1. ArchDaily
  2. Micro Habitação

Micro Habitação: O mais recente de arquitetura e notícia

Alunos constroem 7 pequenas e inovadoras cabanas durante Hello Wood Project Village 2018

A nona edição do Hello Wood Project Village 2018 foi realizada no campus do Hello Wood, no interior da Hungria. Como parte do programa Cabin Fever, que durou uma semana, estudantes de 65 universidades de todo o mundo tiveram a oportunidade de construir sete cabanas contemporâneas de madeira em um exuberante campo, orientado por arquitetos internacionais.

Como resultado do esforço de uma semana, a área rural foi transformada em um canteiro de obras de ponta, com cabanas sobre rodas, cabanas sobre palafitas e de vários pavimentos. O festival é dedicado ao Movimento Tiny House, que “faz cabanas dando aos moradores urbanos a chance de se afastar de tudo por um tempo”.

Um pequeno luxo: o que as "Tiny Houses" realmente dizem sobre arquitetura?

Após um piloto bem sucedido em Boston e US$ 1 milhão em capital, uma startup chamada Getaway lançou seus serviços para os nova-iorquinos. A empresa permite que os clientes aluguem uma coleção de “pequenas casas” localizadas em ambientes rurais isolados ao norte da cidade. A partir de US$ 99 por noite, o serviço espera oferecer alívio para pessoas da área urbana que procuram se desconectar e se “encontrar”. A empresa foi fundada pelo estudante de Business Jon Staff e pelo estudante de Direito Pete Davis, ambos da Universidade de Harvard, a partir de discussões com outros estudantes sobre os problemas com habitação e a necessidade de novas ideias para abrigar uma nova geração. A partir disso, surgiu a ideia de introduzir a experiência da Tiny House para aqueles que vivem nas áreas urbanas através de aluguéis de fim de semana.

Inspiradas na noção de micro habitação e na poderosa retórica do movimento das Tiny House, iniciativas como a Getaway são parte de uma série de propostas arquitetônicas que surgiram nos últimos anos. A redução no tamanho tem sido citada por seus adotantes como uma solução para a inacessibilidade da moradia e uma fonte de liberdade da insidiosa escravização capitalista de "acumular coisas". Cidades altamente desenvolvidas e urbanizadas como Nova Iorque parecem estar liderando o caminho para a redução: no ano passado, Carmel Place, um projeto especial de micro residências projetado pelo escritório nARCHITECTS, foi finalmente concluído em Manhattan para fornecer estúdios muito menores do que os atuais da cidade, com a medida mínima de 400 pés quadrados (37 metros quadrados). Muitos, incluindo Jesse Connuck, não conseguem ver como a micro habitação pode ser uma solução para a desigualdade urbana, mas julgarmos que, a partir do sucesso inicial de startups como a Getaway, a microarquitetura mantém amplo apelo público. A satisfação do usuário não é o objetivo final da arquitetura? Nesse caso, é importante investigar a engenhosidade por trás desses espaços subdimensionados, mas muitas vezes superfaturados.

© thebearwalk.com© Kataram Studios© Roderick Aichinger© Kataram Studios+ 26