O peso do vazio / Miguel Ortego

O peso do vazio / Miguel Ortego

Cortesía de Miguel OrtegoCortesía de Miguel OrtegoCortesía de Miguel OrtegoCortesía de Miguel Ortego+ 35

San Gregorio, Argentina
  • Arquitetos: Miguel Ortego
  • Área Área deste projeto de arquitetura Área:  41
  • Ano Ano de conclusão deste projeto de arquitetura Ano:  2018
  • Construtora:Jorge Balién
  • Cliente:Coopescrevi de San Gregorio Ltda.
  • Arquiteto Responsável:Miguel Ortego
  • Equipe De Trabalho E Condução Técnica:Jorge Ortego
  • Cidade:San Gregorio
  • País:Argentina
Mais informaçõesMenos informações
Cortesía de Miguel Ortego
Cortesía de Miguel Ortego

Descrição enviada pela equipe de projeto. A ideia do eterno retorno é misteriosa e, com isso, Nietzsche deixou perplexos os outros filósofos. "Pensar que alguma vez tudo tenha que ser repetido como já o experimentamos, e que mesmo essa repetição deve ser repetida ao infinito."

Cortesía de Miguel Ortego
Cortesía de Miguel Ortego
Cortesía de Miguel Ortego
Cortesía de Miguel Ortego
Cortesía de Miguel Ortego
Cortesía de Miguel Ortego

O mito do eterno retorno diz que uma vida que desaparece de uma vez por todas, que não retorna, é como uma sombra, não tem peso, está morta antecipadamente.

Cortesía de Miguel Ortego
Cortesía de Miguel Ortego

"Se cada um dos instantes de nossas vidas for repetido infinitas vezes, seremos pregados à eternidade, como Jesus Cristo na cruz. No mundo do eterno retorno repousa em cada gesto o peso de uma responsabilidade insuportável. Essa é a razão pela qual Nietzsche chamou a ideia de eterno retorno como o fardo mais pesado".

A insuportável leveza do ser, Milan Kundera (1984).

Cortesía de Miguel Ortego
Cortesía de Miguel Ortego

Esta é uma intervenção muito pequena na entrada da Vila Velatoria, com o objetivo de gerar um espaço que, além do local da transição, conceba um lugar de acompanhamento e reflexão em contato com o céu. Que proporcione um certo grau de privacidade à rua e com a intenção de que cada visitante olhe para cima quase inevitavelmente, como quando se entra na igreja. Neste caso, não para ver afrescos ou cúpulas, mas para notar a ausência, o vazio.

Cortesía de Miguel Ortego
Cortesía de Miguel Ortego

O foco do trabalho é colocado na representação do vazio, com o objetivo de dar talvez o que mais falta, seu peso. O vazio não pesa, mas tem volume. A caixa oca, defasada e com sua estrutura de suporte oculta é simplesmente sustentada, dificultando a leitura de sua estabilidade.

Cortesía de Miguel Ortego
Cortesía de Miguel Ortego

Essa concha como matéria visível dá forma ao invisível. Contém o que não é visto, o que é essencial ... ou talvez no sentido oposto, o vazio, enquanto o material bruto gera espaço e dá forma simultaneamente. A vida finita, sob o instável; logo o monótono, o silêncio, a ausência e o céu como protagonista. O pesado é leve, o fechado está aberto, o liso é trama, o sólido, oco; o que está presente é ausente.

Cortesía de Miguel Ortego
Cortesía de Miguel Ortego

Galeria do Projeto

Ver tudoMostrar menos

Localização do Projeto

Endereço:San Gregorio, Santa Fe, Argentina

Clique para abrir o mapa
Localização aproximada, pode indicar cidade/país e não necessariamente o endereço exato.
Sobre este escritório
Cita: "O peso do vazio / Miguel Ortego" [El peso del vacío / Miguel Ortego] 18 Mar 2019. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/913322/o-peso-do-vazio-miguel-ortego> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.