Natasha Olsen

NAVEGUE POR TODOS OS PROJETOS DESTE AUTOR

Comunidades ribeirinhas do Rio Negro recebem iluminação solar

Leo é embaixador da Litro de Luz na sua comunidade, no litoral norte de São Paulo e veio para a Amazônia participar da instalação de iluminação solar no Rio Negro. Foto: Uatumã | Litro de Luz
Leo é embaixador da Litro de Luz na sua comunidade, no litoral norte de São Paulo e veio para a Amazônia participar da instalação de iluminação solar no Rio Negro. Foto: Uatumã | Litro de Luz

Levar iluminação para quem precisa, com energia solar e materiais acessíveis. Este é o trabalho da ONG Litro de Luz que, em 3 dias de ação, impactou positivamente a qualidade de vida de 173 famílias, de comunidades ribeirinhas que vivem às margens do Rio Negro, na Amazônia.

Vila flutuante em Amsterdã tem 46 casas sustentáveis

A concentração da população mundial em centros urbanos torna os terrenos cada vez mais caros nas grandes cidades. Além disso, com as mudanças climáticas, o aumento do nível do mar coloca em risco a moradia de milhões de pessoas em todo o mundo – calcula-se que 800 milhões de pessoas estarão em risco até 2050.

A vida sobre a água pode ser uma solução para estes dois grandes problemas. Esta ideia deu origem a um bairro em Amsterdã, capital da Holanda, país que sempre se adaptou muito bem às adversidades e tem um quarto do seu território abaixo do nível do mar.

Áreas verdes ajudam a aliviar a solidão nas cidades

Cada vez mais as pessoas se concentram em grandes centros urbanos. As cidades estão cheias de gente e possibilidades, mas isso está longe de significar que sejam um ambiente acolhedor. A solidão e a ansiedade estão presentes na vida de quem vive na correria das “selvas de pedra” e, para ajudar a aliviar estes sentimentos, a resposta está na natureza.

Muitos estudos já foram publicados, mostrando como o contato com a natureza afeta positivamente a nossa saúde. Ouvir o canto dos pássaros, colocar a mão na terra, passar algum tempo do nosso dia em contato com o verde – tudo isso traz benefícios para o nosso bem-estar físico e mental. E agora, pesquisadores mostraram que as áreas verdes ajudam também a amenizar o sentimento de solidão.

Auckland cobrará imposto climático para deixar cidade mais sustentável

Quem possui uma casa em Auckland, a maior cidade da Nova Zelândia, vai começar a pagar um “imposto climático”. Com o valor, a prefeitura vai investir em soluções ambientais que trarão mais qualidade de vida para a população e vão ajudar a cidade a reduzir as emissões de gases que contribuem para o efeito estufa

Barcelona oferece transporte gratuito para quem deixar de usar carro

A busca por meios de transporte mais eficientes e sustentáveis nos centros urbanos vem ganhando espaço em várias cidades do mundo. Com a pandemia, os benefícios da bicicleta se comprovaram e muitos municípios tem investido em ciclovias e incentivos para que as pessoas continuem pedalando, mesmo com o fim das restrições impostas pela COVID-19.

O uso do transporte público, outra alternativa mais sustentável do que veículos individuais, se torna mais seguro à medida que a vacinação avança. Em Barcelona, para estimular cada vez mais as pessoas a abandonarem seus carros, em especial os antigos, a prefeitura oferece um passe de transporte gratuito válido por três anos para os cidadãos que vendem o veículo antigo.

Projeto ensina bioconstrução para mulheres

Segundo os dados do Global Media Report, em 2014, 330 milhões de famílias estavam financeiramente ameaçadas pelos custos de habitação e esse número poderia aumentar para 440 milhões até 2025. Esses dados não apenas se confirmaram, como o aumento do número de famílias ameaçadas pode ser muito maior, com a crise desencadeada pela COVID-19. 

Se antes a população brasileira em situação de vulnerabilidade social e econômica já enfrentava um grave problema habitacional, atualmente essa situação se agravou. De acordo com o levantamento nacional, feito pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA), em março de 2020, quando a pandemia estava apenas começando, já eram mais de 221.000 pessoas em situação de rua.

