1. ArchDaily
  2. Street Art

Street Art: O mais recente de arquitetura e notícia

Artista alemão 1010 cria pinturais ilusionistas em lugares inesperados

Gosta de truques de ótica? Dê uma olhada no trabalho do artista de rua alemão 1010. Por mais de uma década, 1010 tem realizado pinturas coloridas ilusionistas que criam portais infinitos em superfícies sólidas. Para criar suas obras, o artista primeiro faz modelos com colagens, empilhando papéis de paletas de cores específicas que depois são recriadas com tinta. Ele já usou essa técnica em lugares inesperados de todo o mundo, incluindo paredes interiores e exteriores e até mesmo em uma rodovia abandonada em Paris.

Confira alguns dos mais recentes trabalhos de 1010, a seguir.

Vsrsóvia, 2015. Cortesia de 1010Hamburgo. Fotografia de <a href='http://https://www.instagram.com/affenfaustgalerie/'>Affenfaustgalerie</a>. Cortesia de 1010Berlim. Fotografia de <a href='http://https://www.instagram.com/chopemdownfilms/'>Chop Em Down Films</a>. Cortesia de 1010Panamá, 2015. Fotografia de <a href='http://https://www.instagram.com/articruz/'>Articruz Panama</a>. Cortesia de 1010+ 8

Okuda intervem com seu surrealismo pop em um castelo abandonado na França

Uma das principais figuras do estilo que se convencionou chamar de surrealismo pop, o artista espanhol Okuda continua sua jornada na França. Após prestar homenagem à Mona Lisa na fachada de um edifício de 19 pavimentos e projetar um trampolim sobre o rio Sena, o artista realizou desta vez uma intervenção na fachada do Castelo de la Valette (1864) em Loiret, abandonado desde os anos 1980.

A obra intitulada "Skull in The Mirror" reativa um castelo cuja história aproxima França e Espanha: em 1936 o edifício fora comprado pelo grupo republicano da Guerra Civil Espanhola, tornando-se um ponto de acolhimento das crianças e, posteriormente, dos exilados políticos. Nos anos 1950, o estado franquista o recuperou e fez dele um ponto de colônia de férias. Duas décadas mais tarde, foi convertido em um colégio espanhol e em 1986 foi abandonado. Em 2002, foi adquirido pela prefeitura de Pressigny-les-Pins e uma empresa privada. 

"As Ruas Falam" / Inspiration Page e RUA

Arte e Arquitetura: Escif