Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos

James-Simon-Galerie / David Chipperfield Architects

James-Simon-Galerie / David Chipperfield Architects

© Ute Zscharnt for David Chipperfield Architects © Ute Zscharnt for David Chipperfield Architects © Simon Menges © Simon Menges + 39

Ampliação  · 
Berlim, Alemanha
  • Socios responsáveis

    David Chipperfield, Martin Reichert, Alexander Schwarz (Design lead)
  • Arquitetos de projeto

    Urs Vogt (Preparation and brief to Technical design, Site design supervision)
  • Equipe de projeto

    Mathias Adler, Alexander Bellmann, Thomas Benk, Martin Benner, Alexander Corvinus, Maryla Duleba, Matthias Fiegl, Anke Fritzsch, Dirk Gschwind, Anne Hengst, Paul Hillerkus, Isabel Karig, Linda von Karstedt, Ludwig Kauffmann, Mikhail Kornev, Astrid Kühn, Thomas Kupke, Sebastian von Oppen, Torsten Richter, Elke Saleina, Thomas Schöpf, Eberhard Veit, Anja Wiedemann;
  • Controle de projeto

    Ernst & Young Real Estate GmbH, Berlin Kemmermann Projektmanagement im Bauwesen GmbH & Co. KG, Berlin
  • Render

    Dalia Liksaite, Jonas Marx, Antonia Schlegel, Ute Zscharnt
  • Quantitativos

    Christine Kappei, Stuttgart
  • Arquiteto executivo

    Wenzel + Wenzel Freie Architekten, Berlin (Procurement, Construction supervision)
  • Gestão de projetos

    Christoph-Phillip Krinn
  • Estrutura

    IGB Ingenieurgruppe Bauen, Berlin
  • Serviços

    INNIUS DÖ GmbH, Berlin Inros Lackner AG, Rostock
  • Física do edifício

    Müller-BBM GmbH, Berlin
  • Segurança contra incêndio

    Arge Brandschutz NEG, Berlin
  • Consultoria de iluminação

    matí AG, Adliswil
  • Projeto de iluminação

    Conceptlicht GmbH, Traunreut (Outdoor lighting)
  • Planejamento expositivo

    Duncan McCauley GmbH und Co. KG, Berlin (Permanent exhibition)
  • Sinalização

    Polyform – Götzelmann Middel GbR, Berlin
  • Paisagismo

    Levin Monsigny Landschaftsarchitekten, Berlin
  • Cliente

    Stiftung Preußischer Kulturbesitz represented by the Bundesamt für Bauwesen und Raumordnung Project mangagement: Miriam Plünnecke
  • Usuários

    Staatliche Museen zu Berlin
Mais informações Menos informações
© Ute Zscharnt for David Chipperfield Architects
© Ute Zscharnt for David Chipperfield Architects

Descrição enviada pela equipe de projeto. Dez anos depois de inaugurar a reforma do Neues Museum em Berlim, David Chipperfield acaba de concluir mais uma significativa obra de arquitetura contemporânea na capital alemã. Implantado na histórica museumsinsel, ou ilha dos museus, o James-Simon-Galerie é um projeto de ampliação do fórum Friedrich August Stüler e servirá como a nova porta de entrada para o mais importante distrito cultural de Berlim, completando o monumental conjunto de museus que ocupa toda a parte norte da Speeinsel, do canal Kupfergraben até o Neues Museu - reinaugurado por Chipperfield em 2009. Juntamente com o 'Passeio Arqueológico', o conjunto monumental dos museus constitui a espinha dorsal do plano diretor da Museumsinsel, desenvolvido em 1999, ano que Chipperfield vencer o concurso para o Neues Museum. O novo edifício inaugurado pelo arquiteto inglês vencedor do Prêmio Stirling de 2007, está implantado em uma estreita faixa de terra anteriormente ocupada pelo edifício administrativo da 'Neuer Packhof', projetado por de Karl Friedrich Schinkel e demolido em 1938.

