Stijn Bollaert

NAVEGUE POR TODOS OS PROJETOS DESTE FOTÓGRAFO

Casa BTR / DeDal architectes

© Stijn Bollaert© Stijn Bollaert© Stijn Bollaert© Stijn Bollaert+ 19

Bruxelas, Bélgica
  • Arquitetos: DeDal architectes
  • Área Área deste projeto de arquitetura Área :  210
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano :  2021
  • Fabricantes Marcas com produtos usados neste projeto de arquitetura
    Fabricantes :  Forbo, Magali Cruysmans, Reynaers Aluminium, STABALUX, Stone, +4

Centro de Atendimento Porcheresse / Label Architecture

© Stijn Bollaert
© Stijn Bollaert

© Stijn Bollaert© Stijn Bollaert© Stijn Bollaert© Stijn Bollaert+ 22

Instalações Esportivas Love pt. II / Label Architecture

© Stijn Bollaert
© Stijn Bollaert

© Stijn Bollaert© Stijn Bollaert© Stijn Bollaert© Stijn Bollaert+ 24

Arquitetura do Ártico: 17 projetos que exploram diferentes técnicas de aquecimento em espaços internos

Alguns dos projetos mais pitorescos são aqueles construídos nas montanhas; a cabine rústica envolvida por um painel de vidro do piso ao teto com vista para as árvores cobertas de neve. Visualmente, a arquitetura transpira uma sensação encantadora, mas será que estes espaços são realmente habitáveis? Quando as casas são construídas em uma elevação de 3.000 metros, instalar uma lareira isolada não é eficiente ou sustentável. Ambientes em tais altitudes, ou locais geográficos particulares exigem um tratamento minucioso, a começar pela própria arquitetura. Seja por sistemas de aquecimento hidrônicos no piso ou chaminés inseridas em paredes, este artigo explora como mesmo as condições mais extremas de frio não impediram a garantia de um conforto térmico ideal.

Clube Hotel PokoPoko / Klein Dytham architecture. Imagem © Nacasa & Partners© Peter EckertGoatbarn Lane / Renée del Gaudio. Imagem © David Lauer PhotographyCasa Eastwatch / F9 Productions. Imagem © Jason Buss+ 21

Conheça os 40 projetos pré-selecionados pelo Prêmio Mies van der Rohe 2022

A Comissão Europeia e a Fundação Mies van der Rohe anunciaram as 40 obras pré-selecionadas que concorrerão ao Prêmio da União Europeia de Arquitetura Contemporânea 2022 – Prêmio Mies van der Rohe. A lista conta com projetos construídos em 18 países europeus, com Espanha, Áustria e França liderando com cinco obras cada. Os vencedores serão anunciados em abril deste e a cerimônia de premiação ocorrerá em maio.

LocHal. Imagem © Stijn BollaertThe Railway Farm. Imagem © Myr MurateHelsinki Olympic Stadium. Imagem © Tuomas UusheimoGare Maritime. Imagem © Filip Dujardin+ 23

Pavilhão Brugge Diptych / PARA

© Iwan Baan
© Iwan Baan

© Stijn Bollaert© Stijn Bollaert© Stijn Bollaert© Iwan Baan+ 42

  • Arquitetos: PARA
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano :  2021

Ética na arquitetura: repensando a prática em 2021

A ética abrange todas as práticas da arquitetura. Da interseccionalidade e projetos à crise climática, um arquiteto deve trabalhar com uma gama de condições e contextos que informam o ambiente construído e o processo de sua criação. Em todas as culturas, políticas e climas, a arquitetura é tão funcional e estética quanto política, social, econômica e ecológica. Ao abordar a ética da prática, os arquitetos e urbanistas podem reimaginar o impacto da disciplina e a quem ela serve. 

© Stijn Bollaert© Adli Wahid© CO Adaptive Architecture© Anne Fougeron+ 13

Casa de fim de semana em Bazel / Bovenbouw architectuur

© Stijn Bollaert© Stijn Bollaert© Stijn Bollaert© Stijn Bollaert+ 17

Kruibeke, Bélgica
  • Área Área deste projeto de arquitetura Área :  121
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano :  2019
  • Fabricantes Marcas com produtos usados neste projeto de arquitetura
    Fabricantes :  Saint-Gobain, Derycke, La Chapelle, Ploegsteert, Renaplus, +1

Projeto interseccional: transformando a prática arquitetônica para o futuro

Um projeto de arquitetura nasce de nuances, da empatia para com os usuários e de uma compreensão profunda de seu contexto específico. Melhores soluções são aquelas que atendem tanto às necessidades e os anseios dos clientes quanto questões de contexto e identidade. Neste sentido, o projeto interseccional pode ser entendido como uma abordagem que leva em conta diversos fatores —de identidade, gênero, raça, sexualidade, classe e muitos mais — e como estes interagem entre si. Considerando isso, quanto melhor compreendermos as questões de relativas ao contexto específico e ao usuários para os quais projetamos nossos espaços, melhor serão nossos edifícios e, consequentemente, as cidades que estaremos construído para o futuro. 

