Pedro Kok

NAVEGUE POR TODOS OS PROJETOS DESTE FOTÓGRAFO

Casa em Tatuí / Felipe Hsu e Lucas Bittar

© Pedro Kok© Pedro Kok© Pedro Kok© Pedro Kok+ 10

Tatuí, Brasil

Descrição enviada pela equipe de projeto. Um volume monolítico com um vazio no centro - um pátio que banha o interior da construção com iluminação natural organizando os espaços íntimos e sociais da residência.

Clássicos da Arquitetura: Residência Demétrio Yamaguchi / JBMC Arquitetura e Urbanismo

© Pedro Kok© Pedro KokCortesia de JBMC Arquitetura e UrbanismoCortesia de JBMC Arquitetura e Urbanismo+ 55

Em 1981, fora do ambiente formal de trabalho, portanto durante as noites e nos fins de semana, desenvolvi com muito prazer o projeto da residência de meus amigos e moradores do mesmo prédio que eu morava.

Estúdio no Jardim Paulista / grupoDEArquitetura

© Pedro Kok© Pedro Kok© Pedro Kok© Pedro Kok+ 53

  • Arquitetos: grupoDEArquitetura
  • Área Área deste projeto de arquitetura Área:  200
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano:  2018
  • Fabricantes Marcas com produtos usados neste projeto de arquitetura
    Fabricantes: Blindex, Fissare, Gerdau Corsa, Serralheria América, Vitória Regia Garden

Casa Box / Flávio Castro

© Pedro Kok© Pedro Kok© Pedro Kok© Pedro Kok+ 82

São Paulo, Brasil
  • Arquitetos: FCstudio
  • Área Área deste projeto de arquitetura Área:  240
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano:  2017
  • Fabricantes Marcas com produtos usados neste projeto de arquitetura
    Fabricantes: Deca, BD Barcelona Design, C & C - Casa e Construção, Esquadralum Ind. e Com. Esquadrias, Foscarini, +10

Antes e Depois das reformas: mudanças nas plantas arquitetônicas

Um dos principais gestos projetuais de Paulo Mendes da Rocha no projeto de reforma da Pinacoteca foi criar um novo eixo de circulação longitudinal na edificação existente, alterando o seu acesso principal. Passarelas metálicas, que atravessam pátios internos cobertos por claraboias, possibilitam novas dinâmicas e integração entre as salas, adequando um edifício neoclássico a um museu com um programa totalmente contemporâneo.

A habilidade de renovar um espaço completamente, às vezes demolindo partes ou fazendo adições pontuais, alterando sua funcionalidade e melhorando sua ambiência, é dos ofícios mais admirados dos arquitetos. Em habitações isso fica ainda mais evidente, uma vez que adequar uma habitação às demandas contemporâneas, através de uma planta bem pensada, pode melhorar a qualidade de vida dos ocupantes. 

Apartamento do Thai / INÁ ArquiteturaApartamento Simão Alvares / GOAA - Gusmão Otero Arquitetos AssociadosApartamento Antônio Bicudo / VãoApartamento Louvre / MARCOZERO Estúdio+ 24

Residência W270 / São Paulo Arquitetos + Fabio Jorge Arquitetura

© Pedro Kok© Pedro Kok© Pedro Kok© Pedro Kok+ 48

Bragança Paulista, Brasil
  • Área Área deste projeto de arquitetura Área:  975
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano:  2015
  • Fabricantes Marcas com produtos usados neste projeto de arquitetura
    Fabricantes: Deca, kitchens, Aricanduva Esquadrias Metálicas, Daikin Mcquay Ar condicionado, Engemetal, +8

Casa das Jabuticabeiras / Terra e Tuma Arquitetos Associados

© Pedro Kok
© Pedro Kok

© Pedro Kok© Pedro Kok© Pedro Kok© Pedro Kok+ 22

São Paulo, Brasil
  • Área Área deste projeto de arquitetura Área:  249
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano:  2019
  • Fabricantes Marcas com produtos usados neste projeto de arquitetura
    Fabricantes: GstarSoft, Neorex, REKA

Lina Bo Bardi recebe o Leão de Ouro Especial da Bienal de Veneza pelo conjunto de sua obra

Lina Bo Bardi, uma das mais importantes arquitetas da história brasileira, foi reconhecida postumamente pela Bienal de Veneza com o Leão de Ouro Especial pelo conjunto de suas conquistas.

