Casa Ballarat / Eldridge Anderson Architects

Casa Ballarat / Eldridge Anderson Architects

© Derek Swalwell© Derek Swalwell© Derek Swalwell© Derek Swalwell+ 19

Ballarat, Austrália
  • Área Área deste projeto de arquitetura Área:  200
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano:  2018
  • Fotógrafo Fotografias:  Derek Swalwell
  • Fabricantes Marcas com produtos usados neste projeto de arquitetura
    Fabricantes: Austral Bricks, AutoDesk, CDK stone, Cemintel, Frenchams Cypress
  • Arquitetos Responsáveis:Scott Eldridge e Jeremy Anderson
  • Engenharia:P.J. Yttrup and Assoc.
  • Cidade:Ballarat
Mais informaçõesMenos informações
© Derek Swalwell
© Derek Swalwell

Descrição enviada pela equipe de projeto. A Casa Ballarat está implantada em um condomínio fechado com campo de golfe na região suburbana de Ballarat, não muito distante de Melbourne, Austrália. Rodeada por um conjunto de projetos ‘off the plan’, a Casa Ballarat procura explorar as potencialidades dessa situação pouco comum, oferecendo ao mesmo tempo, uma contribuição arquitetônica para o condomínio como um todo.

© Derek Swalwell
© Derek Swalwell
Cortes
Cortes
© Derek Swalwell
© Derek Swalwell

O projeto foi encomendado pelos pais de Jeremy logo após a inauguração do loteamento e, na época, o lugar era essencialmente um campo vazio. O terreno estava isolado dos empreendimentos ao seu redor, e com poucas informações contextuais, como vegetação ou edifícios próximos. O briefing pedia uma casa confortável para um casal que pretendia se aposentar em breve, além de poder receber seus filhos adultos e amigos em estadias curtas. Era importante criar um espaço onde os moradores pudessem desfrutar do espaço aberto durante o verão, além de se manterem aquecidos durante os invernos frios de Ballarat. Eles queriam construir uma estrutura de baixa manutenção e com um generoso espaço de jardim, além é claro de contar com um orçamento bastante enxuto.

© Derek Swalwell
© Derek Swalwell

O projeto foi desenvolvido para permitir um alto grau de flexibilidade interna, reunindo os espaços habitáveis dos moradores permanentes em direção aos fundos do terreno, aproveitando o sol do norte e abrindo-se para um quintal. A primeira coisa com que nos deparamos, junto ao acesso principal da casa, é a refinada calha de aço dobrada que recebe toda a água do telhado, o qual se projeto sobre o deck de entrada como um gesto de boas vindas. A partir dai, um amplo corredor dá acesso aos espaços da casa, atravessando o edifício até o jardim na parte posterior. Partindo da cota mais baixa, junto ao acesso do edifício, a cobertura de inclinação simples sobe em direção aos fundos do lote, criando espaços cada vez mais generosos à medida que se aproxima do jardim voltado para o norte, permitindo que a luz do sol penetre profundamente sob a laje de concreto durante o inverno (alcançando facilmente os 25ºC sem a necessidade de utilização do ar condicionado). Grandes portas de correr de vidro duplo moduladas segundo a grelha da estrutura da cobertura fornecem uma conexão perfeita entre os espaços interiores e exteriores, permitindo que os espaços de vida se estendam até o deck, ligeiramente rebaixado e rodeado por um jardim verde e introspectivo.

© Derek Swalwell
© Derek Swalwell
© Derek Swalwell
© Derek Swalwell

A paleta de materiais é conscientemente contida, o revestimento em madeira de cipreste estende-se desde a fachada frontal ao longo de todo o corredor da casa, envolvendo a garagem e operando como um dispositivo de orientação. A marcenaria em madeira compensada foi utilizada tanto na cozinha quanto nos espaços íntimos da casa, proporcionando uma sensação de acolhimento e tranquilidade aos espaços interiores. Mármore e blocos de concretos fazem com que a cozinha transpire uma sensação de durabilidade e requinte ao mesmo tempo. Externamente os blocos que conformam as paredes a leste e a oeste refletem o perfil dos espaços interiores, extrudando suas aberturas em direção à norte e sul, proporcionando maior profundidade e proteção às fachadas. Solta entre as duas empenas pesadas das paredes laterais, a cobertura leve do telhado é uma estrutura simples e refinada, pois à medida que perde altura ela também afunila, permitindo que a calha de aço dobrada arremate o telhado simplificando a sua forma para criar um conjunto coeso e harmônico.

© Derek Swalwell
© Derek Swalwell

As vigas de madeira da cobertura estabelecem o módulo da grade estrutural, e gentilmente se projetam em balanço sobre as duas extremidades da casa, dando forma à um elemento expressivo que comunica continuidade e clareza estrutural ao projeto. A Casa Ballarat se materializa à partir de equações simples e econômicas, consciente de seus poucos detalhes rebuscados, os quais contrastam com uma paleta de materiais bastante sóbria. O projeto da Casa Ballarat procura contribuir de forma otimista com o futuro do conjunto de casas do condomínio, deixando sua marca em um contexto ainda em construção.

© Derek Swalwell
© Derek Swalwell

Galeria do Projeto

Ver tudoMostrar menos
Sobre este escritório
Cita: "Casa Ballarat / Eldridge Anderson Architects" [Ballarat House / Eldridge Anderson Architects] 15 Abr 2020. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/937473/casa-ballarat-eldridge-anderson-architects> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.