Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos

Casa de Madeira / UNIT Arkitektur AB

Casa de Madeira / UNIT Arkitektur AB

© elStudio © elStudio © elStudio © elStudio + 28

Casas  · 
Gothenburg, Suécia
  • Arquitetos Autores deste projeto de arquitetura UNIT Arkitektur AB
  • Área Área deste projeto de arquitetura
  • Fotógrafo Created with Sketch.
  • Diretores de Projeto

    Mikael Frej + Klas Moberg
  • Arquiteto Responsável

    Frans Magnusson
  • Ano do projeto

    2012
  • Ventilação

    DeltaTe
  • Estrutura

    RH Byggteknik
Mais informações Menos informações
© elStudio
© elStudio

Descrição enviada pela equipe de projeto. Billdal, 20 km ao sul de Gotemburgo, é uma comunidade com uma quantidade grande de habitações isoladas, situada a uma distância de subúrbio ao centro de Gotemburgo. A atração principal da área é realmente o mar. Aqui, o horizonte é visível da costa, enquanto que mais ao norte a vastidão do mar do Norte é obstruída por ilhas do arquipélago ao sul. Próximo à costa, mas escondido atrás de uma colina que elimina parcialmente a vista para o mar, está o volume. O terreno apresentava desafios, com seu solo difícil, e as grandes construções vizinhas. Para oferecer boas condições de vida no local, a casa teve que se adaptar às condições existentes.

Diagrama
Diagrama
Diagrama
Diagrama
Diagrama
Diagrama
Diagrama
Diagrama

Na arte japonesa da jardinagem, há a expressão, "shakkei", que traduz aproximadamente em tomar emprestado um ponto de vista. Ela é utilizada para descrever o processo de captura de diferentes visuais, montanhas ao longe, a natureza próxima, o céu e acima e terra e água abaixo. É um método usado para fazer pequenos e estreitos jardins parecerem maiores e mais ricos em partes densas no Japão. Em essência: captar a natureza viva. A situação na Billdal lembrou jardins de mosteiros japoneses - espaços lotados com apenas lampejos de vistas através dos edifícios circundantes. Por uma implantação consciente de paredes e janelas, estas faixas de paisagens mais atraentes foram tomadas e aproveitadas ao máximo. Por necessidade, este foi o princípio estabelecido no projeto e permite que os ocupantes sintam-se vivendo no meio da natureza, mesmo com o lote rodeado de vizinhos.

© elStudio
© elStudio

Aproximando-se do mesmo, anda-se ao longo de um caminho de 15 metros entre as duas vilas vizinhas antes de chegar à casa. Ao estacionar o carro, uma abertura estreita captura a visão de uma grande árvore. A entrada da casa é evidenciada por uma laje de concreto de 5 cm que direciona até a porta principal com uma pequena inclinação. Ao caminhar pela rampa, percebe-se o pátio central mais brilhante situado à esquerda, com a luz filtrada através de uma parede de placas de madeira de abeto. Esta é uma outra parte central do drama envolvido na arte de jardinagem japonesa. Primeiro sente-se, para depois segurar e finalmente experienciar. Atingindo a porta de entrada, o pátio interno abre-se à esquerda.

© elStudio
© elStudio

O edifício possui três níveis, sendo que o superior é rotacionado em 90 graus, mantendo o eixo de conexão. Ao fazê-lo, a casa vira as costas para os vizinhos. Isto é amplificado com grandes alturas e quantidades escassas de janelas. Para o pátio, uma escala mais íntima é atingida e as fachadas são totalmente envidraçadas. Por causa das geometrias complicadas, o detalhamento é mantido simples, com uma fachada em madeira branca processada em sulfato ferroso, com os caixilhos em alumínio anodizado.

© elStudio
© elStudio

O pavimento superior possui três quartos e um banheiro. Todos os espaços semi-públicos estão localizadas no nível da entrada. Estes espaços fluem para o pátio através de grandes portas de correr. O porão pode ser mobiliado como uma unidade separada ou funcionar como um espaço de recreação.

© elStudio
© elStudio

As lajes de concreto internas são precisamente polidas, a fim de obter uma superfície brilhante, não necessitando de qualquer outro acabamento

© elStudio
© elStudio

Além do chão, o gesso pintado de branco domina todas as superfícies. O ponto central natural da casa é a escada onde todo o edifício gira em torno. No topo dela, há grandes aberturas voltadas para oeste, fazendo com que toda a escada se pareça como um periscópio solar que traz para baixo a luz.

Corte
Corte

Em relação aos volumes  isolados de construção, o material da fachada consiste em painéis de 22 mm de revestimentos sobre 22 milímetros de ripas. Os painéis são tratados com sulfato ferroso.

Galeria do Projeto

Ver tudo Mostrar menos
Sobre este escritório
Cita: "Casa de Madeira / UNIT Arkitektur AB" [Wood House / UNIT Arkitektur AB] 18 Mai 2013. ArchDaily Brasil. (Trad. Delaqua, Victor) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/114234/casa-de-madeira-slash-unit-arkitektur-ab> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.