Sesc Pompéia / Lina Bo Bardi. Image © Pedro KokMASP / Lina Bo Bardi. Image © Flagrante / Romullo FontenelleTeatro Oficina / Lina Bo Bardi + Edson Elito. Image © Nelson KonRestaurante Coati / Lina Bo Bardi + Lelé. Image © Manuel Sá+ 6

Casa 3x33 / 23 SUL

© Pedro Kok© Pedro Kok© Pedro Kok© Pedro Kok+ 36

São Paulo, Brasil
  • Arquitetos: 23 SUL
  • Área Área deste projeto de arquitetura Área:  100
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano:  2018
  • Fabricantes Marcas com produtos usados neste projeto de arquitetura
    Fabricantes: Gallo Ferros, Lajes Masteo, Marcenaria, Serralheria, Tecnopisos Brasil, +1

Principais tendências mundiais no paisagismo de interiores

Já não há dúvidas sobre os muitos benefícios que as plantas trazem para o espaço doméstico uma vez incorporadas a um projeto de “paisagismo de interiores” ou Plantscaping, como tal prática tem sido chamada. Integrar jardins e hortas em projetos residenciais atende a muitos propósitos, sejam eles práticos, estéticos ou psicológicos. Embora existam alguns requisitos básicos que devemos considerar ao incorporar plantas e jardins em nossos espaços interiores, as espécies de plantas assim como as soluções técnicas de projeto costumam variar enormemente de acordo com a sua localização. Ao explorarmos alguns dos principais projetos de interiores que incorporam plantas e jardins em seus espaços, identificamos uma série de padrões recorrentes, cada um refletindo características relevantes ao clima, ao estilo e às soluções construtivas específicas.

Enquanto as espécies de plantas escolhidas costumam variar de acordo com as condições climáticas do lugar, as principais diferenciações nos projetos avaliados estão relacionadas ao espaço em si e como os projetistas procuram aclimatá-las. Embora saibamos da importância do contanto direto com a natureza para a nossa saúde física e mental, plantas também são utilizadas em projetos residenciais com a finalidade de criar micro-climas ou para oferecer espaços onde as pessoas podem cultivar seus próprios alimentos. 

Touches of Green. Image © Pol ViladomsVertical Greenery. Image © Minq BuiVertical Greenery. Image © Hoang LeInterior Green Courtyard. Image © Mariela Apollonio+ 33

Casa do Morro do Elefante / 24 7 Arquitetura

© Pedro Kok© Pedro Kok© Pedro Kok© Pedro Kok+ 24

  • Arquitetos: 24 7 Arquitetura
  • Área Área deste projeto de arquitetura Área:  412
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano:  2017
  • Fabricantes Marcas com produtos usados neste projeto de arquitetura
    Fabricantes: AutoDesk

Madeira carbonizada: a técnica tradicional japonesa cada vez mais popular no mundo

Ancestral, vernacular e minimalista, três palavras que possivelmente podem definir o Japão, país que têm servido de base inventiva e tecnológica a inúmeras culturas.

Nas últimas décadas, as tecnologias populares japonesas parecem ter invadido o mundo, não apenas na área tecnológica, como geralmente associado, mas também, nas áreas técnicas e artísticas. Na arquitetura, a apropriação de diferentes materialidades e técnicas construtivas ganhou notoriedade, como reinvenção do processo,  caso da carbonização da madeira em fachadas.

