Moradia estudantil Saclay / LAN

Moradia estudantil Saclay / LAN

© Fabrice Fouillet© Fabrice Fouillet© Fabrice Fouillet© Fabrice Fouillet+ 43

  • Arquitetos: LAN
  • Área Área deste projeto de arquitetura Área:  25346
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano:  2018
  • Fotógrafo Fotografias:  Charly Broyez, Fabrice Fouillet
  • Fabricantes Marcas com produtos usados neste projeto de arquitetura
    Fabricantes: AutoDesk, Bouygues Construction, DRUET, Daubigney, Gregoire, HVA Concept, Reckli, S2G préfabricateur, SAFAIP, STEF Métal
Mais informaçõesMenos informações
© Charly Broyez
© Charly Broyez

Descrição enviada pela equipe de projeto. A LAN, em parceria com os arquitetos da CVA e os paisagistas da Topotek, acabam de inaugurar o 'plot B', um dos principais empreendimentos do novo projeto 'Grand Paris'. Contando com um total de 900 unidades residenciais, o projeto desenvolvido pela LAN atenderá ao total, 1,082 estudantes, abrangendo duas importantes zonas de desenvolvimento urbano: o distrito da Escola Politécnica e o distrito de Moulon. O campus à sudoeste da capital francesa representa o auge do investimento em educação e pesquisa na França, transformando-se em uma dos maiores complexos estudantis já construídos no país. Justamente em um momento que, observando à partir do nosso contexto, iniciativas como esta já não parecem tão relevantes. Uma aula de civilidade.

© Charly Broyez
© Charly Broyez
Axonométrica
Axonométrica
© Fabrice Fouillet
© Fabrice Fouillet

Além disso, o projeto foi uma grande oportunidade para reconciliar a arquitetura e a paisagem nesta região periférica de Paris. A abordagem tem um objetivo bastante simples: adensar o perímetro da quadra de forma a criar um pequeno parque urbano à disposição dos moradores em seu centro. Os três edifícios que conformam a quadra, definem claramente o limite entre a escala urbana (exterior) e a escala humana (interior). Isso significa que, 70% das unidades do programa estão contidas nos edifícios periféricos (01-02-03). Entre eles, foram criadas passagens e atravessamentos que proporcionam uma maior porosidade e fluidez, conectando o novo parque urbano à cidade. A estratégia, portanto, é defendida como uma espécie de “permeabilidade controlada”, onde os edifícios estão perfeitamente integrados ao contexto urbano ao mesmo tempo que conectados diretamente à natureza que ele acolhe em seu centro. Urbanidade e ecologia se complementam neste projeto, o modelo de cidade pela qual todo mundo aspira.

© Charly Broyez
© Charly Broyez

Inspirado pelo modelo de cidade jardim, o “parque das musas” faz da natureza seu ponto focal, fazendo uma fusão entre arquitetura e paisagem. Grandes gramados pontuados com uma abundante vegetação arbustiva, criando uma atmosfera intima e acolhedora para os moradores e visitantes. Como pequenos carroceis, os cinco pequenos edifícios circulares, ou "musas", que ocupam o miolo da quadra criam um movimento dinâmico no parque, linhas gravitacionais que direcionam os percursos e organizam seus fluxos.

© Charly Broyez
© Charly Broyez

Os componentes e materiais utilizados no projeto, tanto nos edifícios periféricos quanto nos "carroceis", fornecem coerência e unidade ao conjunto de edifícios. A partir disso, foram criados dois diferentes padrões de fachadas: Os edifícios periféricos 01, 02 e 03, foram construídos em concreto aparente moldado in loco - cinza e preto -, definindo grandes volumes regulares e simétricos. Os edifícios 04, 05, 06, 07 e 08, conhecidos como “musas”, foram concebidos em estrutura de concreto pré-fabricado, revelando uma delicada diferença entre as texturas que os aproxima ao mesmo tempo que os afasta, fortalecendo a sua própria identidade dentro do conjunto. Através de sua materialidade, a narrativa do espaço vai sendo construída pelas texturas de suas fachadas.

© Fabrice Fouillet
© Fabrice Fouillet

Enquanto os edifícios perimetrais cultivam um estilo de vida mais metropolitano, as unidades das “musas” proporcionam um jeito de morar mais livre e inovador. A sua forma circular proporciona uma maior área de fachada em relação ao tamanho da unidade se comparado à um edifício de formas ortogonais. A planta redonda otimiza as áreas de circulação e distribuição, reduzindo a relação entre áreas condominiais e privativas. As circulações verticais foram implantadas no miolo do edifício, contando com um elevador e a uma escada fechada, os quais servem quatorze unidades por pavimento, com uma superfície média de 18,50 m2 cada. Os edifícios periféricos, por sua vez, oferecem diferentes tipologias de apartamentos, desde quitinetes providas de áreas de convivência comuns, até apartamentos maiores para mais de uma pessoa.

© Fabrice Fouillet
© Fabrice Fouillet

Galeria do Projeto

Ver tudoMostrar menos

Localização do Projeto

Endereço:Rue Joliot Curie, 91190 Gif-sur-Yvette, França

Clique para abrir o mapa
Localização aproximada, pode indicar cidade/país e não necessariamente o endereço exato.
Sobre este escritório
Escritório
Cita: "Moradia estudantil Saclay / LAN" [Saclay Student Residence / LAN] 23 Mai 2019. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/917009/moradia-estudantil-saclay-lan> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.