Projeto ensina bioconstrução para mulheresProjeto ensina bioconstrução para mulheresProjeto ensina bioconstrução para mulheresProjeto ensina bioconstrução para mulheres+ 7

Como projetar sua própria estufa

Quem gosta de plantar e cultivar alimentos ou outros tipos de planta, sabe que uma estufa pode ser muito importante em diversas situações. Seja para proteger as plantas do frio, para abrigar espécies específicas que são mais sensíveis ao vento ou ainda para o desenvolvimento de brotos e mudas que depois serão replantados em outros lugares.

Ter a sua própria estufa requer espaço. Existem muitas opções de estufas “prontas” e também é possível contratar profissionais especializados para a construção do seu espaço de cultivo. Mas também é possível usar a criatividade e um pouco de tempo e disposição para construir a sua própria estufa.

Como projetar sua própria estufaComo projetar sua própria estufaComo projetar sua própria estufaComo projetar sua própria estufa+ 6

Casas de madeira são construídas com blocos tipo LEGO na Bélgica

Quem já brincou com blocos de madeira ou com o famoso brinquedo LEGO sabe que é uma delícia imaginar algo e ir construindo sua ideia com as próprias mãos. Na Bélgica, essa ideia ganhou outras proporções. Gabriel Lakatos, especialista em construção, sempre gostou de brincar com blocos e transformou essa paixão em um sistema de construção para casas de madeira. A sua empresa, a Gablok, vende kits para construção de casas de maneira simples e eficiente.

Casas de madeira são construídas com blocos tipo LEGO na BélgicaCasas de madeira são construídas com blocos tipo LEGO na BélgicaCasas de madeira são construídas com blocos tipo LEGO na BélgicaCasas de madeira são construídas com blocos tipo LEGO na Bélgica+ 6

Aliança propõe Soluções Baseadas na Natureza para cidades brasileiras

Oito organizações que atuam pelo desenvolvimento sustentável do Brasil somam esforços para estimular Soluções Baseadas na Natureza (SBN) como estratégia para mitigar os efeitos da mudança do clima nas cidades, enfrentar desafios urbanos e tornar as cidades mais resilientes.

O termo é relativamente recente e ainda pouco conhecido do grande público no país. Contudo, o conceito, estabelecido pela União Internacional para a Conservação da Natureza (UICN), é simples: promover intervenções inspiradas em ecossistemas saudáveis para enfrentar desafios urgentes da sociedade, especialmente nas grandes metrópoles. Escassez hídrica, enchentes, desaparecimento da biodiversidade, problemas de saúde e avanço do nível do mar são algumas das questões que podem ser enfrentadas considerando a natureza como parte da solução, gerando benefícios ambientais, sociais e econômicos.

França oferece dinheiro a quem trocar carros por bicicletas elétricas

A França está investindo em ações que ajudam a combater as mudanças climáticas, entre elas a escolha por meios de transporte mais sustentáveis. Donos de carros antigos poderão receber do governo um subsídio de até 2,5 mil euros para trocar o veículo por bicicletas elétricas.  

“Pela primeira vez, reconhece-se que a solução não é tornar os carros mais verdes, mas simplesmente reduzir seu número”, comemora Olivier Schneider, da Federação Francesa de Usuários de Bicicletas.

Como as florestas garantem água para as cidades?

A água é um recurso essencial à vida humana. Garantir saneamento básico e água potável para as pessoas é um dos maiores desafios da humanidade, nas áreas urbanas e rurais, o acesso à água é determinante para a saúde e bem estar das comunidades e para o sucesso das mais diversas atividades humanas.  

Por isso a crise hídrica é uma ameaça tão alarmante. O aumento das temperaturas no mundo e os desastres naturais associados às mudanças climáticas contribuem para este cenário. Estudos sugerem que em 2025, cerca de 1,8 bilhão de pessoas não terão água suficiente.

Startup colombiana usa resíduos de café para fabricar casas populares

Entre os problemas sociais que a Colômbia enfrenta, está a falta de moradia digna para boa parte da população. Uma pesquisa do centro de estatística populacional do país revelou que 35% dos colombianos estão dentro da faixa de pobreza, sem acesso à condições de vida adequadas.

Com a construtora Woodpecker, a resposta para este problema pode estar justamente em outra questão que precisa de solução no país: os resíduos da produção de café, já que a Colômbia é um dos maiores produtores mundiais.

Japão vai eliminar carros à gasolina até 2035

Os carros com motor à gasolina estão com os dias contados no Japão. Na verdade são anos: em 15 anos o país vai eliminar veículos que usam a gasolina como combustível. O anúncio foi feito pelo governo japonês no final de 2020 e a medida é parte da meta de zerar essas emissões de carbono até 2050.

