Centro de Interpretação e Incubadora COOP / BOGDAN & VAN BROECK

Centro de Interpretação e Incubadora COOP / BOGDAN & VAN BROECK

© Laurian Ghinitoiu© Laurian Ghinitoiu© Luca Beel© Luca Beel+ 35

  • Equipe De Projeto:H. Bosteels, M. Czvek, M. Lefeber, T. Rigby, L. Van Innis, S. Vander Goten

  • Técnicos:CES

  • Cenografia:Håkan Harrysson - Svensk Idé

  • Especialista Cultural:Hendrik Vanmolkot

  • Cidade:Anderlecht
  • País:Bélgica
Mais informaçõesMenos informações
© Laurian Ghinitoiu
© Laurian Ghinitoiu

Descrição enviada pela equipe de projeto. Os desafios peculiares da COOP são as necessidades locais de sustentabilidade cultural e social e a reutilização inovadora de um tecido urbano mal integrado. Nesse contexto, este projeto visa a geração de valor social agregado. A renovação urbana que almejamos vai além da preservação do patrimônio edificado, constitui o desafio essencial do próprio programa. O antigo moinho ao longo do Canal em Anderlecht acolhe hoje uma incubadora para Pequenas e Médias Empresas (PME) ligada ao centro de interpretação e o "estaleiro de inovação".

© Luca Beel
© Luca Beel

Ao lado da incubadora, este espaço associa métodos tradicionais e inovadores para a concepção e fabricação de embarcações e barcaças para vias navegáveis interiores, como local de formação profissional e reinserção. O centro de interpretação oferece uma leitura do passado e do futuro patrimônio do bairro por meio de uma extensa biblioteca de mídias e programação multifacetada de exposições, workshops e outros eventos.

© Luca Beel
© Luca Beel
© Luca Beel
© Luca Beel

Acreditamos que a missão do arquiteto é propor uma arquitetura qualitativa e inovadora, a fim de possibilitar o programa certo, o local certo e os recursos certos para gerar um impacto benéfico no nível social - para permitir que o edifício se torne força motriz da requalificação de uma zona desfavorecida como o município de Anderlecht.

© Luca Beel
© Luca Beel
Isométrica
Isométrica
© Luca Beel
© Luca Beel

Uma abordagem de restauração inovadora tem sido usada como uma forma de reciclagem ecológica e sustentabilidade cultural para a reutilização adaptativa do patrimônio industrial:

- Os elementos do programa não são considerados “espaços” ou “edifícios” fixos, mas sim “projetos” evolutivos em constante interação uns com os outros.

- O tempo (e, portanto, a mudança), em vez do espaço, é considerado o contexto principal da arquitetura. Flexibilidade e ajustabilidade, portanto, tornam-se qualidades essenciais.

- O projeto interage em nível local e apresenta um baixo limiar em relação ao bairro e à cidade.

© Laurian Ghinitoiu
© Laurian Ghinitoiu

Os dois edifícios existentes são desmontados e usados como grandes contêineres flexíveis. Entre estes dois - dentro de uma “arquitetura leve” - todas as funções auxiliares estão inseridas: escadas, elevadores, áreas técnicas, espaço de serviço, etc. No andar térreo, os espaços abertos de recepção e administração ligam o projeto ao bairro. Uma paisagem panorâmica do telhado, incluindo um restaurante, um jardim na cobertura e terraços, funciona como um farol ao longo do canal e um marco que liga o local à cidade.

© Laurian Ghinitoiu
© Laurian Ghinitoiu

Galeria do Projeto

Ver tudoMostrar menos

Localização do Projeto

Endereço:Fernand Demetskaai 23, 1070 Anderlecht, Bélgica

Clique para abrir o mapa
Localização aproximada, pode indicar cidade/país e não necessariamente o endereço exato.
Sobre este escritório
Cita: "Centro de Interpretação e Incubadora COOP / BOGDAN & VAN BROECK" [COOP Interpretation Center & Incubator / BOGDAN & VAN BROECK] 06 Abr 2021. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/959545/centro-de-interpretacao-e-incubadora-coop-bogdan-and-van-broeck> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.