Apartamento em Alcântara / BOMO Arquitectos

Apartamento em Alcântara / BOMO Arquitectos
© do mal o menos
© do mal o menos

© do mal o menos© do mal o menos© do mal o menos© do mal o menos+ 33

  • Arquitetos: BOMO Arquitectos
  • Área Área deste projeto de arquitetura Área:  60
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano:  2019
  • Fotógrafo Fotografias:  do mal o menos
  • Fabricantes Marcas com produtos usados neste projeto de arquitetura
    Fabricantes: Adobe Systems Incorporated, AutoDesk, BPM Lighting, CIN, Efapel, JNF, Ofa, Primus Vitória, REHAU, Sanindusa, Sanitana
  • Arquitetos Responsáveis:Irene Bonacchi, Filipe Moreira
  • Equipe De Projeto:Irene Bonacchi, Filipe Moreira, Jéssica Lucas Silva
  • Clientes:Privado
  • Cidade:Lisboa
  • País:Portugal
Mais informaçõesMenos informações

Descrição enviada pela equipe de projeto. Este pequeno apartamento insere-se num edifício construído em 1962, projectado pelos arquitectos lisboetas António do Couto Martins (1897-1970) e Frederico Henrique George (1915-1994), cujas obras mais significativas serão respectivamente o Mercado de Campo de Ourique (1934), e o Museu da Marinha e Planetário Calouste Gulbenkian (1965), ambas em Lisboa.

© do mal o menos
© do mal o menos
Planta - Proposta
Planta - Proposta
© do mal o menos
© do mal o menos

Concebido na tradição modernista do “edifício paquete” que procura reproduzir em betão armado algumas das qualidades espaciais e simbólicas daquela tipologia de arquitectura náutica, a circulação faz-se ao longo de galerias exteriores com guardas metálicas, a cobertura é entendida como um grande convés exposto ao sol para usufruto comunitário, a infra-estrutura de águas e esgotos é pragmaticamente distribuída ao longo dos corredores em coretes visíveis e visitáveis.

© do mal o menos
© do mal o menos

A intervenção foi pensada nesta mesma tradição, mistura de sonho e pragmatismo, rudeza e delicadeza, desejo de convívio e de reclusão, cela monástica e salão de baile, domesticidade em alto mar. As alterações introduzidas procuraram acima de tudo maximizar as pequenas áreas do apartamento através da criação de uma nova área social unificada, da qual apenas a casa de banho e o quarto ficam isoladas e resguardadas, onde pessoas, luz e ar podem circular com liberdade.

© do mal o menos
© do mal o menos

Para que estes espaços consigam conservar este desafogo e maleabilidade na forma como são ocupados foi criada uma grande área de arrumos sobre uma laje elevada a cerca de meia altura do apartamento, e que alberga também o ramal individual de ligação à referida corete e outros equipamentos, e deste modo permaneçam apenas aqueles objectos e mobiliário com os quais escolhemos conviver.

© do mal o menos
© do mal o menos

Galeria do Projeto

Ver tudoMostrar menos

Localização do Projeto

Endereço:Alcântara, 1300 Lisboa, Portugal

Clique para abrir o mapa
Localização aproximada, pode indicar cidade/país e não necessariamente o endereço exato.
Sobre este escritório
Cita: "Apartamento em Alcântara / BOMO Arquitectos" 05 Jul 2020. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/943024/apartamento-em-alcantara-bomo-arquitectos> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.