1. ArchDaily
  2. Lahdelma & Mahlamäki

Lahdelma & Mahlamäki: O mais recente de arquitetura e notícia

Nove projetos serão exibidos em 'In Therapy', a contribuição nórdica na Bienal de Veneza 2016

O Centro Sueco de Arquitetura e Design (ArkDes) divulgou a informação de que In Therapy: Nordic Countries Face to Face — a exposição do Pavilhão Nórdico na Bienal de Veneza 2016, que tem curadoria de David Basulto — será parcialmente composta por "um levantamento da arquitetura nórdica contemporânea". Dos 300 projetos selecionados dentre 500 inscritos, nove, concluídos após 2008 e projetados por escritórios como Tham & Videgård, Reiulf Ramstad Architects e Lahdelma & Mahlamäki, serão estudados com maior profundidade.

"Assim como o pavilhão de Sverre Fehn é a cristalização da arquitetura nórdica - incorporando uma articulação precisa e fluida entre estrutura, luz e natureza -  os nove projetos que escolhemos focar como particularmente representativos da cena contemporânea têm caráter e complexidade semelhantes, porém, com suas próprias identidades", comentou Basulto, que foi selecionado juntamente com James Taylor-Foster, curador-assistente. 

Tree Hotel / Tham & Videgård (Harads, Sweden). Image © Lindman PhotographyFinnish Nature Centre /Lahdelma & Mahlamäki Architects (Haltia, Finland). Image © Mika HuismanPuukuokka Housing Block / OOPEAA Office for Peripheral Architecture (Jyväskylä, Finland). Image © Mikko AuerniittyRåå Daycare Center / Dorte Mandrup (Kustgaten, Sweden). Image © Adam Mørk+ 11

Museu da História dos Judeus Poloneses / Lahdelma & Mahlamäki + Kuryłowicz & Associates

© Photoroom.pl© Photoroom.pl© Pawel Paniczko© Pawel Paniczko+ 40

Museu Polonês de Lahdelma & Mahlamäki vence o primeiro Finlandia Prize

O professor de economia Sixten Korkman escolheu o Museu da História dos Judeus Poloneses em Varsóvia, do escritório Lahdelma & Mahlamäki Architects, como o projeto vencedor do primeiro Finlandia Prize for Architecture. O prêmio pouco convencional, cujo objetivo é "aumentar a consciência pública da alta qualidade da arquitetura finlandesa e destacar seus benefícios para nosso bem estar", alistou um grupo de renomados arquitetos para selecionar os finalistas e, em seguida, o "leigo" Korkman selecionou o vencedor como uma representação imparcial do público que valorizou o edifício pelo modo como o fez "sentir".

"A ideia por trás do prêmio, sem dúvida, ressoa comigo. Em economia fala-se de bens públicos e externalidades, e o ambiente construído é precisamente isso", comentou Korkman após anunciar sua decisão.

"Se o edifício é de propriedade privada ou pública não importa. Todos vemos a arquitetura, experienciamos a arquitetura, e a arquitetura afeta todos nós. A arquitetura, sem dúvida, afeta nosso bem-estar e conforto: nosso ambiente construído é nossa sala de estar estendida. Na arquitetura esses são também elementos igualitários. Felizmente o sol ainda brilha tanto para os pobres quanto para os ricos. Nosso ambiente construído existe para todos nós."

Saiba mais sobre o edifício vencedor, a seguir.