Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
  1. ArchDaily
  2. Projetos
  3. Universidade
  4. África do Sul
  5. GAPP Architects & Urban Designers
  6. 2018
  7. Universidade de Mpumalanga / GAPP Architects & Urban Designers

Universidade de Mpumalanga / GAPP Architects & Urban Designers

  • 10:00 - 18 Fevereiro, 2019
  • Curadoria de Matheus Pereira
Universidade de Mpumalanga / GAPP Architects & Urban Designers
Universidade de Mpumalanga / GAPP Architects & Urban Designers, © Tristan McLaren
© Tristan McLaren

© Tristan McLaren © GAPP Architects & Urban Designers © Tristan McLaren © Tristan McLaren + 27

  • Arquitetos

  • Localização

    Cnr R40 and D725 Roads, Nelspruit, 1200, África do Sul
  • Arquitetos Responsáveis

    GAPP Architects & Urban Designers
  • Gerenciamento de projeto

    GladAfrica Project Management
  • Avaliação

    Siyaka Quantity Surveyors
  • Engenheiros Estruturais

    SKCMasakhizwe Engineers
  • Engenheiros Civis

    Delta Built Environment Consultants
  • Engenheiros Mecânicos

    Aurecon
  • Engenheiros Elétricos

    PLP Consulting Engineers
  • Serviços Úmidos

    Delca Systems
  • Paisagismo

    Insite Landscape Architects
  • Consultor Ambiental

    PJCarew Consulting
  • Contratante

    Trencon Construction
  • Área

    9624.0 m2
  • Ano do projeto

    2018
  • Fotografias

Descrição enviada pela equipe de projeto. Em 2013, o Departamento de Educação Superior e Formação (DHET) organizou um concurso de concepção arquitetônica para a criação de duas novas universidades na África do Sul - a Universidade Sol Plaatje (SPU) em Kimberley e a Universidade de Mpumalanga (UMP) em Mbombela. Como um dos quatro escritórios de arquitetura selecionados para a primeira fase de desenvolvimento da UMP, o GAPP Architects & Urban Designers recebeu a tarefa de projetar um novo edifício residencial para moradias estudantis, incluindo instalações de associações estudantis, um centro de saúde e bem-estar e um espaço multiuso.

© Tristan McLaren
© Tristan McLaren
Implantação
Implantação

A topografia de inclinação acentuada norteou a disposição da massa construída. Disposto ao longo de um afloramento rochoso, o edifício oferece vistas panorâmicas sobre a cidade e a encosta circundante. O aspecto central do projeto do GAPP foi à criação de um recinto integrado e de uso misto inserido no tecido da construção existente do local, interligado por um passeio público que conecta as residências do campus e as instalações recreativas ao novo edifício de biblioteca e administração. Isto apresentou uma oportunidade para as residências estudantis, salas de uso comum e instalações do sindicato de estudantes para ativar o limite do passeio. Como parte da rota do passeio, o projeto inclui um deck de madeira que se serpenteia através das árvores.

© Tristan McLaren
© Tristan McLaren
Diagrama
Diagrama

Dentro das residências, o alojamento estudantil é agrupado em uma série de apartamentos de oito quartos com um espaço central compartilhado, dispostos em torno de um pátio semiprivado. Instalações públicas como salas de jogos, salas de leitura e áreas comerciais são colocadas de maneira aberta ao passeio, ativando o caminho.

© GAPP Architects & Urban Designers
© GAPP Architects & Urban Designers

O centro de bem-estar e as instalações do SRC estão organizados a fim de formar uma área fechada em redor da piscina e área de lazer. O salão multiuso é funcional e cerimonial, acomodando uma variedade de funções, incluindo eventos esportivos, testes e cerimônias de formatura. O volume monolítico em alvenaria incorpora uma faixa contínua de vidros opacos ao longo de seu comprimento, preenchendo o nível mais baixo da sala com luz difusa e suave. À noite, esta faixa envidraçada permite que o salão irradie um brilho como uma lanterna, quando os eventos são realizados. Uma série de portas corrediças se abre ao longo da fachada norte do salão para se conectar com as quadras esportivas externas.

© Tristan McLaren
© Tristan McLaren

A paleta de materiais reflete as cores e texturas naturais da paisagem de Mpumalanga. O edifício parece crescer fora da paisagem, com um material local, sendo o tijolo de barro. As telas de alvenaria perfuradas protegem a fachada contra a luz solar direta, permitindo a ventilação cruzada, mantendo a privacidade e a segurança. As telas são um elemento arquitetônico expressivo para explorar a textura e a filtragem da luz. Persianas de alumínio deslizantes permitem que os moradores controlem o brilho e o ganho de calor na fachada oeste. Brises verticais são projetados para induzir uma pressão de ar negativa-positiva, canalizando a ventilação para dentro e para fora dos quartos. A arte pública também é introduzida ao longo do passeio por uma série de paredes de azulejo em mosaicos de cerâmica de um artista local.

© GAPP Architects & Urban Designers
© GAPP Architects & Urban Designers
© GAPP Architects & Urban Designers
© GAPP Architects & Urban Designers

Ver a galeria completa

Localização do Projeto

Localização aproximada, pode indicar cidade/país e não necessariamente o endereço exato.
Sobre este escritório
Cita: "Universidade de Mpumalanga / GAPP Architects & Urban Designers" 18 Fev 2019. ArchDaily Brasil. Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/911229/universidade-de-mpumalanga-gapp-architects-and-urban-designers> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.