria e dos seus sistemas de funcionamento, encontramos algumas das estratégias a reutilizar na construção da escola.

© Leonardo Finotti
© Leonardo Finotti

Primeiramente, as grandes coberturas que protegiam o cais da linha férrea e outras áreas de carga ou descarga, que dificilmente poderiam contrastar mais na sua delicada leveza com a enorme massa das construções.

© Leonardo Finotti
© Leonardo Finotti

Agora reintroduzidas, abrigam professores e alunos ao invés de produtos e matérias-primas, construindo o espaço de encontro por excelência do conjunto escolar. Elas contornam o pátio principal, estabelecendo relações visuais entre todos os espaços do conjunto, em cujo vazio central se estabelece um inesperado prado verde que remete para à ideia do campus universitário, até então tão distantes deste contexto.Um corpo que relaciona os diversos volumes ao passo que constrói o espaço da Escola, um vasto e alongado átrio, qualquer coisa como a coluna vertebral que permite repor em funcionamento órgãos antes isolados, tornando-os parte de uma estrutura única.

Galeria do Projeto

Ver tudoMostrar menos

Localização do Projeto

Endereço:Evora, Portugal

Clique para abrir o mapa
Localização aproximada, pode indicar cidade/país e não necessariamente o endereço exato.
Sobre este escritório
Cita: "Reutilização da antiga Fábrica dos Leões - Departamento de Arquitetura e Artes Visuais / Inês Lobo Arquitectos + Ventura Trindade Arquitectos" [Art and Architecture Faculty / Inês Lobo Arquitectos + Ventura Trindade Arquitectos] 10 Fev 2014. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/01-175470/reutilizacao-da-antiga-fabrica-dos-leoes-departamento-de-arquitetura-e-artes-visuais-slash-ines-lobo-arquitectos-plus-ventura-trindade-arquitectos> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.