1. ArchDaily
  2. Crowdsourcing

Crowdsourcing: O mais recente de arquitetura e notícia

Prodigy Network anuncia os vencedores da competição de crowdsourcing para o projeto 17 John

A Prodigy Network selecionou os vencedores da competição de projeto de crowdsourcing para o "Cotel" 17 John (um hotel que será construído em Manhattan com recursos de diversos pequenos investidores), dentre os quais os vencedores que projetarão os espaços públicos internos e os quartos privativos. A ideia por trás do "Cotel" é atender as diversas necessidades daqueles que viajam em função de negócios, proporcionando espaços adaptados que estão entre um apartamento para longa estadia e um quarto para apenas uma noite, além de espaços flexíveis que podem ser usados para trabalho ou reuniões.

As competições aconteceram através da página Design Lab, da Prodigy Network, e a escolha das propostas vencedoras se deu numa mistura de voto popular e seleção do júri. "Os vencedores da competição 17 John foram intuitivos em relação às necessidades do viajantes, criativos em relação aos espaços e compreensivos em relação às funções dessas residências temporárias", comentou o fundador da Prodigy Network, Rodrigo Nino. Veja a seguir as propostas vencedoras.

Espaço público: HUB / Pierre Levesque (Co-Working). Cortesia de Prodigy NetworkEspaço público: HUB / Pierre Levesque (Saguão). Cortesia de Prodigy NetworkEspaço privado: 'Weco, the Nomadic Company" / Vianney Lacotte. Cortesia de Prodigy NetworkEspaço público: HUB / Pierre Levesque (Co-Working). Cortesia de Prodigy Network+ 20

Por que as críticas ao crowdsourcing não se justificam?

Originalmente publicado em ArchNewsNow com o nome "Crowdsourcing Design: The End of Architecture, or a New Beginning?", este artigo de Michael J Crosbie examina o furor que há ao redor de websites de crowdsourcing como o Arcbazar, explicando o porque as críticas contra eles não se justificam.

A algumas semanas atrás, o ArchNewsNow publicou um artigo do Orange County Register sobre o aumento da popularidade do “crowdsourcing” para realizar projetos arquitetônicos. Talvez você já esteja familiarizado com o conceito de crowdsourcing: utilizar a internet para reunir soluções para, virtualmente, qualquer problema ou tarefa de pessoas ao redor do mundo. A ideia tem sido usada para gerar soluções para proporcionar água limpa para países do terceiro mundo, criar websites inteiros como a Wikipedia, etc. Tais atividades são, normalmente, vistas como "prejudiciais", no linguajar do momento, da maneira que elas oferecem maneiras alternativas para atingir um resultado que tem sido, tradicionalmente, alcançado através de outros meios. (ArchNewsNow é "prejudicial" no sentido de que ele oferece uma saída alternativa para a notícia arquitetônica, que afeta o tradicional mundo editorial arquitetônico da mídia impressa.)

Leia mais para descobrir por que nesta nova tendência "prejudicial" não há nada a se temer.

Inteligência coletiva e participação cidadã

Imagine que a calçada em frente à sua casa se encontra em mau estado. Você tropeça nela cada vez que sair na rua, motoristas sempre têm que desviar e torna-se desconfortável andar de bicicleta. Você vai até a Prefeitura, faz uma solicitação de reparos para resolver o problema e depois de horas insistindo para que alguém entenda seus requerimentos, milagrosamente te recebem com os braços abertos. Mas não podem dar solução alguma. “Não estávamos cientes, existem outras prioridades, não há recursos”, dizem.

Em uma época em que os cidadãos, em especial os chilenos, se vêm em uma crise de representação, em um estado de desconfiança política generalizada, a sociedade tem manifestado uma necessidade crescente de contornar a maneira de pensar e fazer cidades, buscando uma forma mais descentralizada, inclusiva e representativa. Com isto, o urbanismo tem tentado formular, cada vez mais, projetos “de baixo para cima”, isto é, em vez de partir do geral ao particular, partir do próprio cidadão e suas demandas e necessidades. Com isto, surgem diferentes abordagens ou aproximações de como fazer uma cidade de forma mais democrática e inclusiva, e estas abordagens andam junto com instrumentos e ferramentas cada vez mais localizadas.

Luchtsingel / ZUS + Hofbogen BV

Descrição enviada pela equipe de projeto. A Luchtsingel é uma ponte de pedestres em Rotterdã que está sendo construída com a ajuda da população, por meio de uma iniciativa chamada de crowdfunding, um meio interessante de financiamento no qual a população doa dinheiro por meio de uma plataforma online (para uma ideia que está para ser realizada essencialmente) para tornar um projeto realidade. A Luchtsingel, da qual o slogan diz "quanto mais você doar, mais longa será a ponte", tem estimulado a imaginação pública e superado as metas iniciais de arrecadação de fundis, tornando-se uma das mais importantes áreas urbanas de Roterdã.

Cortesia de ZUSCortesia de ZUS© Design at News© Ossip van Duivebode+ 12

Saiba mais sobre o surgimento peculiar desta ponte a seguir.