© Simon Menges
© Simon Menges

Como o mais novo edifício da Ilha dos Museus de Berlim, a James-Simon-Galerie desempenhará um papel significativo no contexto cultural da capital, ampliando significativamente o número de visitantes na Museumsinsel além de modernizar o conjunto do Fórum Friedrich August Stüler. Recuperando um importante espaço da ilha dos museus, por muito tempo desconectado do restante dos edifícios, a James-Simon-Galerie reconstrói importantes relações espaciais entre a Lustgarten, a Schlossbrücke (ponte do palácio) e o canal de Kupfergraben. Além disso, a nova Galeria projetada por Chipperfield se conecta diretamente com o Museu Pergamon no primeiro pavimento enquanto que uma passagem no subsolo permitirá os visitantes acessarem o Neues Museum, o Altes Museum e o Bode Museu.

© Simon Menges
© Simon Menges
Corte
Corte
© Ute Zscharnt for David Chipperfield Architects
© Ute Zscharnt for David Chipperfield Architects

O volume central do edifício foi recuado em relação à rua para preservar as vistas para o interior da Ilha dos Museus, mantendo toda a fachada oeste do Neues Museum visível a partir da Ponte do Castelo. O platô onde o edifício se apoia reforça as linhas esculpidas pela margem do canal de Kupfergraben, enquanto que a série de colunas procuram construir um diálogo entre a arquitetura clássica e contemporânea. Acima do platô encontra-se uma praça pública que estará aberta aos visitantes também fora do horário de funcionamento do museu, ampliando o domínio público da Museumsinsel. Os esbeltos pilares se materializam como um leitmotiv, apropriados do famoso esboço do Rei Friedrich Wilhelm IV para o seu edifício nunca construído chamado de 'acrópole cultural'. Elas funcionam como uma continuidade das colunatas de Stüler, fazendo a transição entre o edifício neo-clássico e o contemporâneo além de criar um pátio coberto entre o Neues Museu e o novo edifício de Chipperfield.

© Simon Menges
© Simon Menges
© Simon Menges
© Simon Menges

Três generosos lances de escadas, situados entre a praça de acesso elevada e o pátio coberto, convidam os visitantes a entrar no edifício. Acima, os visitantes chegam até um generoso hall de entrada, onde encontram-se os balcões de informações e as bilheterias com acesso direto ao nível do principal salão de exposições do Museu Pergamon. No monumental hall de acesso também encontra-se uma cafeteria, a qual se abre para um grande terraço aberto que  acompanha toda a extensão do canal Kupfergraben. No mezanino do hall de entrada os visitantes podem acessar a loja do museu, os banheiros e depósitos de bagagens e casacos, enquanto que no subsolo encontram-se as salas para exposições temporárias e um auditório.

© Simon Menges
© Simon Menges
© Simon Menges
© Simon Menges
© Simon Menges
© Simon Menges

Formalmente, a linguagem arquitetônica adotada por Chipperfield se apropria de elementos existentes na Ilha dos Museus, principalmente de seus edifícios vizinhos assim como da própria topografia construída e escadas externas, fazendo referência a arquitetura de Schinkel, Stüler e outros arquitetos que ao longo dos séculos deram foram a Ilha dos Museus. A materialidade do edifício, construído em finas placas de pedra natural combina com a rica paleta de materiais da Ilha dos Museus, como o calcário e o arenito, enquanto o concreto aparente define a atmosfera dos espaços internos do edifício.

© Ute Zscharnt for David Chipperfield Architects
© Ute Zscharnt for David Chipperfield Architects
© Ute Zscharnt for David Chipperfield Architects
© Ute Zscharnt for David Chipperfield Architects

O novo edifício de acesso à ilha dos museus recebeu o nome de um dos mais ilustres patronos da cidade de Berlim, James Simon, quem fez importantes doações que hoje fazem parte das maiores coleções de arte dos Museus Estatais de Berlim.

© Luna Zscharnt for David Chipperfield Architects
© Luna Zscharnt for David Chipperfield Architects
© Ute Zscharnt for David Chipperfield Architects
© Ute Zscharnt for David Chipperfield Architects

Galeria do Projeto

Ver tudo Mostrar menos

Localização do Projeto

Endereço: Berlim, Alemanha

Localização aproximada, pode indicar cidade/país e não necessariamente o endereço exato.
Sobre este escritório
Cita: "James-Simon-Galerie / David Chipperfield Architects" [James-Simon-Galerie / David Chipperfield Architects] 20 Out 2019. ArchDaily Brasil. (Trad. Libardoni, Vinicius) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/926360/james-simon-galerie-david-chipperfield-architects> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.