O site de arquitetura mais visitado do mundo
Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
  1. ArchDaily
  2. Projetos
  3. Shopping
  4. Holanda
  5. Ibelings van Tilburg Architecten
  6. 2001
  7. De Karel Doorman / Ibelings van Tilburg Architecten

De Karel Doorman / Ibelings van Tilburg Architecten

De Karel Doorman / Ibelings van Tilburg Architecten
De Karel Doorman / Ibelings van Tilburg Architecten, © Ossip van Duivenbode
© Ossip van Duivenbode

© Ossip van Duivenbode © J. Versnel en J.F.H. Roovers © Ossip van Duivenbode © Ossip van Duivenbode + 14

© Ossip van Duivenbode
© Ossip van Duivenbode

Descrição enviada pela equipe de projeto. De Karel Doorman consiste na renovação de um edifício comercial: Ter Meulen e um edifício residencial agregado. O novo edifício residencial tem até 70 metros de altura e inclui 114 apartamentos. Ele é construído em cima do edifício Ter Meulen em Roterdão. Este é um projeto incomum já que o novo prédio, literalmente, repousa sobre as colunas e fundações da estrutura existente. As  únicas adições são um par de poços de elevador de concreto que também fornecem estabilidade. A técnica de construção é incomum para um projeto na Holanda, como a principal estrutura é em aço em vez de materiais pesados ​​do tipo pedregosos   como concreto e pedra calcária. O atual edifício Ter Meulen é restaurado para suas condições originais e mais uma vez abriga três andares comerciais. Parques de estacionamento são fornecidos no segundo andar e na cobertura do edifício existente. Deste modo 114 apartamentos são adicionados. No coração do centro da cidade de Roterdão.

© J. Versnel en J.F.H. Roovers
© J. Versnel en J.F.H. Roovers

O edifício Ter Meulen tem um lugar especial no coração dos habitantes de Roterdão. Ele foi construído em 1948 como um centro de compras para Ter Meulen, Wassen e Van Vorst e desenhado por Van den Broek e Bakema. Com suas amplas fachadas envidraçadas o edifício foi notável em seu tempo por sua aparência transparente. "Veja e compre", foi o lema. O edifício foi parcialmente demolido e reconstruído nos anos 1970 e 80, incluindo a adição de dois andares comerciais. O distintivo terraço de canto foi sacrificado para abrir caminho para uma nova entrada. Ibelings van Tilburg Architecten propôs a não demolição do edifício, mas sim restaurar o mesmo à sua condição original. Ambos os andares adicionados em 1977  foram demolidos para dar lugar ao novo edifício de apartamentos.

© Ossip van Duivenbode
© Ossip van Duivenbode

Na época da construção original do edifício Ter Meulen as exigências para os cálculos estruturais eram muito mais elevadas do que nos dias de hoje. Enquanto revisitando os cálculos pareceu que a capacidade de suporte de carga da estrutura estava bem acima do que era necessário no projeto original. Na concepção original, a estabilidade foi conseguida através de um sistema de portais com colunas e vigas. Para o novo projeto da equipe de construção surgiu com o conceito de dois novos núcleos de concreto para estabilização, não só proporcionando estabilidade ao edifício de apartamentos, mas também ligando as estruturas antigas e novas.

© Ossip van Duivenbode
© Ossip van Duivenbode

Esta abordagem permitiu a adição de 16 novos andares ao edifício existente. O peso máximo da parte nova construída foi de 250 kg/m2, inclusive as paredes, fachadas, forros, instalações e tubulações. Isso descartou o uso de um sistema padrão de construção residencial com piso e paredes  de concreto. Um sistema tradicional como esse pode ter um peso de 1,000 a 1,200 kg/m2 de área de piso. Assim, decidiu-se que a estrutura principal de suporte de carga deveria ser em aço. Uma abordagem respeitosa foi o ponto de partida para o trabalho de restauração, bem como para o projeto do edifício residencial. Enquanto o próprio edifício Ter Meulen foi restaurado às suas condições originais, o projeto para a nova adição é abstrato. O  novo edifício de apartamento consiste de uma pele de vidro externa com uma estampa. Os pórticos e galerias estão localizados atrás da casca de vidro. A fachada dos apartamentos em si são revestidas com madeira de pinheiro Oregon.

© Ossip van Duivenbode
© Ossip van Duivenbode

Um dos efeitos sobre o ambiente de acrescentar andares adicionais é óbvio: A construção original é salva da demolição e, portanto, desperdício é evitado. Adicionando andares adicionais acima da cobertura também é uma forma de uso do espaço intensivo,  a cobertura agora é utilizada como "segundo" nível de superfície. Além disso, os novos andares acrescentaram valor em nível urbano. Os varejistas estão localizados no subsolo, no térreo e primeiro andar. Cada andar tem também um mezanino, elevando o total para 11.500 m2 de área comercial. As divisórias de vidro no andar térreo foram restauradas ao seu estado original. O edifício original Ter Meulen continha apenas 3 lojas, mas as instalações renovadas irão oferecer espaço para muitos varejistas menores. Utilizando um dos três elevadores de carros, os motoristas podem estacionar seus veículos no segundo andar na altura de seu mezanino, ou na cobertura. Este método permite que 156 carros estacionem no interior do edifício. Os 114 apartamentos estão distribuídos em sete andares conectados. Nove andares na torre oeste e seis na torre leste. Um jardim na cobertura abrigado para uso comum está localizado no 10 º andar (40 metros acima) e situa-se entre os dois volumes. 

Planta
Planta

Ver a galeria completa

Localização aproximada, pode indicar cidade/país e não necessariamente o endereço exato.
Sobre este escritório
Cita: "De Karel Doorman / Ibelings van Tilburg Architecten" [De Karel Doorman / Ibelings van Tilburg Architecten] 01 Mar 2013. ArchDaily Brasil. (Trad. Alves, Jorge) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/100055/de-karel-doorman-slash-ibelings-van-tilburg-architecten> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.