Coberturas e Pavilhões de Bambu / IILab.

Coberturas e Pavilhões de Bambu / IILab.

© Arch-Exist© Arch-Exist© Arch-Exist© Arch-Exist+ 40

Guilin, China
  • Arquitetos: LLLab.
  • Área Área deste projeto de arquitetura Área:  1900
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano:  2020
  • Fotógrafo Fotografias:  Arch-Exist
  • Equipe De Projeto:Hanxiao Liu, Henry D'Ath, Lexian Hu, Alyssa Tang, Chaoran Fan, Luis Ricardo, David Correa
  • Gestor De Projeto:GCPS Interior Decoration Finishing Ltd., Lihua Mi, Dalin Chai, Hao Zhang, Guoyang Wan
  • Equipe Projeto Executivo:Yinghong Shao, Yanru Dong, Yingming Shao
  • Estrutura:LaLu Partners Structure Consulting
  • Cliente:Beijing Tianchuang Cultural Investment & Development Co., Ltd.
  • Cidade:Guilin
  • País:China
Mais informaçõesMenos informações
© Arch-Exist
© Arch-Exist

Descrição enviada pela equipe de projeto. O Impression Sanjie Liu, Yangshuo, Guilin está localizado em uma das paisagens mais espetaculares da China. Uma vegetação circunda o local, preenchendo o espaço entre grandes torres de pedra. Com uma paisagem tão marcante, qualquer ação para diminui-la ou competir, faria pouco sentido. Com esse entendimento, decidiu-se que os próprios elementos naturais formariam a premissa da arquitetura que habitaria o local com um elemento em particular, o bambu.

© Arch-Exist
© Arch-Exist
© Arch-Exist
© Arch-Exist

A Impression Sanjie Liu já está bem consolidada no seu 15º ano de operação. O projeto apresentou uma situação em que a maioria das estruturas existentes permaneceria intacta. Em vez disso, o foco mudou para como a introdução de novas intervenções poderia apoiar uma condição pré-existente. Atualmente, grandes aglomerados de bambu cobrem a maior parte do local, criando estruturas e folhas que se misturam. Como forma de coincidir com o que já existe, a nova arquitetura procurou tomar emprestada a materialidade do bambu, o reconfigurando para formar um novo espaço. Ao fazer isso, este novo espaço significa não contestar. Em vez disso, visa aumentar, embora muito suavemente, os bosques de bambu e colinas circundantes.

© Arch-Exist
© Arch-Exist
Diagrama Análise
Diagrama Análise
© Arch-Exist
© Arch-Exist

Atualmente, o espetáculo noturno entretém os visitantes em duas áreas, uma em cada ponta da ilha. A entrada e o volume por onde chegam os convidados, e o palco principal, estão localizados na outra extremidade do rio Li. Entre esses dois pontos, pouca interação ocorre. É aqui, neste espaço intermediário, onde dois novos conjuntos de arquitetura são introduzidos. A primeira, estruturas de lanternas de bambu trançado, espalhadas por onde circulam os convidados, cujo objetivo é guiar e intrigar. O outro é um pedaço de cobertura em tecido entre touceiras de bambu, proporcionando uma área protegida para caminhar nas chuvas regulares. Nestes, a arquitetura conta com o bambu não só pela sua composição, mas também pela referência constante às peças que constituem o local.

© Arch-Exist
© Arch-Exist

Ao entrar no local, lanternas de pequena estatura ao longo do caminho emitem sinais. Conforme os visitantes caminham para mais longe, as lanternas, antes pequenas, tornam-se drasticamente maiores, a ponto de os visitantes poderem entrar nelas. A estrutura das lanternas permanece sincera, com bambu amarrado de cada lado. Olhando mais de perto, pode-se ter uma noção da beleza natural que só pode ser criada quando algo é realmente construído à mão. A aparência ligeiramente escura da moldura de bambu mostra marcas de como ele é curvado com fogo para criar a silhueta curva da lanterna. Sobre ele, peça por peça, equipes de artesãos locais criaram várias faixas de bambu em um padrão não intencional que não requer cola ou pregos para manter sua forma. Este método de produção é uma vitrine de complexidade, claramente moldada pelas mãos das pessoas e sua intuição de beleza.

© Arch-Exist
© Arch-Exist
© Arch-Exist
© Arch-Exist

À luz do dia, as lanternas parecem sólidas com o amarelo da superfície em harmonia com o verde circundante. À noite, a personalidade da lanterna muda de algo mais inflexível para uma concha porosa. A própria lanterna é um difusor de luz, trazendo teatralidade em escala e luz para os convidados. Quase por acaso, ao olhar à distância, a silhueta da lanterna é ecoada pelas torres de pedra do Yangshuo, paisagem de Guilin espalhada ao longo do horizonte imediato.

© Arch-Exist
© Arch-Exist
© Arch-Exist
© Arch-Exist

Mais adiante, na borda da ilha, a cobertura se envolve entre as grandes estacas de bambu. À primeira vista, parece contar com pouco apoio, apenas as colunas de bambu sobem e passam por aberturas circulares. Escondidas entre esses grupos, as colunas giram de sua base para cima e para fora, imitando o caminho indeciso do bambu para encontrar a estrutura do telhado. Apoiada pelas colunas em um labirinto de tubos, a estrutura da cobertura, quando vista, não parece deslocada.

Diagrama Análise
Diagrama Análise
Diagrama Análise
Diagrama Análise

A capa tecida à mão obscurece o que está na frente e o que está atrás. A cobertura, que se estende por 140 metros do local onde se encontra, assume a forma de uma paisagem invertida, ondulando entre diferentes níveis de superfícies. A superfície escalonada da cobertura é construída inteiramente com o mesmo bambu irregular tecido à mão que a lanterna, mas em outra escala. A intenção resultante é encantar e ao mesmo tempo estender o reconhecimento à condição natural do local.

© Arch-Exist
© Arch-Exist
© Arch-Exist
© Arch-Exist

Sob a luz do dia, a iluminação flui através da cobertura trançada trazendo manchas de luz para o solo abaixo. Enquanto a proteção do sol fica evidente no andar por baixo, em um elogio inesperado ao olhar para cima, o teto parece iluminado, emitindo um brilho temperado. Na transição para a noite, a luz introduzida no volume aumenta a intensidade, focalizando a iluminação em um padrão mais vívido ao longo do caminho. Fragmentos emergem e desaparecem à medida que a luz flui pelo teto em direção aos usuários que se dirigem ao palco.

© Arch-Exist
© Arch-Exist

Em reconhecimento ao espírito teatral da Sanjie Liu, os momentos de atuação encontram seu caminho em muitas partes do projeto: a tecelagem à mão, a topografia da cobertura entre colunas de bambu como se não houvesse suporte, até a forma como os transeuntes se destinam a passar de uma lanterna a outra, numa narrativa de interação. Juntas, essas sugestões sutis criam um clima particular, preparando o convidado para a experiência principal.

© Arch-Exist
© Arch-Exist

Galeria do Projeto

Ver tudoMostrar menos

Localização do Projeto

Endereço:Yangshuo, Guilin, Guangxi, China

Clique para abrir o mapa
Localização aproximada, pode indicar cidade/país e não necessariamente o endereço exato.
Sobre este escritório
Escritório
Cita: "Coberturas e Pavilhões de Bambu / IILab." [Bamboo Bamboo, Canopy and Pavilions / IILab.] 02 Mar 2021. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/956550/coberturas-e-pavilhoes-de-bambu-iilab> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.