O site de arquitetura mais visitado do mundo
i

Inscreva-se agora e organize a sua biblioteca de projetos e artigos de arquitetura do seu jeito!

Inscreva-se agora para salvar e organizar seus projetos de arquitetura

i

Encontre os melhores produtos para o seu projeto em nosso Catálogo de Produtos

Encontre os produtos mais inspiradores do nosso Catálogo de Produtos

i

Instale o ArchDaily Chrome Extension e inspire-se a cada nova aba que abrir no seu navegador. Instale aqui »

i

En todo el mundo, arquitectos están encontrando maneras geniales para reutilizar edificios antiguos. Haz clic aquí para ver las mejores remodelaciones.

Quer ver os melhores projetos de remodelação? Clique aqui.

i

Mergulhe em edifícios inspiradores com nossa seleção de 360 ​​vídeos. Clique aqui.

Veja nossos vídeos imersivos e inspiradores de 360. Clique aqui.

Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
Navegue entre os artigos utilizando o teclado
  1. ArchDaily
  2. Projetos
  3. Arquitetura Educacional
  4. Austrália
  5. Woodhead
  6. 2012
  7. Centro Interpretativo Kauwi / Woodhead

Centro Interpretativo Kauwi / Woodhead

Centro Interpretativo Kauwi / Woodhead
Centro Interpretativo Kauwi / Woodhead, © Mark Zed Photography
© Mark Zed Photography

© Mark Zed Photography © Mark Zed Photography © Mark Zed Photography © Mark Zed Photography + 11

  • Construtora

    Adelaide Aqua Building Alliance
  • Engenharia Estrutural

    SMEC
  • Arquiteto Paisagista

    SMEC Landscape
  • Cliente

    SA Water and AdelaideAqua
  • Orçamento

    $3.6m AUD
  • Mais informações Menos informações
© Mark Zed Photography
© Mark Zed Photography

Descrição enviada pela equipe de projeto. O centro interpretativo é um espaço de aprendizagem artístico e interativo que visa informar e envolver a comunidade sobre a dessalinização, a sustentabilidade, o patrimônio cultural e gestão de recursos hídricos no Sul da Austrália.

© Mark Zed Photography
© Mark Zed Photography

Woodhead trabalhou em estreita colaboração com o cliente SA Water e AdelaideAqua na produção desta inserção espetacular, mas sensível à paisagem costeira, ao sul de Adelaide. O edifício conecta uma paisagem antiga para a tecnologia de água do século 21. O nome 'Kauwi' pode ser traduzido como "água", e vem da língua aborígene local Kaurna.

© Mark Zed Photography
© Mark Zed Photography

O volume construído é projetado para permitir que os visitantes encontrem seu próprio caminho através dos elementos interpretativos, proporcionando uma viagem que incentiva a exploração. O visitante pode descobrir e aprender em seu próprio ritmo e juntar os elementos interpretativos e experiência do edifício e da paisagem de sua própria maneira. O projeto arquitetônico reforça esta abordagem, oferecendo múltiplos caminhos através e em torno das exposições interpretativas e paredes de terra. O visitante tem um "desdobramento" através da experiência espacial, na qual as opiniões são gradualmente reveladas através do espaço, terminando com vistas cenográficas para a costa e através da própria usina de dessalinização.

© Mark Zed Photography
© Mark Zed Photography

Um teto reflexivo dá gera reflexões atraentes do que está por vir, bem como o reflexo de um mural abstrato de 'água' no chão. Uma característica da água ao ar livre está estrategicamente localizada ao norte do edifício para refletir o sol de volta para o espaço e - sua fundição ondulada, movendo-se em torno de luz. O sentido do espaço será semelhante ao de estar em uma paisagem subaquática - a arquitetura transmite algo do tema interpretativo na forma como o espaço é sentido e experimentado. Uma experiência memorável do lugar vai ajudar as pessoas a manter as mensagens importantes do que é transmitido.

Planta
Planta

Um centro interpretativo precisa ter fortes ligações com seu contexto. O objetivo central para o projeto era criar uma forma construída que se relaciona diretamente com as paisagens dramáticas que o rodeiam. Este edifício reforça a conexão de volta para os elementos naturais e do contexto local, através da utilização de paredes de terra socada - fazendo referência às camadas únicas de falésias próximas. A forma sugere que o edifício foi escavado diretamente da terra. Técnicas inovadoras como colorir as diferentes faixas de taipa foram pesquisadas ​​e testadas no local, com paredes de amostra. As fortes referências naturais são compensadas ​​e pontuadas pela utilização de metais refletores - relacionados com os processos de alta tecnologia na dessalinização.

© Mark Zed Photography
© Mark Zed Photography

O processo de design foi altamente colaborativo, envolvendo especialistas de interpretação, designers gráficos, educadores e paisagistas. Um segmento vital através do processo tem sido a consulta permanente com grupos locais de aborígenes e artistas. O conteúdo aborígene é vital em termos de educar as pessoas sobre uma outra perspectiva para a importância da água e como ela é usada ao longo do tempo.

© Mark Zed Photography
© Mark Zed Photography

A usina de dessalinização foi entregue em dezembro de 2012 para o seu período de prova e tem vindo a produzir água potável dessalinizada para o Sul da Austrália desde outubro de 2011.

Localização aproximada, pode indicar cidade/país e não necessariamente o endereço exato. Cita: "Centro Interpretativo Kauwi / Woodhead" [Kauwi Interpretive Centre / Woodhead] 06 Mai 2013. ArchDaily Brasil. (Trad. Delaqua, Victor) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/112121/centro-interpretativo-kauwi-slash-woodhead> ISSN 0719-8906