Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos

Centro Cultural de Notre-Dame-de-Grâce / AFO - Atelier Big City, FSA Architecture Inc e L’OEUF Architects em consórcio

Centro Cultural de Notre-Dame-de-Grâce / AFO - Atelier Big City, FSA Architecture Inc e L’OEUF Architects em consórcio

© Ulysse Lemerise B © Ulysse Lemerise B © Jean-Marc Besacier © Jean-Marc Besacier + 25

Montreal, Canadá
  • Escritório De Arquitetura Responsável: Atelier Big City
  • Projeto De Sustentabilidade / Gerenciamento De Projetos: L’OEUF
  • Cliente: Arrondissement Côte-des-Neiges
  • Gerentes Do Projeto: Monique Coté, Myrith Yassa
  • Projeto Estrutural: Groupe EGP
  • Projeto Mecânico E Elétrico: Pageau Morel et associés
  • Paisagismo: NIP Paysage
  • Ilustrações: Pastille Rose-Tamzyn Berman
  • Engenheiros Civis: Vinci Consultants
  • Iluminação: CS Design-Conor Sampson
  • Acústica: Sonar consultants-Michel Leduc
  • Acessibilidade Universal: Societe Logique-Emilie Martineau
  • Ergonomia: Patrick Vincent
  • Iluminação Natural: Knot Shop-Andrew Hruby
  • Leed: Synairgis-Emmanuel Merliere
  • Gerenciamento Leed : EXP-Karine St. Germain
Mais informações Menos informações
© Benoit Faure
© Benoit Faure

Descrição enviada pela equipe de projeto. O Centro Cultural de Notre-Dame-de-Grâce, CCNDG, é o último projeto na Benny Farm, um complexo habitacional para veteranos da Segunda Guerra Mundial remodelado no distrito de Notre-Dame-de-Grâce - NDG. O CCNDG é a peça final inserida em uma história de décadas de ativismo social, memória e um processo de design colaborativo que sempre rejeitou a oportunidade de uma comunidade inclusiva em expansão. O projeto foi o vencedor de um concurso de arquitetura realizado em 2010, no qual a comunidade exigia uma biblioteca de 'terceira dimensão' do século XXI, que fosse mais acessível social e digitalmente.

Diagrama
Diagrama

O CCNDG foi concebido como um edifício público com uma porosidade clara e diagonal no térreo, que liga o centro do terreno da Benny Farm à rua. A abertura do espaço à comunidade é refletida pela sua localização na esquina do quarteirão. O edifício em forma de L reforça as fortes linhas de recuo do local, integrando os edifícios vizinhos. Ele combina tipologias simples em seus eixos opostos (basílica e teatro) com sobreposições sutis de programa para gerar um espaço de convivência ampliado, fluido e envolvente em seu centro. Ao ar livre, o edifício enquadra um pátio com paisagismo de frente para os jardins da comunidade no centro da Benny Farm, com assentos sob uma antiga árvore de bordo para eventos e apresentações dos moradores sob as estrelas.

© Ulysse Lemerise B
© Ulysse Lemerise B

O CCNDG também incentiva o aprendizado e a descoberta, como um ambiente divertido e colorido que promove o crescimento da comunidade - um espaço comum onde todas as gerações e grupos de usuários são reunidos em dois grandes espaços públicos. A circulação contínua e generosa permite que cada um dos grupos de usuários se desloque e interaja facilmente. Organizadas em um ziguezague transversal (diretamente para o teatro, para a biblioteca infantil, na diagonal em direção aos adolescentes e posteriormente aos adultos) as principais áreas do programa são espacialmente dinâmicas e agradáveis.

© Ulysse Lemerise B
© Ulysse Lemerise B

O edifício é "revestido" por faixas de tijolos segmentadas, recordando os tijolos vermelhos da Benny Farm, que possibilitam a entrada de luz natural e vistas generosas. As áreas de leitura da biblioteca parecem quase ao ar livre, abstraindo os sistemas convencionais de fechamento (revestimento de tijolos, cascas e placas), o design fornece áreas de leitura em um envelope expandido de metal e madeira que controla a luz e a temperatura ambiente. O invólucro desconstruído também revela uma cobertura de madeira aparente. A madeira laminada encaixada tem uma conexão histórica na Benny Farm - os edifícios existentes usavam um incomum laminado intercalado de duas camadas construído in loco para as paredes externas.

Planta
Planta

Cultura é a raiz mais profunda da arquitetura e do design sustentável, e esse projeto aplica o conceito ao máximo para os cidadãos do NDG. Além da busca pela eficiência energética e inovação de recursos, os principais requisitos do design sustentável incluem a valorização do senso de comunidade, compartilhamento e atividades com um objetivo em comum. Apoiar uma cultura de índole comum é a única maneira de garantir a sustentabilidade a longo prazo, e é também um pragmatismo necessário em uma esfera onde a energia gerada é responsável por uma pequena fração da densidade do carbono em outras partes do continente. Comunidade, conforto, flexibilidade e economia são as metas de sustentabilidade do Centro Cultural de Notre-Dame-de-Grâce, tanto quanto a eficiência de recursos. Compreendendo os meios limitados do presente, o projeto propõe uma estratégia simples de infraestrutura aditiva para tornar-se mais verde com o tempo, um processo que educará e envolverá continuamente a comunidade NDG.

O edifício tem uma área de 4500 m² e um orçamento de construção de CA $14 milhões.

© Steve Monpetit
© Steve Monpetit

Galeria do Projeto

Ver tudo Mostrar menos

Localização do Projeto

Endereço: Montreal, QC, Canadá

Localização aproximada, pode indicar cidade/país e não necessariamente o endereço exato.
Sobre este escritório
Cita: "Centro Cultural de Notre-Dame-de-Grâce / AFO - Atelier Big City, FSA Architecture Inc e L’OEUF Architects em consórcio" [Centre Culturel de Notre-Dame-de-Grâce / AFO - Atelier Big City, FSA Architecture Inc and L’OEUF Architects in consortium] 18 Jan 2020. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/931329/centro-cultural-de-notre-dame-de-grace-afo-atelier-big-city-fsa-architecture-inc-e-loeuf-architects-em-consorcio> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.