Residência RT / Jacobsen Arquitetura. Image © Pedro KokCasa de Chá Chapéu / A1 Architects. Image via A1 ArchitectsResidência Meijendel / VVKH architecten. Image © Christian van der KooyRefúgio na Floresta / Uhlik architekti. Image © Jan Kudej+ 11

A beleza do mármore em interiores e fachadas

Das esculturas de Michelangelo, às estruturas dos templos gregos, interiores de castelos, palácios e chegando ao icônico Pavilhão de Barcelona de Mies van der Rohe, quando abordamos a história da arquitetura e escultura, é inevitável falarmos do mármore. Originado a partir de uma reação química do calcário quando exposto a pressão e temperaturas muito altas durante milhares de anos, este nobre material é uma rocha metamórfica geralmente encontrada em regiões onde houve atividade vulcânica. Sua extração, por si só, já é um espetáculo.

Casa Groenlândia / Triptyque. Image © Pedro KokCasa Groenlândia / Triptyque. Image © Pedro KokBent dan Light / BK Interior Design & Architectural Planning. Image © Mario WibowoHaight / MNMA studio. Image © Fran Parente+ 30

Ampliação de Apartamento no Edifício Brasil / Alvorada Arquitetos

© Pedro Kok© Pedro Kok© Pedro Kok© Pedro Kok+ 20

  • Área Área deste projeto de arquitetura Área:  50
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano:  2020
  • Fabricantes Marcas com produtos usados neste projeto de arquitetura
    Fabricantes: Portobello, AutoDesk, Bombalanço, Brilia, Clatt, +12

Vantagens e características da alvenaria estrutural

O Monadnock Building, em Chicago, teve sua construção iniciada em 1891 e segue em uso. O edifício evidencia uma fachada sóbria sem grandes ornamentos e uma altura muito expressiva - à época - de 16 pavimentos. É considerado o primeiro arranha-céu construído em alvenaria estrutural, com tijolos cerâmicos e uma base de granito. Para suportar toda a carga da edificação, as paredes estruturais no térreo têm 1,8 metros de espessura, enquanto na parte superior, 46 centímetros. Cento e trinta anos depois, este sistema construtivo continua em voga e permite erigir edifícios mais altos, com paredes muito mais delgadas, atingindo racionalidade e economia na obra. Mas do que se trata a alvenaria estrutural, como utilizá-la nos projetos de arquitetura e em quais edificações este sistema é mais indicado?

Loja Itsu São Paulo / Terra e Tuma Arquitetos Associados

© Pedro Kok© Pedro Kok© Pedro Kok© Pedro Kok+ 19

  • Área Área deste projeto de arquitetura Área:  165
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano:  2018
  • Fabricantes Marcas com produtos usados neste projeto de arquitetura
    Fabricantes: GstarSoft

Dormitórios infantis: como projetar um ambiente saudável para o sono

Apartamento Acqua Verano / Bohrer Arquitetura. Image © Fellipe LimaRequalificação de residência projetada por Zanine Caldas / PKB Arquitetura. Image © Andre NazarethApartamento Taquinho / Lez Arquitetura. Image © Júlia TótoliBlue and Glue / HAO Design. Image © Hey! Cheese+ 43

Muitos fatores influenciam no bem-estar das pessoas, mas poucos tem um poder tão grande quanto a qualidade do sono. Adultos passam, em média, um terço de seu dia (e de sua vida) dormindo. No caso das crianças pequenas essa proporção é ainda maior. De acordo com um estudo publicado pela OMS em 2019, bebês (de 4 a 11 meses) devem dormir entre 12 e 16 horas/dia; e crianças até 4 anos devem dormir entre 10 e 13 horas/dia.

Um sono de qualidade atua diretamente no desenvolvimento cerebral da criança, principalmente durante sua primeira e segunda infância (do nascimento até os 12 anos). Durante o período de descanso o corpo libera os hormônios necessários para o crescimento e aprendizado, e isso relaciona-se diretamente ao desenvolvimento físico, motor, emocional e cognitivo. É sabido também que o ambiente onde se dorme interfere na qualidade desse sono, e alguns aspectos importantes devem ser considerados na hora de projetar espaços de dormir para crianças e bebês.