Centro Cultural Junshan / Neri&Hu Design and Research Office

Centro Cultural Junshan / Neri&Hu Design and Research Office

© Pedro Pegenaute© Pedro Pegenaute© Pedro Pegenaute© Pedro Pegenaute+ 31

  • Sócios Responsáveis:Lyndon Neri & Rossana Hu
  • Diretor De Projeto:Nellie Yang
  • Equipe De Projeto:Jerry Guo (Associado), Utsav Jain (Associado), Ellen Chen (Associado), Zoe Gao, Wuyahuang Li, Josh Murphy, Alexandra Heijink, Hwajung Song,Lara Depedro,Jason Jia,Brian Lo (senior associate, product design), Xiaowen Chen, Mona He, Cindy Sun, Jacqueline Yam
  • Cidade:Pequim
  • País:China
Mais informaçõesMenos informações
© Pedro Pegenaute
© Pedro Pegenaute

Descrição enviada pela equipe de projeto. O Centro Cultural Junshan está localizado nos arredores da cidade de Pequim junto à Reserva Natural de Miyuin. Encaixado em meio à uma paisagem montanhosa atravessada por rios e florestas, o projeto do Centro Cultural Junshan é a reforma de um edifício pré-existente de dois pavimentos. Os arquitetos Neri&Hu foram convidados para transformar esta estrutura de forma circular em um icônico centro cultural e comercial. Apropriando-se do antigo pátio existente, a equipe de projeto estabeleceu o programa do edifício em duas alas independentes, as quais se conectam através de uma praça central em forma de pátio. Desta forma, este espaço público opera como um elemento de mediação entre os dois programas, permitindo ainda que a arquitetura se funda harmoniosamente com a natureza.

© Pedro Pegenaute
© Pedro Pegenaute
© Pedro Pegenaute
© Pedro Pegenaute

Profundamente inspirada por seu contexto específico, o projeto do edifício combina uma série de elementos característicos da arquitetura vernacular chinesa com uma linguagem contemporânea, dando forma a uma nova forma de expressão arquitetônica. O edifício do Centro Cultural é erguido silenciosamente sobre um espelho d'água, revelando-se através de uma equilibrada composição entre a solidez de suas estruturas de tijolos e a leveza de seus pátios abertos—como se estes tivessem sido esculpidos no programa de forma a potencializar a relação entre os espaços interiores e exteriores. 

© Pedro Pegenaute
© Pedro Pegenaute

Na fachada, painéis de alumínio foram utilizados como elementos de proteção solar, os quais proporcionam uma maior sensação de profundidade à fachada, amenizando o peso da estrutura de tijolos. Em determinados momentos, estes elementos vazam para o interior do edifícios, marcando as principais transições entre os diferentes espaços e programas. Formalmente falando, o corpo do edifício é configurado pela massiva estrutura de tijolos, a qual parece brotar espontaneamente da paisagem natural para então estender-se para os pátios e espaços “intermediários”. 

© Pedro Pegenaute
© Pedro Pegenaute

Internamente, as paredes de tijolos e revestimentos de madeira são complementados por um forro “esculpido”. As lajes foram sendo cortadas, inclinadas e estabelecidas em diferentes alturas de forma a proporcionar melhores condições de iluminação e ventilação natural, permitindo ainda que os visitantes possam observar o céu azul e o movimento do sol. Desta forma, os espaços interiores do edifício estão sempre em movimento, transformando-se com o passar das horas e revelando as nuances de cada estação.

© Pedro Pegenaute
© Pedro Pegenaute

Somando-se a isso, peças de mobiliário exclusivamente desenhadas para este edifícios assim como seus detalhes requintados e acabamentos em madeira e pedra, contribuem para potencializar a sensação de magnificência do interior do edifício.

© Pedro Pegenaute
© Pedro Pegenaute

Programaticamente, o Centro Cultural oferece uma série de espaços e atividades para os seus visitantes, incluindo um salão multifuncional com capacidade para até 100 pessoas, um generoso centro de eventos, um bar, uma biblioteca, uma sala de leitura infantil, espaços multimídia e um lounge com deck de observação na cobertura.

Planta - Primeiro Pavimento
Planta - Primeiro Pavimento
© Pedro Pegenaute
© Pedro Pegenaute

Paralelamente o Centro Cultural conta ainda com uma galeria comercial, a qual pode ser acessada através de uma sala de recepção de pé direito duplo. A partir dai, os visitantes podem acessar um pequeno jardim de inverno para em seguida, subir a escada que os levará até uma passarela que atravessa o pátio culminando em um amplo salão de vendas. De forma complementar, um dos espaços mais importantes do Centro Cultural é a galeria de arte, a qual foi concebida de forma flexível para poder se adaptar aos mais variados tipos de exposições.

© Pedro Pegenaute
© Pedro Pegenaute
© Pedro Pegenaute
© Pedro Pegenaute
© Pedro Pegenaute
© Pedro Pegenaute

Os atravessamentos criados nas lajes permitem uma perfeita integração entre os espaços do térreo e aqueles do segundo e terceiro pavimento enquanto janelas panorâmicas proporcionam uma sensação de continuidade entre os espaços interiores e exteriores do edifício. No segundo pavimento, uma generosa sala de jantar privativa foi encaixada junto ao bar, permitindo que este espaço possa ser alugado para a realização de eventos especiais. O lounge da cobertura, por sua vez, oferece impressionantes vistas para a paisagem montanhosa da região.

© Pedro Pegenaute
© Pedro Pegenaute
© Pedro Pegenaute
© Pedro Pegenaute

Galeria do Projeto

Ver tudoMostrar menos
Sobre este escritório
Cita: "Centro Cultural Junshan / Neri&Hu Design and Research Office" [Junshan Cultural Center / Neri&Hu Design and Research Office] 16 Dez 2020. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/953177/centro-cultural-junshan-neri-and-hu-design-and-research-office> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.