A estratégia de desenvolvimento verde inclui ainda a geração de US$ 2 trilhões por ano com adoção de novas fontes de energia, como o hidrogênio, e crescimento de indústrias mais sustentáveis.

Pesquisa avalia impacto ambiental de diferentes meios de transporte

Um estudo desenvolvido pela Fundação Espaço ECO e pelo Instituto Akatu busca entender o impacto da mobilidade urbana a partir das condições brasileiras. A pesquisa usou a metodologia de Análise de Ciclo de Vida (ACV) para analisar os diferentes meios de transporte usados nas cidades em toda a cadeia: produção do equipamento, transporte em toda cadeia, uso, manutenção e descarte.

A cidade de São Paulo foi escolhida como foco, graças à diversidade de alternativas de modais e hábitos de consumo da população, além do acesso a bases de dados existentes e secundários para reunir as informações que permitiram as análises.

Painéis solares são produzidos com restos de alimentos

Painéis fotovoltaicos vêm ganhando cada vez mais espaço como uma fonte limpa e renovável de energia. Mas, muitos destes equipamentos só funcionam em certas condições – painéis solares dependem de luz direta do sol e as usinas fotovoltaicas são construções horizontais que dependem de grandes áreas.

A solução para estas limitações pode ter sido encontrada por um jovem estudante filipino de 27 anos. Carvey Ehren Maigue da Universidade de Mapua desenvolveu um sistema que converte a radiação UV em luz visível e gera eletricidade.  O AuREUS System Technology, como foi chamado, é um material que pode ser aplicado em superfícies ou estruturas pré-existentes.

Painéis solares são produzidos com restos de alimentosPainéis solares são produzidos com restos de alimentosPainéis solares são produzidos com restos de alimentosPainéis solares são produzidos com restos de alimentos+ 7

Uma a cada três ruas da região central de Barcelona será transformada em eixo verde

Uma em cada três ruas da região central de Barcelona será transformada em eixo verde para priorizar pedestres e ciclistas ao invés de carros. Nestas vias, 21 cruzamentos serão transformados em espaços públicos de forma que todos que estiverem na região tenham acesso a um parque a menos de 200 metros de distância.

Uma a cada três ruas da região central de Barcelona será transformada em eixo verdeUma a cada três ruas da região central de Barcelona será transformada em eixo verdeUma a cada três ruas da região central de Barcelona será transformada em eixo verdeUma a cada três ruas da região central de Barcelona será transformada em eixo verde+ 6

Quais são as melhores cidades do mundo para pedestres?

Um estudo publicado recentemente pelo Institute for Transportation and Development Policy (ITDP) revela quais são as melhores cidades do mundo para quem não quer usar o carro para encontrar serviços básicos como escolas e centros de saúde, além ter acesso a pé para outras facilidades.

Entre as cidades mais indicadas para pedestres estão Londres, Paris, Hong Kong e Bogotá. Mais de mil cidades foram avaliadas de acordo com o acesso que oferecem a quem precisa encontrar produtos e serviços sem depender de outros meios de transporte, a não ser os próprios pés. Segundo o relatório, as cidades americanas estão entre as menos adequadas aos pedestres, com a sua expansão urbana.

Quais são as melhores cidades do mundo para pedestres?Quais são as melhores cidades do mundo para pedestres?Quais são as melhores cidades do mundo para pedestres?Quais são as melhores cidades do mundo para pedestres?+ 6

Favela de Paraisópolis em São Paulo ganha horta comunitária

No dia 16 de outubro foi comemorado o Dia Mundial da Alimentação. Em 2020, nesta data, o Instituto Stop Hunger lançou um projeto que inclui uma horta comunitária e ações de capacitação e educação para a comunidade de Paraisópolis, favela localizada na Zona Sul de São Paulo.

O projeto é resultado da parceria com o Instituto Escola do Povo e cria um novo espaço, com aproximadamente 900 m², para cultivo de hortaliças, com o objetivo de educar, capacitar e distribuir as hortaliças aos moradores da comunidade, cadastrados ao projeto, garantindo a eles uma alimentação mais saudável.

Favela de Paraisópolis em São Paulo ganha horta comunitáriaFavela de Paraisópolis em São Paulo ganha horta comunitáriaFavela de Paraisópolis em São Paulo ganha horta comunitáriaFavela de Paraisópolis em São Paulo ganha horta comunitária+ 5