Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos
  1. ArchDaily
  2. Projetos
  3. Casas
  4. México
  5. Jorge Ramirez
  6. 2013
  7. Residência Ceiba / Jorge Ramirez

Residência Ceiba / Jorge Ramirez

  • 20:00 - 3 Fevereiro, 2019
  • Curadoria de Danae Santibañez
  • Traduzido por Camilla Sbeghen
Residência Ceiba / Jorge Ramirez
Residência Ceiba / Jorge Ramirez, © Paulina Ojeda / contra taller de diseño
© Paulina Ojeda / contra taller de diseño

© Paulina Ojeda / contra taller de diseño © Paulina Ojeda / contra taller de diseño © Paulina Ojeda / contra taller de diseño © Paulina Ojeda / contra taller de diseño + 24

© Paulina Ojeda / contra taller de diseño
© Paulina Ojeda / contra taller de diseño

Descrição enviada pela equipe de projeto. A Residência Ceiba foi criada a partir de uma pequena e antiga construção neocolonial dos anos 30, na qual o atual proprietário viveu por mais de 10 anos, até que, de repente, surgiu a necessidade de estendê-la para abrigar sua nova família: ele, artista plástico, uma bailarina/professora de ioga e duas crianças pequenas.

© Paulina Ojeda / contra taller de diseño
© Paulina Ojeda / contra taller de diseño

A residência original, embora tivesse os elementos típicos da arquitetura neocolonial mexicana, não possuía grande valor histórico ou arquitetônico, porém, a diretriz do projeto foi preservá-la intacta. Assim como as antigas pirâmides, onde a nova estrutura foi construída sobre a anterior, deixando-a presa adentro, um envoltório respeitoso foi projetado. A adição abriga e exibe delicadamente as formas, elementos e materiais originais. Cada um dos estágios construtivos é claramente estabelecido.

© Paulina Ojeda / contra taller de diseño
© Paulina Ojeda / contra taller de diseño
Planta - térreo
Planta - térreo
© Paulina Ojeda / contra taller de diseño
© Paulina Ojeda / contra taller de diseño

O programa de expansão propunha a construção de uma sala de ioga que pudesse ser acessada sem entrar na casa, dois novos dormitórios para crianças, além de ampliar as áreas da cozinha, sala de jantar e serviços.

Isométrica
Isométrica

A construção é acessada através de um hall muito pequeno, onde em frente estava a fachada original da casa e a porta de acesso a áreas privativas ou, desse mesmo saguão, à direita, uma escada em espiral ao lado do tronco de uma ceiba, que eleva o usuário até a copa da árvore e, a partir daí, desviando dos galhos mais altos, de repente surge uma lagoa, um jardim e o estúdio de ioga.

© Paulina Ojeda / contra taller de diseño
© Paulina Ojeda / contra taller de diseño

Continuando no pequeno hall e cruzando a antiga porta principal é possível acessar um ambiente que leva até um pátio privado em torno do qual a casa se desenvolve. Amplos panos de vidro permitem que uma grande árvore, uma cachoeira e o arco de três pontos do corredor sejam a cenografia e as testemunhas de todas as atividades da família.

© Paulina Ojeda / contra taller de diseño
© Paulina Ojeda / contra taller de diseño

A área íntima da casa é acessada por uma porta lateral no pátio, localizada ao lado do depósito de água que lembra as antigas cisternas muçulmanas e que emite um murmúrio calmo e contínuo de água corrente. Paredes espessas com 4 metros de altura feitas em adobe abrigam uma biblioteca / sala de música, dormitórios e banheiros.

© Paulina Ojeda / contra taller de diseño
© Paulina Ojeda / contra taller de diseño

Na parte posterior do pátio, mantendo a sua localização original e atrás de um arco ornamentado, está a sala de jantar e cozinha com uma visão aberta para o pátio principal.

Atravessando um corredor lateral estreito até a cozinha, há um segundo pátio, maior que o primeiro e coberto por uma enorme e antiga árvore sapota, sob a qual fica o estúdio do artista.

© Paulina Ojeda / contra taller de diseño
© Paulina Ojeda / contra taller de diseño

A Residência Ceiba distancia-se das grandes pretensões e exageros formais advindos de alguns arquitetos, a sua fachada simples e um design interior refinado, repleto de simbolismo, vegetação e espaços íntimos embasados nas palavras de Luis Barragán, que advertiu estarem sendo esquecidas pelos arquitetos: beleza, inspiração, charme, magia, feitiço, encantamento, serenidade, silêncio, intimidade e surpresa.

© Paulina Ojeda / contra taller de diseño
© Paulina Ojeda / contra taller de diseño

Ver a galeria completa

Sobre este escritório
Cita: "Residência Ceiba / Jorge Ramirez" [casa ceiba / Jorge Ramirez] 03 Fev 2019. ArchDaily Brasil. (Trad. Sbeghen Ghisleni, Camila) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/910237/residencia-ceiba-jorge-ramirez> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.