1. ArchDaily
  2. Bienal De Veneza De 2014

Bienal De Veneza De 2014: O mais recente de arquitetura e notícia

Diébédo Francis Kéré fala sobre "absorver a modernidade" na África

O arquiteto africano Diébédo Francis Kéré, vencedor de diversos prêmios internacionais, é conhecido por sua abordagem multicultural da arquitetura. Embora seu escritório, Kéré Architecture, esteja instalado em Berlim, muitos de seus projetos são desenvolvidos em seu país natal, Burkina Faso, na África Ocidental, onde é conhecido por incorporar materiais vernaculares e mão de obra local em seus projetos.

A explosão internacional da arquitetura chilena

O Leão de Prata concedido ao Pavilhão do Chile na Bienal de Arquitetura de Veneza deste ano, o Prêmio MCHAP Emerging Architecture para a Casa Poli do escritório Pezo von Ellrichshausen e a recente inauguração do pavilhão de Smiljan Radic para o Serpentine Gallery não são casos isolados, mas um reflexo de uma arquitetura chilena - já madura - que consegue afastar o país da imagem de uma nação rural no fim do mundo ocupada por residências unifamiliares salpicadas sobre uma geografia acidentada; uma arquitetura que se reconcilia com seus centros urbanos, projetando-os na cena mundial.

Neste contexto, o jornal britânico Financial Times dedicou um artigo a este boom de arquitetos já consolidados, como Smiljan Radic, Mathias Klotz, Pezo von Ellrichshausen e Elemental. O que ocasionou esse impulso da arquitetura chilena?

Vídeo: "about architecture_without capital letters” / Alejandro Beautell

Na ocasião da exposição "Time Space Existence" na Bienal de Veneza 2014, o arquiteto Alejandro Beautell apresenta o vídeo "about architecture_without capital letters”. A mostra, realizada a pedido da Global Arts Affairs Foundation, compõe o elenco oficial da Bienal desse ano e reúne mais de 100 arquitetos de 40 nacionalidades, dentre os quais Norman Foster, Eduardo Souto de Moura e Ricardo Bofill.

Longe dos holofotes, Alejandro Beautell, através de suas últimas obras realizadas nas Ilhas Canárias, nos convida a refletir sobre a essência da arquitetura, da pequena escala e da tradição viva que é a essência do ofício do arquiteto.

O "interior urbano" do Pavilhão de Taiwan proposto por Jimenez Lai

Jimenez Lai, líder do Bureau Spectacular e curador do Pavilhão de Taiwan na Bienal de Veneza 2014 afirma que "domesticidade é possivelmente uma das origens da arquitetura", e que "a padronização do programa doméstico é... uma empreitada moderna." Assim, Lai constrói nove casas com programas específicos no Palazzo della Prigioni, cada uma dedicada a um ato doméstico - como dormir, comer, etc. O resultado é uma resposta vibrante e colorida ao tema proposta por Koolhaas: Absorbing Modernity

Township of Domestic Parts: Made in Taiwan, mergulha nas relações e implicações políticas de nossas vidas domésticas. Mas Lai também acredita que, dessa relação, podemos aprender algo sobre como nossas cidades funcionam. Veja a seguir mais imagens da exposição e o comentário do curador (e fique de olho em nossa página pois logo publicaremos uma entrevista com Jimenez Lai.)

House of Social Dining. Township of Domestic Parts: Made in Taiwan. Image © Nico SaiehTownship of Domestic Parts: Made in Taiwan. Image © Nico SaiehHouse of Alchemy. Township of Domestic Parts: Made in Taiwan. Image © Nico SaiehHouse of Social Dining. Township of Domestic Parts: Made in Taiwan. Image © Nico Saieh+ 13

Ideal / Real: Pavilhão da Argentina na Bienal de Veneza 2014

O pavilhão da Argentina para a 14ª edição da Bienal de Arquitetura de Veneza analisa a modernidade em torno do IDEAL e do REAL, perguntando-se como foram digeridas no país as ideias modernas "ideais" que acabaram originando o "real" das cidades. Como ocorreu essa tradução do IDEAL para o REAL?

Continue lendo a descrição da exposição por seus curadores -Emilio Rivoira y Juan Fontana- e veja algumas imagens exclusivas, a seguir.