Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos

Residência do Cânion Mandeville / Griffin Enright Architects

Residência do Cânion Mandeville / Griffin Enright Architects

Cortesia de Tim Street-Porter Cortesia de Tim Street-Porter Cortesia de Tim Street-Porter Cortesia de Tim Street-Porter + 22

Casas  · 
  • Arquitetos Autores deste projeto de arquitetura Griffin Enright Architects
  • Área Área deste projeto de arquitetura
  • Fabricantes Marcas com produtos usados neste projeto de arquitetura
    Dornbracht, Elkay, Fleetwood, Just Manufacturing, KitchenAid, Kohler, Lutron Brasil, Stone Source, Sun Valley Skylights, Vola
Cortesia de Tim Street-Porter
Cortesia de Tim Street-Porter

Descrição enviada pela equipe de projeto. Este projeto está situado em uma rua sem saída que cria um lote cônico, com um pequeno jardim na frente que contrasta com um quintal expansivo posterior que se abre para o cânion e para as vistas da cidade. A residência torna-se um pórtico com uma entrada discreta em um percurso que gradativamente revela as vistas. Do quintal posterior, a casa é vista como camadas horizontais que parecem emergir da paisagem, enquanto a presença da fachada frontal é nitidamente mais urbana e vertical.

Cortesia de Tim Street-Porter
Cortesia de Tim Street-Porter

A dicotomia entre a presença discreta, desde a rua, e a abertura do quintal aumenta a experiência narrativa de encontrar a vasta vista nos espaços de convivência ao entrar na casa. Este limiar é reforçado pela articulação de duas paredes verticais que se dobram em superfícies de cobertura para criar um pano de fundo que ancora as qualidades horizontais do terreno. Ao entrar no ambiente principal, as portas que formam a parede do quintal desaparecem, transformando a sala em um beiral secundário dentro de uma varanda fechada, mas envolvida com a paisagem. Adjacente à sala de estar, conectada por uma das paredes de vidro que desaparecem, há uma marquise que, da mesma forma, mantém esse equilíbrio entre o interno e a imersão com o exterior. O pórtico coberto é resultado da geometria variável entre o piso térreo e os planos do segundo nível que criam um canto aberto para a casa. O nível da varanda e da sala de estar é sutilmente mais alto em relação ao térreo, criando uma camada de terraços que traz as mudanças topográficas da paisagem para dentro da casa. O deck externo e o paisagismo também servem como extensões da topografia crescente, com uma piscina olímpica ao longo da borda que serve como outra camada de terraços.

Cortesia de Tim Street-Porter
Cortesia de Tim Street-Porter

Tanto no térreo como no primeiro pavimento, a fachada envidraçada aberta e as varandas estão voltadas para o sudeste, proporcionando excelentes condições de iluminação natural. As grandes varandas protegem os espaços interiores contra a luz solar forte no verão, enquanto permitem que a luz do inverno se estenda até a casa para aquecimento passivo. O pavimento superior é dividido por um pátio aberto que separa o dormitório principal dos dormitórios das crianças enquanto se junta a um deck e envolve os dois volumes. O balanço na esquina da casa ameniza o volume do dormitório principal maximizando a vista tanto para o cânion quanto para a cidade. 

Planta - primeiro pavimento
Planta - primeiro pavimento

Galeria do Projeto

Ver tudo Mostrar menos
Sobre este escritório
Cita: "Residência do Cânion Mandeville / Griffin Enright Architects" [Mandeville Canyon Residence / Griffin Enright Architects] 09 Fev 2019. ArchDaily Brasil. (Trad. Sbeghen Ghisleni, Camila) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/910709/residencia-do-canion-mandeville-griffin-enright-architects> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.