1. ArchDaily
  2. Hortas

Hortas: O mais recente de arquitetura e notícia

Dia Mundial da Alimentação: arquitetura e a promoção da segurança alimentar

Em 16 de outubro é comemorado o Dia Mundial da Alimentação. Nesse mesmo dia, em 1945, foi criada a Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO) e desde 1981 a data é comemorada como forma de lançar luz sobre questões relativas ao acesso aos alimentos e à promoção de uma dieta saudável para todos.

Como forma de traçar um importante paralelo entre a arquitetura e urbanismo e questões relativas à alimentação, selecionamos uma série de artigos que mostram as possibilidades de promover, por meio de projetos arquitetônicos e urbanos, uma maior segurança alimentar para as pessoas. 

Imagem © Revista Soberanía Alimentaria, Biodiversidad y CulturaCasa Torre / Andrew Maynard Architects. Imagem © Peter BennettsProyecto Chacras / Natura Futura Arquitectura + Colectivo Cronopios. Imagem © Eduardo Cruz y Natura FuturaCortesia de TAA DESIGN+ 10

Japão inaugura hortas urbanas em estações de trem

Os locais escolhidos para a construção de hortas urbanas são cada vez mais surpreendentes, como o caso de uma horta feita em alguns abrigos da Segunda Guerra Mundial a 30 metros de profundidade do Metro de Londres.

Em Tóquio, foram inaugurados cinco pomares construídos nas coberturas de edifícios, mas não qualquer edifício, mas nas estações de trem. Este caso se soma aos exemplos que ajudariam a reutilizar os espaços vazios através do cultivo e criar novos espaços verdes abertos para as pessoas nas cidades.

Saiba como é possível ocupar estas hortas, a seguir.

Produção de alimentos e geração de empregos em áreas abandonadas em SP

A iniciativa tomada por Hans Dieter Temp, um alemão que vive em São Paulo, mudou consideravelmente a paisagem de sua vizinhança e está alinhada a algumas interessantes estratégias de ocupação do solo e desenvolvimento urbano: o empresário ajudou a transformar em horta um terreno baldio adjacente à sua casa. A partir desta iniciativa, outros espaços foram, também, se transformando, gerando a ONG Cidades Sem Fome.