Casa gjG / BLAF Architecten

Casa gjG / BLAF Architecten

© Stijn Bollaert© Stijn Bollaert© Stijn Bollaert© Stijn Bollaert+ 23

Ghent, Bélgica
  • Estrutura:Tecclem
  • Eficiência Energética:Barbara Oelbrandt
  • Construção Estrutura:G-build
  • Marcenaria :Vlieghe
  • Cidade:Ghent
  • País:Bélgica
Mais informaçõesMenos informações
© Stijn Bollaert
© Stijn Bollaert

Descrição enviada pela equipe de projeto. A Casa gjG é uma das casas experimentais de autoria do BLAF architecten e é parte de uma pesquisa intitulada "Brick Wall City" que estuda a relação entre material, construção e aparência da arquitetura em tijolos. Desde a introdução dos padrões de performance energética em 2006, conhecida como EPB, o isolamento térmico em revestimentos de edifícios ficou gradualmente mais espesso, causando uma mudança para materiais de revestimento de fachada que sejam leves e de baixo custo, como ladrilhos, têxteis, entre outros. Quanto aos edifícios de tijolo, isso significou uma evolução para ladrilhos aplicados por fora das paredes estruturais, como um papel de parede exterior. O BLAF percebeu em um estágio inicial que um método de construção com camadas coladas umas nas outras levaria à impossibilidade de separar os materiais no final do ciclo de vida do edifício, resultando em grandes quantidades de resíduos não reutilizáveis.

© Stijn Bollaert
© Stijn Bollaert
Isométrica
Isométrica
© Stijn Bollaert
© Stijn Bollaert

Além disso, em termos de projeto, esta evolução condiz com uma nova estética, com as expressões volumétricas não mais sendo consideradas resultado do empilhamento de tijolos, e também com uma mudança da posição do arquiteto em relação a fachada do edifício. As considerações do BLAF sobre projeto e construção em tijolos levaram a uma série de casas experimentais que exploram a construção híbrida e o desenvolvimento do novo ‘Big Brick’. A casa gjG é uma das primeiras casas dessa série, em que os arquitetos exploram a reutilização dos tijolos e a forma em função da sua autonomia.

© Stijn Bollaert
© Stijn Bollaert

A casa gjG está localizada em um bairro residencial que se assemelha a uma floresta, enquanto na verdade fica bem ao lado da rodovia E17 em Ghent, em um terreno que fazia parte do jardim de uma mansão do final do século XIX. A escolha pela concha curva de tijolos tem vários motivos. Primeiramente, o terreno que receberia a casa era um terreno com vasta vegetação, portanto, ao invés de cortar as árvores, a casa foi moldada para se encaixar entre elas. Em segundo lugar, a forma da concha permite que ela seja estruturalmente autônoma, de forma que a estabilidade da parede de tijolos externa não depende de paredes transversais, colunas ou vigas, mas apenas de sua forma e da amarração dos tijolos. Finalmente essa casca de tijolos contribuí para o conforto acústico interno.

© Stijn Bollaert
© Stijn Bollaert
© Stijn Bollaert
© Stijn Bollaert

Feita de tijolos reaproveitados, a parede apresenta uma linguagem atemporal, ao mesmo tempo que sustenta a cobertura e juntos formam um "sino". O enchimento deste sino é a casa, feita com estruturas de aço e madeira, formando três pisos numa área e um espaço aberto em outra. O interior da concha é acabado com os mesmos tijolos reutilizados, criando a ideia de um espaço exterior entre as árvores.

© Stijn Bollaert
© Stijn Bollaert

Galeria do Projeto

Ver tudoMostrar menos
Sobre este escritório
Cita: "Casa gjG / BLAF Architecten" [gjG House / BLAF Architecten] 14 Jan 2021. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/954953/casa-gjg-blaf-architecten> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.