1. ArchDaily
  2. Patrimônio Cultural Da Humanidade

Patrimônio Cultural Da Humanidade: O mais recente de arquitetura e notícia

Quais são os bens e sítios do Patrimônio Mundial no Brasil

Em julho deste ano, a Unesco concedeu ao Sítio Roberto Burle Marx o título de Patrimônio Mundial. Com isso, o Brasil passa a ter 23 sítios e práticas inscritas na lista de Patrimônio Mundial da Humanidade, que reúne bens, conjuntos e práticas de valor material e imaterial.

De acordo com a Unesco, os 23 bens e práticas tombados no Brasil podem ser divididos em Patrimônio Cultural, — "composto por monumentos, grupos de edifícios ou sítios que tenham um excepcional e universal valor histórico, estético, arqueológico, científico, etnológico ou antropológico" — e Natural — "formações físicas, biológicas e geológicas excepcionais, habitats de espécies animais e vegetais ameaçadas e áreas que tenham valor científico, de conservação ou estético excepcional".

Sítio Roberto Burle Marx. Imagem cortesia de IphanOuro Preto, MG. Foto: <a href="https://visualhunt.co/a6/680bb68c">rcamboim</a> on <a href="https://visualhunt.com/re8/d78fa581">VisualHunt.com</a>Ruínas de São Miguel das Missões, Rio Grande de Sul. Foto de Halley Pacheco de Oliveira, via Wikipedia. Licença CC BY-SA 3.0Parque Nacional Serra da Capivara. Foto de Artur Warchavchik, via Wikipedia. Licença CC BY-SA 3.0+ 18

Os 13 Patrimônios Culturais da Humanidade que ficam no Brasil

Com mais de cinco séculos de história registrada e muitos outros de tradições e e costumes anteriores à colonização, o Brasil figura na lista de Patrimônio Cultura da Humanidade da UNESCO com 13 sítios históricos.

O website Viagem Turismo compilou a lista com imagens e informações detalhadas de cada um deles, dentre os quais estão desde o Parque Nacional Serra da Capivara, "repleto de cavernas rochosas cobertas de pinturas rupestres" feitas há mais de 25 mil anos, até nossa moderna capital, Brasília, fundada em 1960 e tombada em 1987, com apenas 27 anos de existência.

Como a Pampulha se tornou Patrimônio Cultural da Humanidade

O Conjunto Arquitetônico da Pampulha, em Belo Horizonte, ganhou da Organização das Nações Unidas em 2016 o título de Patrimônio Cultural da Humanidade. Essa conquista só foi possível ao trabalho dedicado e meticuloso de arquitetos e urbanistas de várias instituições brasileira, que planejaram uma série de reformas e a gestão do principal ponto turístico da capital mineira.

Unesco aceita candidatura do Conjunto da Pampulha a Patrimônio Cultural da Humanidade

O estado de Minas Gerais está mais próximo de ter mais um monumento entre a lista de Patrimônio Cultural da Humanidade. O complexo arquitetônico da Pampulha, de Oscar Niemeyer, teve sua candidatura aceita pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), o que significa que toda a documentação, enviada no final do ano passado pela Fundação Municipal de Cultura de Belo Horizonte, foi considerada completa, condição que dá início a outros procedimentos de avaliação.

Segundo a prefeitura da capital mineira, a Unesco enviará, entre os meses de julho e setembro, uma comissão para avaliar o espaço a ser incluído em sua lista, da qual já fazem parte, de Minas Gerais, o centro histórico de Ouro Preto e de Diamantina e o Santuário do Bom Jesus do Matozinhos, em Congonhas.