Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
  1. ArchDaily
  2. Projetos
  3. Casas
  4. África do Sul
  5. SAOTA
  6. 2018
  7. Casa Kloof 145 / SAOTA

Casa Kloof 145 / SAOTA

  • 06:30 - 10 Maio, 2019
  • Curadoria de Matheus Pereira
Casa Kloof 145 / SAOTA
© Adam Letch
© Adam Letch

© Adam Letch © Adam Letch © Adam Letch © Adam Letch + 29

  • Arquitetos

  • Localização

    Cape Town, África do Sul
  • Arquitetos Líderes

    SAOTA
  • Equipe de Projeto

    Phillippe Fouché, Nilene Slabbert, Mias Claassens & Thabiso Nkoane
  • Ano do projeto

    2018
  • Fotografias

  • Engenharia

    Jeffares & Green Afrika, De Villiers & Moore
  • Paisagismo

    Nicholas Whitehorn Landscape Design
  • Topógrafo

    SBDS
  • Contratante

    Cape Island Construction (CIC)
  • Arquitetura de interiores

    Cecile & Boyd
  • Consultor de Iluminação

    Professional Illumination Design
  • Mais informações Menos informações
© Adam Letch
© Adam Letch

Descrição enviada pela equipe de projeto. Acessada a partir da Kloof Road, que serpenteia as encostas ocidentais de Lion's Head, este local está posicionado de maneira protegida de vento de Clifton. Anos antes de qualquer desenvolvimento ser introduzido, essa área era coberta por florestas nativas. Hoje, no entanto, a área é desenvolvida e goza de uma vista espetacular sobre as praias arenosas, afloramentos rochosos e montanhas para o sul com vistas do sol sobre o Oceano Atlântico.

© Adam Letch
© Adam Letch

O primeiro aspecto do projeto exigiu a implantação sobre o declive íngreme que teria que ser escavado para acomodar a estrutura. A casa foi concebida como um arranjo de blocos escalonados que se erguem ao longo da encosta da montanha, com os níveis superiores privados sendo adequadamente protegidos da visibilidade e do barulho no nível da rua.

© Adam Letch
© Adam Letch
Planta - Pavimento Térreo
Planta - Pavimento Térreo
© Adam Letch
© Adam Letch

"A abordagem conceitual para o projeto foi restabelecer as qualidades de uma paisagem natural", diz o arquiteto Phillippe Fouché, da empresa de arquitetura sul-africana SAOTA, responsável pelo desenvolvimento do projeto. A área inferior do edifício, um apartamento independente, é então expressa como "um bloco de pedra bruta", tendo seu exterior com paredes de gabião e o interior de carvalho escuro e concreto refletindo a montanha de onde eles emergem. Além disso, há um espaço de transição que é expresso como um terraço verde, representando o que teria sido o nível da copa das árvores. Todos os níveis da casa estão conectados por uma escultural escadaria de madeira, como uma superfície dobrada que, apropriada à narrativa do projeto da casa, gradualmente se torna mais leve à medida que se eleva.

© Adam Letch
© Adam Letch

Uma caixa de ripas verticais paira sobre o terraço, permitindo que as árvores cresçam nesse nível, com telas que podem ser abertas ou fechadas para ajustar a quantidade de luz natural filtrada para o interior, "como se você estivesse sentado à sombra de uma grande árvore". A estrutura foi projetada a partir de um alumínio durável, porém leve, em um acabamento que imita os diferentes tons de casca, uma solução durável para superar as estações caprichosas da Cidade do Cabo.

© Adam Letch
© Adam Letch

"Acima disso, o living é consideravelmente recuado para seguir a inclinação da montanha, resultando em maior privacidade e proteção acústica, criando a percepção de que o usuário está em uma plataforma, conectado às vistas vizinhas", diz Phillippe. "O espaço é visualmente estendido através da introdução de um pátio em direção à encosta da montanha, que permite a ventilação, a luz e, novamente, a oportunidade de plantar." O teto de concreto deste nível, fechado com tábuas rústicas, defendendo sua textura crua. Essa ênfase na materialidade natural também pode ser vista nos pisos de madeira e na copa de madeira neste espaço. A copa também forma a base de um estudo particular no nível do mezanino, que é acessado por meio de uma ponte que abrange toda a extensão da sala.

© Adam Letch
© Adam Letch

O nível mais alto, o quarto principal, fica acima das copas das árvores e, como tal, os materiais - mármore branco, madeira clara - e o uso de clarabóias expressam uma sensação de ar e abertura enquanto as paredes de vidro são bem vindas na garantia das vistas.

© Adam Letch
© Adam Letch

Ver a galeria completa

Sobre este escritório
Escritório
Cita: "Casa Kloof 145 / SAOTA" 10 Mai 2019. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/916743/casa-kloof-145-saota> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.