1. ArchDaily
  2. Impresión 3d

Impresión 3d: O mais recente de arquitetura e notícia

Ciclovias, imigrantes e relíquias do futuro: 4 reflexões sobre arquitetura e cidade na Holanda

No final do mês de novembro tivemos o privilégio de visitar a Holanda (Países Baixos) graças ao convite que recebemos do Het Nieuwe Instituut (HNI): viajando entre Amsterdã, Roterdã e o charmoso povoado de Radio Kootwijk nos encharcamos da cultura holandesa, observando e pensando em voz alta, criando dúvidas e tentando resolvê-las na volta para casa.

Por isso, decidimos compartilhar com vocês uma série de reflexões pessoais sobre a arquitetura e o urbanismo da Holanda, acreditando que a partir de pequenos detalhes podemos discutir grandes temas.

Discorreremos sobre entender o êxito dos seus 32.000 km de ciclovias, a importância dos imigrantes na sua atual gastronomia, o inferno dos barcos durante séculos e que terminou sendo convertido em um aeroporto, as novas tipologias arquitetônicas em vias de extinção e os atuais experimentos de materiais carbono zero.

A seguir, um convite a observar e deixar de turistar. 

Radio Kootwijk: edifício A. Imagem © beefortytwo [Flickr CC]Bazar, restaurante multicultural em Rotterdam que reflete a multiculturalidade das principais cidades holandesas. Imagem © Dominik Morbitzer [CC]Ciclista em Amsterdam. Imagem © José Manuel Ríos Valiente [Flickr CC]A convivência das culturas gastronômicas na Holanda. Imagem via Wikipedia CC + Earth Pulse+ 18

Construir menos, compartilhar mais: Arquitetura pelas pessoas e para as pessoas / Alastair Parvin

"Quando pensamos que os maiores conflitos ideológicos que herdamos giram em torno da pergunta de quem deveria controlar os meios de produção, hoje as tecnologias de informação digital parecem ter respondido com uma solução clara e radical: Nada, nenhum de nós." Com esta frase, Alastair Parvin explica como o surgimento do Free Software transformou as lógicas tradicionais de produção industrial graças à abertura em massa do suporte digital, onde a obtenção, elaboração e criação de informação é agora livre e compartilhada. Este fenômeno provocou um surgimento da metodologia denominada "faça você mesmo", onde os processos de projeto podem ser visualizados e baixados de qualquer parte do mundo e as pessoas são capazes de produzir suas ferramentas, a infraestrutura e os materiais necessários para poder construir, fabricar e elaborar seus próprios projetos, suscitando através do tempo uma espécie de "economia social da arquitetura". O que significa para as sociedades democráticas oferecer a seus cidadãos o direito de construir? Estamos próximos de passar de uma democratização do consumo à uma democratização da produção 

Conheça mais sobre a proposta de Parvin, a seguir.

Diagrama de junçãoDesenho do marco estruturalDiagramaDiagrama+ 16

Vídeo: Arquitetura impressa / Digital Grotesque

Digital Grotesque é o primeiro modelo 3D impresso na escala humana, formando ambiente envolvente. A estrutura de 16 m² se materializa através de uma grande quantidade de detalhes no limiar da percepção humana, onde cada aspecto arquitetônico é composto por algoritmos de projeto.

O trabalho foi realizado pelos arquitetos Michael Hansmeyer e Benjamin Dillenburger, com sede em Zurique, Suíça.