1. ArchDaily
  2. Honolulu

Honolulu: O mais recente de arquitetura e notícia

Studio Gang projeta torre no Havaí inspirada na cana-de-açúcar

O Studio Gang revelou um novo projeto para uma torre de 41 pavimentos no Havaí, inspirada na cana-de-açúcar vermelha da ilha. Projetada com uma mistura de comércio térreo e 565 residências acima, a torre é chamada Kō'ula. Abraçando a vida interior-exterior e o clima do Havaí, o projeto é orientado para vistas oceânicas com colunas verticais que se dobram e torcem como a cana-de-açúcar. A torre faz parte de um empreendimento maior em curso no distrito de Ward Village, na costa sul de Oahu.

Kō‘ula. Imagem Cortesia de Howard Hughes CorporationKō‘ula. Imagem Cortesia de Howard Hughes CorporationKō‘ula. Imagem Cortesia de Howard Hughes CorporationKō‘ula. Imagem Cortesia de Howard Hughes Corporation+ 15

Anaha / Solomon Cordwell Buenz

© Nic Lehoux© Nic Lehoux© Nic Lehoux© Nic Lehoux+ 18

  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano:  2018
  • Fabricantes Marcas com produtos usados neste projeto de arquitetura
    Fabricantes: Guardian Glass, 9Wood, AGA, Driftwood Mica, PPG IdeaScapes, +3

As cidades mais caras do mundo em 2017 (e os porquês de serem tão caras)

Qualquer um que tenha tentado recentemente encontrar um apartamento em uma grande área urbana confirmará: habitações com preços razoáveis podem ser difíceis de serem encontradas para a maioria e os salários nem sempre parecem corresponder ao real custo de vida. Essa lacuna vem contribuindo para uma crise habitacional em países desenvolvidos e em desenvolvimento em todo o mundo. As pessoas simplesmente estão sendo jogadas para fora das cidades, uma vez que a habitação tornou-se uma mercadoria e não um direito humano básico. A especulação financeira e o apoio dos Estados para os mercados financeiros de forma a tornar a moradia inacessível criou uma crise habitacional global insustentável.

No início deste ano, o 13º Relatório Anual de Acesso à Moradia Demographia (13th Annual Demographia International Housing Affordability Survey) foi lançado para o ano de 2017, revelando que o número de mercados imobiliários "severamente inacessíveis" aumentou de 26 para 29 este ano; o problema está cada vez pior. O estudo avalia 406 mercados de habitação metropolitanos em nove das maiores economias do mundo, utilizando a abordagem de "múltiplas medianas" para determinar a acessibilidade. Ao dividir o preço da casa mediana pelo rendimento familiar médio de uma área, esse método deve ser um sumário das condições de acesso à habitação da classe média.