Ampliar imagem | Tamanho original
Billdal, 20 km ao sul de Gotemburgo, é uma comunidade com uma quantidade grande de habitações isoladas, situada a uma distância de subúrbio ao centro de Gotemburgo. A atração principal da área é realmente o mar. Aqui, o horizonte é visível da costa, enquanto que mais ao norte a vastidão do mar do Norte é obstruída por ilhas do arquipélago ao sul. Próximo à costa, mas escondido atrás de uma colina que elimina parcialmente a vista para o mar, está o volume. O terreno apresentava desafios, com seu solo difícil, e as grandes construções vizinhas. Para oferecer boas condições de vida no local, a casa teve que se adaptar às condições existentes. Na arte japonesa da jardinagem, há a expressão, "shakkei", que traduz aproximadamente em tomar emprestado um ponto de vista. Ela é utilizada para descrever o processo de captura de diferentes visuais, montanhas ao longe, a natureza próxima, o céu e acima e terra e água abaixo. É um método usado para fazer pequenos e estreitos jardins parecerem maiores e mais ricos em partes densas no Japão. Em essência: captar a natureza viva. A situação na Billdal lembrou jardins de mosteiros japoneses - espaços lotados com apenas lampejos de vistas através dos edifícios circundantes. Por uma implantação consciente de paredes e janelas, estas faixas de paisagens mais atraentes foram tomadas e aproveitadas ao máximo. Por necessidade, este foi o princípio estabelecido no projeto e permite que os ocupantes sintam-se vivendo no meio da natureza, mesmo com o lote rodeado de vizinhos. Veja mais Veja a descrição completa
Compartilhar Compartilhar