Tudo
Projetos
Produtos
Eventos
Concursos

Reforma do armazém Shougang Ertong / China Architecture Design & Research Group

Reforma do armazém Shougang Ertong / China Architecture Design & Research Group

Pátio do restaurante chinês. Imagem © Guangyuan Zhang Restaurante chinês. Imagem © Guangyuan Zhang Restaurante chinês. Imagem © Guangyuan Zhang Porão. Imagem © Guangyuan Zhang + 25

  • Colaboradores

    Shougang Architects.
  • Cliente

    Ksk Corp.ltd
Mais informações Menos informações
Pátio do restaurante chinês. Imagem © Guangyuan Zhang
Pátio do restaurante chinês. Imagem © Guangyuan Zhang

Facilidade

No chinês arcaico, a palavra "facilidade" possui também um outro significado, algo que remete a uma espécie de auto-relevo interior, assim como a capacidade de aceitar aquilo que vem de fora, e que não apenas implica sair de um estado de perplexidade, mas uma propensão ao discernimento.

Pátio do restaurante chinês. Imagem © Guangyuan Zhang
Pátio do restaurante chinês. Imagem © Guangyuan Zhang

O trabalho de um arquiteto nem sempre é fácil, muito menos quando se trata de construir espaços agradáveis para se viver: primeiramente é preciso considerar o lugar onde está inserido e assim, o seu contexto específico, respeitando as pré-existências e integrando-se a elas. Em segundo lugar há a sensibilidade humana, que também é específica, ou seja, para quem se está construindo e o que é importante para elas. Finalmente temos o próprio arquiteto, com suas expectativas e desejos. Somente é possível projetar com facilidade, se soubermos encontrar um ponto de equilíbrio entre aquilo que é importante para nós, como arquitetos, e aquilo que importante para as pessoas para quem estamos projetando. É preciso sentir, pensar, explorar e ir além. Para isso é preciso adentar em um território neutro, liberar-se de nossas preconceitos e então, projetar com o corpo e a alma.

Pátio do restaurante chinês. Imagem © Guangyuan Zhang
Pátio do restaurante chinês. Imagem © Guangyuan Zhang

Concessão

Entre muitos conceitos que utilizamos neste projeto, “concessão” talvez seja a palavra mais assertiva para descrevê-lo.  

Diagrama
Diagrama

Um antigo armazém ao lado de um terreno baldio foi o local escolhido por nosso cliente para construir seu restaurante. A estrutura existente foi mantida de forma a criar um cenário industrial de concreto, painéis pré-fabricados e vigas de guindastes. Do lado de fora, o jardim de árvores adultas rebate esta atmosfera bruta com um ar de tranquilidade.

Restaurante chinês. Imagem © Guangyuan Zhang
Restaurante chinês. Imagem © Guangyuan Zhang

Acabamos adotando uma estratégia de modéstia e integração, mantendo as principais características do galpão industrial. Para o novo volume construído incorporamos uma estrutura de alvenaria de tijolo, uma "concessão" à estrutura existente, configurando seu próprio sistema estrutural independente.

Restaurante chinês. Imagem © Guangyuan Zhang
Restaurante chinês. Imagem © Guangyuan Zhang

Submetendo-se à natureza

O pátio externo criado pelo afastamento entre as duas estruturas cria um contraponto entre duas arquiteturas e as integra junto ao contexto do lugar. Esta mesma estrutura de tijolos, sólida e rígida, é também leve e livre, submetendo-se à natureza, circundando as árvores distribuídas gratuitamente pelo jardim. Arquitetura e natureza, respeito e harmonia. 

Restaurante chinês. Imagem © Guangyuan Zhang
Restaurante chinês. Imagem © Guangyuan Zhang

Assim, o volume do restaurante se inclina evitando as árvores do pátio. A calçada e o foyer de acesso se sucedem de forma equilibrada. As aberturas foram implantadas de acordo com o cenário que desejávamos revelar. Junto à fachada oeste evitamos toda e qualquer abertura devido ao ruído vindo da movimentada via contígua. A nova construção de tijolos maciços possui os mesmos velhos cheiros, transcendendo a relação entre presente e passado, apelando para nossos sentidos mais tênues.

Porão. Imagem © Guangyuan Zhang
Porão. Imagem © Guangyuan Zhang

Evitando o conflito

Além disso, o novo edifício foi concebido independentemente da antiga estrutura, atendendo as necessidades programáticas do restaurante. 

Restaurante. Imagem © Guangyuan Zhang
Restaurante. Imagem © Guangyuan Zhang

O espaço subterrâneo foi então ocupado pela adega do restaurante, fazendo com que o espaço expositivo predefinido passasse a ocupar o espaço não construído. Corredores foram adicionados para conectar com naturalidade estas duas estruturas, sem precisar remover nenhuma parede ou elemento estrutural, mantendo com orgulho, o antigo guincho como uma instalação de arte em meio à esta arquitetura contemporânea. 

Restaurante chinês. Imagem © Guangyuan Zhang
Restaurante chinês. Imagem © Guangyuan Zhang

Galeria do Projeto

Ver tudo Mostrar menos

Localização do Projeto

Endereço: Wu Jia Cun Lu, Beijing Shi, China

Localização aproximada, pode indicar cidade/país e não necessariamente o endereço exato.
Sobre este escritório
Cita: "Reforma do armazém Shougang Ertong / China Architecture Design & Research Group" [The Shougang Ertong Warehouse Renovation / China Architecture Design & Research Group] 16 Out 2018. ArchDaily Brasil. (Trad. Libardoni, Vinicius) Acessado . <https://www.archdaily.com.br/br/903835/reforma-do-armazem-shougang-ertong-china-architecture-design-and-research-group> ISSN 0719-8906

¡Você seguiu sua primeira conta!

Você sabia?

Agora você receberá atualizações das contas que você segue! Siga seus autores, escritórios, usuários favoritos e personalize seu stream.