Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
  1. ArchDaily
  2. Google Cardboard

Google Cardboard: O mais recente de arquitetura e notícia

Como ajustar seus modelos 3D para visualização em Realidade Virtual com Sketchfab

No início deste mês, Sketchfab anunciou um novo recurso que permite que qualquer modelo 3D em sua plataforma possa ser visto em realidade virtual num dispositivo como o Google Cardboard. No ArchDaily, achamos que esse é um enorme passo na definição de como veremos e compartilharemos projetos arquitetônicos no futuro, e uma das melhores coisas sobre o novo recurso é como ele perfeitamente se mescla na plataforma de Sketchfab de compartilhamento de modelos existentes. Ao mesmo tempo, é importante ter em mente que a criação de um modelo para Realidade virtual pode demandar algumas considerações extras. Neste post, publicado originalmente no Blog Sketchfab, como "How to set up a Cardboard VR scene for Sketchfab", Bart Veldhuizen explica o que os projetistas podem fazer para tornar seus modelos mais amigáveis com a realidade virtual.

Com o novo botão Cardboard VR, Sketchfab tornou-se a maneira mais fácil de visualizar seus projetos em realidade virtual. Agora você pode literalmente publicar seu modelo em Sketchfab e vê-lo em seu Cardboard em menos de um minuto.

Como o Cardboard baseia-se em dispositivos móveis, há mais algumas coisas para ter em mente. Além de exibir um modelo Sketchfab regular no hardware mais leve do seu telefone ou tablet, agora cada imagem é processada duas vezes (uma para cada olho). Por isso não há surpresa de que você precisa manter algumas coisas em mente ao projetar uma cena para o Cardboard.

Este tutorial vai lhe dar uma visão geral das limitações mais importantes e ajudá-lo a teletransportar-se rapidamente em sua primeira experiência no Google Cardboard.

Mergulhe em modelos 3D online com a nova ferramenta de realidade virtual do Sketchfab

Sketchfab, a plataforma online de compartilhamento e visualização de modelos 3D, anunciou uma nova ferramenta em seu software que transforma qualquer um de seus modelos em uma experiência de realidade virtual quando visto em um smartphone combinado com o Google Cardboard. O Sketchfab permite que os usuários façam upload de diversos formatos de arquivos de modelos 3D, que podem, então, ser compartilhados e visualizados em qualquer navegador de internet sem a necessidade de plug-ins ou outros softwares. Como resultado, nos últimos anos eles construíram um enorme banco de dados com mais de meio milhão de modelos 3D, que poderão, com esta nova ferramenta de realidade virtual, ser experienciados de uma forma completamente nova.

6 ideias de e para arquitetos na lista das 25 invenções de 2015 da TIME Magazine

Hoje em dia, inovações acontecem a uma velocidade jamais vista. E enquanto a maior parte das ideias pode ter um impacto pequeno antes de cair no esquecimento, algumas invenções se tornam realmente importantes em seus campos de influência. Nosso campo, claro, é a arquitetura, e este ano não foram poucas as inovações que podem mudar nossas vidas para sempre. Na lista anual das invenções do ano da TIME Magazine, pelo menos seis delas podem ter grande impacto no mundo da arquitetura, entre elas, inovações no próprio campo da arquitetura, mas também ideias que podem mudar o modo como projetamos e experienciamos os espaços. Saiba mais sobre estes projetos e o que eles podem significar para nosso futuro, a seguir.

Realidade Virtual: Cada vez mais perto de você

Realidade Virtual. Trata-se um termo antigo, e até mesmo de uma tecnologia antiga, mas que carrega um novo peso - e chegará à arquitetura em breve. Sua prevalência é resultado de sua acessibilidade quase universal; a experiência pode agora ser alimentada pelos telefones celulares modernos. Ela provavelmente está em sua mesa de trabalho ou em seu bolso - você pode até estar lendo em um mecanismo de realidade virtual agora. E o preço para acessá-la, graças ao Google Cardboard e a um dispositivo que você já possui, é de menos de vinte dólares.

O Google Cardboard pode ser considerado uma "tecnologia vestível", mas não se arrepie ao pensar no Google Glass. Tal como está, a tecnologia está mais na linha de uma smart tv ou similares e não de algo para ser usado em público. Antes de entrar nesta questão, vamos falar sobre o que ela pode fazer. Como designers, nos tornamos bons em pensar como um espaço deveria ser, mas de muitas maneiras não avançamos em pensar como um espaço deveria ser sentido.