Photo by Gianluca Stefani. Image Courtesy of EVA StudioPrefab Vertical Gym. Image Courtesy of Urban Think TankExploring our knowledge(s). Image Courtesy of Matri-Archi(tecture). Graphic design: Kizzy Memani, Phathu NembilwiLocHal Library. Image © Stijn Bollaert+ 10

Pavilhão Restobar Mama / KettingHuls

© Stijn Bollaert© Stijn Bollaert© Stijn Bollaert© Stijn Bollaert+ 34

  • Arquitetos: KettingHuls
  • Área Área deste projeto de arquitetura Área :  156
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano :  2020

Casa H / Architecten Broekx-Schiepers

© Stijn Bollaert© Stijn Bollaert© Stijn Bollaert© Stijn Bollaert+ 20

  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano :  2015
  • Fabricantes Marcas com produtos usados neste projeto de arquitetura
    Fabricantes :  Bega, D-Line, Dornbracht, LITHOSS, Petersen Tegl, +1

Uma Casa Simples / FELT

© Stijn Bollaert© Stijn Bollaert© Stijn Bollaert© Stijn Bollaert+ 32

Antwerp, Bélgica
  • Arquitetos: FELT
  • Área Área deste projeto de arquitetura Área :  200
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano :  2021
  • Fabricantes Marcas com produtos usados neste projeto de arquitetura
    Fabricantes :  EQUITONE, AGROB BUCHTAL, Forbo, LTS Laminated Timber Solutions, ROCKWOOL, +3

O que é preciso saber antes de começar um projeto de reforma

À medida que a tecnologia avança, arquitetura e construção também avançam. Arquitetos, designers e projetistas ao redor do mundo agora têm infinitas ferramentas e recursos para projetar e construir as cidades de hoje e do futuro. Por mais promissor que isso possa parecer, as novas construções também estão consumindo os limitados recursos do nosso planeta mais rapidamente do que podemos reabastecê-los.

Essa situação deixa os arquitetos com uma responsabilidade importante: a reabilitação e reutilização do ambiente construído existente. Isto significa utilizar o desenho e o pensamento criativo para preservar e incorporar edifícios antigos ou históricos existentes atualmente no presente e no futuro das nossas cidades, adaptando-os através de métodos criativos e sensitivos.

Casa Bagattenstraat / NU architectuuratelier

© Stijn Bollaert© Stijn Bollaert© Stijn Bollaert© Stijn Bollaert+ 27

Gante, Bélgica
  • Área Área deste projeto de arquitetura Área :  354
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano :  2019

Estações da Linha Bravo 2 / Van Belle Medina

Luchtbal. Imagem © Stijn BollaertTjalkstraat. Imagem  © Stijn BollaertTjalkstraat. Imagem  © Stijn BollaertStraatsburgbrug. Imagem  © Maxime Delvaux+ 55

  • Arquitetos: Van Belle Medina
  • Área Área deste projeto de arquitetura Área :  2000
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano :  2020
  • Fabricantes Marcas com produtos usados neste projeto de arquitetura
    Fabricantes :  Petersen Tegl

Reciclagem de bitucas de cigarro como matéria prima para tijolos leves

Alunos da Escola de Engenharia da Universidade RMIT publicaram recentemente um estudo experimentando uma nova forma de gerenciamento de resíduos e reciclagem. Como eles observaram em sua pesquisa, bitucas de cigarro são o item de lixo individual mais comumente descartado no mundo, com cerca de 5,7 trilhões tendo sido consumidos em todo o mundo em 2016. No entanto, os materiais das pontas de cigarro - particularmente seus filtros de acetato de celulose - podem ser extremamente prejudiciais ao meio ambiente devido à baixa biodegradabilidade. O estudo RMIT baseia-se em uma pesquisa anterior de Mohajerani et. al (2016) que experimentou adicionar pontas de cigarro descartadas a tijolos de argila para uso arquitetônico. Em sua pesquisa, os alunos da RMIT descobriram que tal medida reduziria o consumo de energia do processo de produção de tijolos e diminuiria a condutividade térmica dos mesmos, mas que outras questões, incluindo contaminação bacteriana, teriam que ser abordadas antes de uma implementação bem-sucedida. A seguir, exploramos essa pesquisa com mais detalhes, investigando sua relevância para a indústria da arquitetura e imaginando possíveis futuros de aplicação.